1.22.2009

mulheres e planetas

Um exoplaneta é um planeta que orbita uma estrela que não o Sol. A comunidade científica está à procura de um exoplaneta que tenha vida ou seja habitável, mas até agora só encontrou planetas demasiado grandes, muito quentes, muito frios, muito densos ou demasiado próximos da sua estrela. Há dois métodos para encontrar exoplanetas: o da detecção indirecta e o da visualização directa. A detecção indirecta passa por identificar a agitação de uma estrela (devido à força gravitacional da órbita do planeta) ou pela ligeira ofuscação da estrela quando esse planeta passa à sua frente. Nalguns casos é possível a observação directa, com telescópios potentes que são capazes de separar a luz ténue do planeta da luz da sua estrela. [ler na wired]
Estava a ler isto e a pensar como a busca por um planeta e por uma pessoa são tão parecidas. Em primeiro lugar, porque se procura algo onde haja vida ou onde se possa viver. Em segundo lugar porque também quando procuramos um parceiro, utilizamos os métodos de observação indirecta e directa. Por exemplo, no primeiro passeio que se faz com uma mulher, e para não parecermos demasiado invasivos, podemos aproveitar o seu reflexo na montra duma loja pronto-a-vestir enquanto ela olha para o preço duma peça qualquer. Mais à noite, e se conseguimos passar a fase da observação indirecta, temos que procurar aproveitar o método da observação directa, isto é, ser capaz de manter o nosso olhar no olhar dela sem fugir. Se os olhares não fugirem um do outro durante alguns segundos, enfim, talvez aquele planeta seja habitável.

6 comentários:

Anonyma disse...

Lindo!! :)

Closet disse...

Confesso que adoro estes teus textos de "comparações", eu passo a vida a pensar coisas destas e às vezes sinto-me... freak! Concordo com a teoria: o amor é uma busca pela vida e a observação directa é a lanterna que nos ilumina o caminho. Se houver química no olhar, o resto funciona ;)

bagaco amarelo disse...

anonyma, obrigado. :)

closet, verdade... é o primeiro teste. :)

Doce Veneno disse...

Adoro ler o teu blog, mas adorei mesmo este post.

E agora pergunto eu, se parecer habitável e depois de lá passares um tempo se tornar insustentável? A teoria da busca mantém-se?

Beijo

Anónimo disse...

pois é, mas o problema é se o olhar reflecte ainda alguma vida, uou se é só para enganar os incautos e aquecer os pés nas noites de inverno

bagaco amarelo disse...

doce veneno, mantém... claro que sim, mesmo que tires uns dias para viajar sem destino. :)

anónimo, :)