1.28.2009

adivinha quanto gosto de ti

Antes de continuar este post, devo dizer que não tenho nada pessoal contra o André Sardet. Aliás, nem o conheço pessoalmente. Na verdade, tirando o facto da música "adivinha o quanto gosto de ti" estar sempre a passar na rádio enquanto eu conduzo e a obrigar-me a mudar de estação, não tenho mesmo nada contra.
Oh André, pá! como é que raio te lembraste de escrever esta letra?



Já pensei dar-te uma flor, com um bilhete, mas não sei o que escrever,
Sinto as pernas a tremer quando sorris para mim, quando deixo de te ver...
Ora bem, ele pensou em dar-lhe uma flor com um bilhete mas não sabe o que escrever... hum... hum... ei! espera aí, eu pensava que primeiro surgia a necessidade de dizer alguma coisa e depois é que pensávamos na maneira como o fazer: por telefone, por email ou, em alguns casos raros, vá lá, por um bilhete com uma flor...

Vem jogar comigo um jogo, eu por ti e tu por mim. Fecha os olhos e adivinha, quanto é que eu gosto de ti.
Mas que raio de jogo é este? Um joga pelo outro e depois ela tem que adivinhar quanto é que o André gosta dela? Oh André, olha... há jogos muito mais interessantes: xadrez, monopólio, civilization IV... sei lá, qualquer coisa que não meta adivinhações...

Gosto de ti desde aqui até à lua,
Gosto de ti, desde a Lua até aqui.
Gosto de ti, simplesmente porque gosto, e é tão bom viver assim...
Pronto André, como é que tu querias que a rapariga ganhasse o jogo? Tinha que fechar os olhos e adivinhar que gostas dela desde aqui até à lua e da lua até aqui. Não é nada fácil, deixa-me que te diga. Além disso, a distância daqui à lua e da lua aqui é a mesma. mais ou menos 380000 quilómetros. Para a próxima basta dizeres: "gosto de ti 380000 quilómetros".

Ando a ver se me decido como te vou dizer, como te hei-de contar. até já fiz um avião com um papel azul, mas voou da minha mão... Vem jogar comigo um jogo, eu por ti e tu por mim. Fecha os olhos e adivinha, quanto é que eu gosto de ti.
Olha André... começo a perder a paciência. Se andas a ver se te decides como lhe vais dizer seja lá o que for, porque é que não aproveitas o tal bilhete com a flor? É que isso dos aviões de papel, independentemente da cor, não resulta muito bem. Um tipo manda-os para um sítio mas eles vão parar a outro... acredita em mim. E deixa-te lá de jogos malucos duma vez por todas.

Quantas vezes parei à tua porta, quantas vezes nem olhaste para mim, quantas vezes eu pedi que adivinhasses, o quanto eu gosto de ti.
André, eu a avisar-te para te deixares de jogos malucos e tu vais logo com essa paranóia para a porta dela? Imagina que ela abre e te vê ali especado sem fazer nadinha. Se te perguntar o que é que tu estás ali a fazer, tu vais ter que responder: "estou a ver se adivinhas o quanto gostas de mim...". A sério que ela te vai fechar a porta na cara e chamar a polícia ou o INEM...

42 comentários:

bia disse...

eu realmente não entendo pq é q para os lados de Aveiro passa tanto André Sardet... Quando estou em Águeda ouço 500 mil vezes ao dia... Que perseguição!!

pieces of me (Luna) disse...

até que em fim que descubro que nao sou a unica pessoa no mundo que nao suporta essa musica...

uffaaaa... salvaste-me!!!

Aranho disse...

A canção foi dedicada à filha... Still, it's a big pile of crap!

Salseira disse...

A música é para crianças... :)

Mas olha... se experimentares cantar o refrão ao ouvido duma mulher ela é capaz de gostar. ;)

Às vezes é bom uma lamechice. :)

Cisne Negro disse...

Lol já estou um tanto ou quanto saturado desta música, também!
Não fosse ela dedicada à filha dele e tocaria no imaturo:S

Kayla disse...

Essa música foi feita para a filha...
Aliás todo o álbum...

E eu também não gosto do André Sardet!;)

Cristina disse...

A música é dedicada à filha, pá :)

Beijinhos

Peregrina disse...

Eu pessoalmente acho a música fofinha ;p Coisas de mulheres lamechas! Mas a tua interpretação está magnífica!

STP disse...

Muito bom, Ivar. Acho que tens algumas coisas muito parecidas comigo. Eu estive um mês para escrever uma coisa em tudo parecida com este post no meu blog. Não o fiz porque não tive tempo nem energia, mas ... fico satisfeito por não o ter feito, pois não conseguiria fazê-lo tão bem como tu fizeste.

Já não é a primeira vez que gozo com uma letra do Andrezinho. E digo Andrezinho porque isto remete para a única coisa que poderá servir de atenuante à diarreia mental deste tipo: supostamente o cd foi escrito para crianças, e inspirado em algumas coisas que ele terá lido, escritas e/ou ditas por crianças.

Claro que a maior parte dos adultos que o ouvem tão embevecidamente (principalmente mulheres) são um pouco crianças (não no sentido positivo do termo, note-se), o que até calha bem. É um nicho de mercado que convém explorar.
Hei, afinal ele não é assim tão imbecil!

Abraço, continuação.

Closet disse...

és mesmo maluco, o que me ri com esta palhaçada de música, e eu fechava-lhe mesmo a porta na cara!!

Closet disse...

és mesmo maluco, o que me ri com esta palhaçada de música, e eu fechava-lhe mesmo a porta na cara!!

joaninha versus escaravelho disse...

Haja alguém que me entenda quanto a essa cantiga. Já viste se o avião lhe acerta num olho?

