11.26.2008

santa apolónia

Ontem fui a Lisboa tratar de alguns assuntos. A linha azul do metropolitano teve um problema técnico qualquer e perdi o comboio em que era suposto regressar. Depois estive uma hora na estação de Santa Apolónia a escrever na mesa de um café. Gosto daquela estação e sinto sempre alguma nostalgia quando lá vou.
Alguns homens tristes e de vida extenuada circulavam entre mulheres bonitas e sós. Depois reparei que os homens eram, de uma forma ou de outra, residentes no espaço. As mulheres eram passageiras e iam desaparecendo à medida que os comboios partiam. Percebi a minha nostalgia. Aquela estação tem uma ligação óbvia à minha vida.

17 comentários:

Anónimo disse...

Olá, bom dia...
Um dia experimenta, subir a calçada até Alfama e, ficar por lá um bocadinho, a escrever, sentado à mesa de um café qulaquer que encontrares lá pelo meio. A vida muda, parece outra.

Um abraço,
Luís.

Anónimo disse...

Também gosto da estação de Santa Apolónia... e das todas as outras estações. Mas mais desta.

Para a próxima avisa-me que vens a Santa Apolónia. Beberei um café contigo e seremos dois nostálgicos na estação...

Um beijo
Ana

redonda disse...

Uma vez pus-me a reflectir profundamente nessa estação, à frente de uma meia-de-leite...e perdi o comboio - foi a primeira e única vez que me aconteceu (até agora) e a culpada só pode ter sido a meia de leite!

I.D.Pena disse...

Também me sinto assim em certos sitios em Lisboa, parece que aquela cidade me faz lembrar que tenho algo a fazer mas que me esqueci, estranho isso :S

Disseste ...

"Alguns homens tristes e de vida extenuada circulavam entre mulheres bonitas e sós. Depois reparei que os homens eram, de uma forma ou de outra, residentes no espaço. As mulheres eram passageiras e iam desaparecendo à medida que os comboios partiam."

ÀS vezes acho que anda tudo perdido. Mas fico contente que não seja a unica a pensar assim.

:)

bagaco amarelo disse...

Luis, Adoro Alfama, Aproveito para a subir percorrer quando vou ao Chapitô. :)

Ana, ontem tinha tanta coisa para tratar em Lisboa que só vi um amigo. Não estava a contar ficar tanto tempo em Sta Apolónia. :)

redonda, eu percebo-te perfeitamente, e ainda bem... eu continuo a ser adepto de Sta Apolónia em vez do Oriente. :)

I.D.Pena, anda tudo perdido, sim... e Lisboa é uma cidade especial. :)

AP disse...

Aquele lugar realmente é especial...

E quando voltares companhia nao te falta... Eu também estou por lá todos os dias. Não pedimos é meias de leite...lolol.

Boa sorte para o livro :)

Red disse...

linha azul é em coimbra.




e é para um autocarro chamado pantufas.

bagaco amarelo disse...

AP, obrigado. :)

red, ena, tenho que conhecer esse autocarro. em lisboa a linha azul é que me leva de sta apolónia à praça de espanha. :)

nat disse...

Bagaco (com c de cedilha) está na altura de deixar os homens tristes e extenuados e toca a apanhar o "comboio" ;-)

bagaco amarelo disse...

nat, tens razão. :)

joaninha versus escaravelho disse...

O "Pantufas" é um meio de transporte público, que em Portugal, só existe em Coimbra. Chama-se "troley-bus" e é um autocarro eléctrico. Um elétrico com pneus. O que não quer dizer que seja um eléctrico gordo. Pois não Red? :)
Existe desde 1947.
Apanhei o "5" vezes sem conta... :)

http://wewillalwayshavecoimbra.blogspot.com/2007/08/parabns-aos-trleis.html

bagaco amarelo disse...

joaninha versus escaravelho, ena... olha, já andei neles e nem sabia... de vez em quando tb passo por coimbra. :)

joaninha versus escaravelho disse...

Eu também vou de vez em quando a Aveiro. :)
Mas gosto mais de Coimbra do que de Aveiro... e do que da Serra.
E agora dou-te razão: gosto mais da Serra do que Aveiro. Resumindo: Gosto mais de Coimbra do que dos outros lugares. Mas também gosto de New York. E de London. Mas nunca fui a New York. lol
Não digo mais nada! :)
(Não precisas responder a esta parvoíce.)

bagaco amarelo disse...

joaninha versus escaravelho, eu gosto mais de Lisboa e do Porto. De Aveiro só gosto porque é onde vivo. Depois gosto muito de Sortelha, Malcata, Almeida, Marialva e Vila Flor. :)

joaninha versus escaravelho disse...

Eu gosto de esparregado e não gosto de bacalhau.
Gosto do Sol e da chuva que cai lá fora. (Mas também é mau chover porque devia estar em viagem de fds e não estou porque chove muito.)E quando neva ainda é mais bonito. Mas aqui é raro nevar. :)

Essas terras de que falas também conheço, mas sendo dessas dimensões prefiro que tenham mar. Tipo Vila Nova de Milfontes ou Porto Covo. A paz cheira a maresia... Aí Aveiro ganha pontos.
Acho que concluo que cada coisa tem no seu tempo seu encanto.

bagaco amarelo disse...

joaninha versus escaravelho, concordo com a tua conclusão. :)

Isabel Rodrigues disse...

Lisboa tem qualquer coisa de mágico,sei que sou suspeita uma vez que cresci para os lados do Castelo, embora tenha nascido em Ovar.

Em dias de neura nada como passear pela Baixa, o Chiado, um pulinho até Alfama ou Mouraria.

Podem dizer o que quiserem, das luzes de Paris, dos canais de Veneza, mas Lisboa tem a particularidade de nos transportar para outras épocas, para o interior de nós mesmos...eu sei que isto parece lamechas e é mesmo!