11.01.2008

amanhecer

Dormi profundamente em metade da cama. Acordo e estico o braço direito naquilo que posso considerar o primeiro gesto do dia. O lençol da outra metade está frio. Podia pensar em qualquer coisa a partir daí mas não... os pensamentos chegam sempre depois dos gestos.

Ela dormiu no sofá, apesar da minha morna insistência em não o fazer. Acordou antes de mim e arrumou dois dias de cozinha. Copos de dois dias, pratos de dois dias, talheres de dois dias. Depois fez um chá que agora me traz ao quarto. Pousa-o na mesa de cabeceira e toca-me silenciosamente no corpo para que eu acorde. Gosto do toque. Também ela sabe que os gestos nascem antes dos pensamentos.

Não costumo dormir em metade da cama. Costumo adormecer na diagonal ocupando-a toda. Se hoje o fiz foi porque o meu subconsciente pensou que ela vinha deitar-se ao meu lado quando interrompesse a leitura do livro que tirou da minha estante. Por isso é que lhe disse "até já" quando a deixei no sofá ontem à noite. Até já, respondeu ela. Depois não veio.

Ela entra na casa de banho quando eu já estou no chuveiro. Pelo cortinado de plástico vejo-a sem ela me ver a mim. Sou um voyeur sem vergonha nesta altura. Ela lava os dentes e penteia-se em silêncio. Depois despede-se tocando com a mão no cortinado que, tal como eu, treme. Que logo à noite me telefona, diz. E sai.

19 comentários:

Ega disse...

"Por isso é que lhe disse "até já" quando a deixei no sofá ontem à noite. Até já, respondeu ela. Depois não veio."

Elas nunca vêm. Podemos esperar e iludirmo-nos até à morte, mas elas nunca vêm. E a razão é simples: elas estão à nossa espera (mesmo que não o digam).
Infelizmente, eu percebi esta merda demasiado tarde.

Cumprimentos

(já agora: apesar de nunca ter comentado, sou visita constante. Gosto de ler o que escreves, ainda que eu esteja em desacordo com grande parte do que que escreves)

bagaco amarelo disse...

ega, bem vindo então. às vezes não é obrigatório estar em acordo ou desacordo com o que se lê...
eu acho que de vez em quando vêm outras não. é como nós. eu descobri demasiado tarde que nem sempre vale a pena que venham. :)

. disse...

*frustração*

Anónimo disse...

Ela é uma jogadora e não me parece má de mão... Gosto de mulheres assim.

N.

bagaco amarelo disse...

., que forma básica e simplista de ver a coisa.

N. lol. :)

Tagaxinho disse...

Pois a mim parece-me o inicio de um lindo conto de fadas... Só falta ai o vivemos felizes para sempre...

Abraço

bagaco amarelo disse...

tagaxiho, bem que nem me importava... mesmo sem o vivemos felizes para sempre. :)

Luny disse...

"...os pensamentos chegam sempre depois dos gestos.(...)
Também ela sabe que os gestos nascem antes dos pensamentos."
É bem verdade!

Olga disse...

As coisas melhores da vida são para ser saboreadas sem pressas, com muita calma. Pode ser que daqui a uns tempos o final dessa história seja melhor, mesmo sem a utopia do "felizes para sempre". :) Bjinho

bagaco amarelo disse...

luny, é verdade e é uma questão de sobrevivência espiritual, às vezes. :)

olga, eu não acho que tenha acabado mal... :)

Olga disse...

Eu também não. Mas fiquei com a impressão que estavas na expectativa que acontecesse mais alguma coisa. ;)

bagaco amarelo disse...

olga, e achas bem... mas o sexo não é assim tão importante que chegue para fazer triste o final do que quer que seja. :)

Olga disse...

Concordo 100%.

Fénix !!! disse...

A mim parece-me que estão os dois com pézinhos de lã...Se isso é bom ou mau.. Quem sou eu para responder?!.. Não sei...

Felicidades!!
Elle.

bagaco amarelo disse...

olga, :)

fénix, eu gosto de pezinhos de lã... :)

Anónimo disse...

Tem graça.
Às vezes, quando a pessoa entra no nosso espaço, sem o invadir, causa-nos mais estranheza, mais curiosidade, mas interesse.
Ela leu um livro teu, dormiu no teu sofá. E lavou a tua loiça de dois dias...
Mais nada [suponho eu...].
Bagaço... essa mulher vai mexer com o teu índice ivariano... ai vai, vai!!
;)

Um beijo
Ana

Paula disse...

se fosse há uns tempos atrás eu teria saído do sofá e teria ido até à tua cama e ter-me-ía aninhado.... agora tão cedo, infelizmente não terei coragem para uma iniciativa dessas.

Paula disse...

...vivendo e aprendendo....

bagaco amarelo disse...

ana, não sei... a sério que não sei. :) beijo

paula, cuidado... é importante não generalizarmos as experiências menos boas. :)