Miss Kitty disse...

Eu até gostava do gajo mas depois deste último CD...

BJS*

Praganitas disse...

De facto das musicas mais... como dizer... irritantes! que têm passado na rádio ultimamente!

destruição disse...

como eu te compreendo já não posso ouvir o Sardet na rádio mas ele está sempre lá quando carrego no on lol Só uma correcção, ele não fez a música para uma mulher foi para o filho e por isso às vezes perdoou-o e não mudo logo a rádio mal ele começa a cantar ahah

Isa disse...

LOOOOOL
n dá pra rir mais! Agora a serio tb n axo piadinha nenhuma a essa musica, e o video clip? A fazer concorrência com o avô cantigas! Ainda assim prefiro o fantasminha brincalhao! lol

Olga disse...

Estou contigo. Este moço tem problemas.
Devia era ganhar juízo e convidá-la para jogar uma partidinha de michu. :)

Anónimo disse...

Olá. Nunca comentei no seu blog, embora o leia quase diariamante. Mas hoje tive de o fazer, pois penso que ao criticar esta música desconhece o facto de ela ter sido escrita pelo Sardet, não para uma qualquer mulher mas sim para a sua pequena filha. Aliás, todo o álbum "Mundo de Cartão" é dedicado às crianças e penso que é sob esse prisma que as letras devem ser interpretadas. Não é propriamente "música para divorciados". Um bom dia para si!
Maria

Francesa disse...

Etiqueta "musica para divorciados"? André Sardet? Isso é tipo por alcool na ferida (sem poder desinfectante), ja chega de tortura!

asséptica disse...

Esta música é um vómito!
O Andre Sardet são dois vómitos!
As rádios que impingem estes 3 vómitos são espasmos incessantes de vómitos!
Não se aguenta levar com isto a toda a hora!

Claudia disse...

Estas letras deste "artista" não são música nem para divorciados nem para adormecer meninos às 9h no panda. Sinceramente acho que o pessoal só as ouve pela melodia e por nem prestarem atenção às letras. Não fazem sentido. Não têm significado. Mas infelizmente é o que vende em Portugal.
Não compreendo os fãs...

Fermelanidades Leite de Matos disse...

A letra dessa musica é inenarravel e aqui fica a minha solidariedade para com o autor deste blogue por quase ter enlouquecido durante os minutos em que a teve a escutar para escrever este post. Força!! As melhoras!!

Gata2000 disse...

Triste, triste é ele ter feito a música para a filha. Mas parece que resulta porque o projecto de homem com 2 anos que vive lá em casa, passa a vida a cantar-me o refrão dessa música, o que diminui significativamente o meu desagrado pela cançãozinha em questão, não que seja boa - não é até muito má - mas há lá mãe que não goste de ouvir o seu rebento dizer-lhe que "gosto de ti desde aqui até à lua"?? Pois não! Shame on me

Gata2000 disse...

Triste, triste é ele ter feito a música para a filha. Mas parece que resulta porque o projecto de homem com 2 anos que vive lá em casa, passa a vida a cantar-me o refrão dessa música, o que diminui significativamente o meu desagrado pela cançãozinha em questão, não que seja boa - não é até muito má - mas há lá mãe que não goste de ouvir o seu rebento dizer-lhe que "gosto de ti desde aqui até à lua"?? Pois não! Shame on me

bagaco amarelo disse...

bia, já me entendes... :)

pieces of me (Luna), na verdade, acho que somos muitos. :)

aranho, eu percebi pelo vídeo... mas isso não melhora em nada a coisa. :)

salseira, eu sei que sim... mas não experimento. :)

cisne negro, eu só percebi isso quando vi o vídeo. não acho que resulte na mesma, esta ingenuidade de pacotilha. :)

kayla, eu sei... talvez o andré pudesse aprender qq coisa com a adriana calcanhoto. :)

cristina, eu sei. e depois? :)

peregrina, lol... estás perdoada. :)

stp, eu não gosto do andré sardet, ou melhor, do trabalho dele... mas não o acho, de facto, imbecil. imbecil, acho por exemplo o primeiro-ministro. :) abraço

closet, lol. :)

joaninha versus escaravelho, lol... eu, na escola primária, cheguei a fazer uns aviões quase perfeitos. :)

miss kitty, eu nem antes nem agora. :) bjs

praganitas, e cá com uma regularidade... que até assusta: :)

destruição, eu sei... mas só percebi isso no vídeo. quando ouvi na rádio pareceu-me para uma mulher. :)

isa, eu gostava da Rua Sésamo. :)

maria, eu percebi isso no vídeo. na rádio, de facto, não. não acho que isso salve o que quer que seja, no entanto. obrigado. :)

francesa, não me apetece encher isto de etiquetas nem ficar refém de burocracia. por isso, tudo o que for música, vai para música para divorciados e pronto. :)

asséptica, lol... é só vómitos, isso... :)

cláudia, por mim, nem pela melodia lá vai. :)

Fermelanidades Leite de Matos, obrigado pela solidariedade. :)

gata2000, pronto, pronto... estás perdoada :)

RPM disse...

Se era para a filha, deveria ter mencionado na capa do CD: "Interdito a maiores de 18" ou, melhor ainda, manter a musiquinha na intimidade do lar para a cantar à menina antes de adormecer...

bagaco amarelo disse...

rpm, eu concordo... aliás, não era má ideia pedir uma indemnização por danos morais... :)

Blue Mayfly disse...

Ah... há uns dias atrás eu propunha torturar uma certa e dita pessoa da seguinte forma:
Amarradinha a uma cadeira e a ter que ouvir essa musiquinha: Gooosstoooooooooooooooo de tiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii desde aquiiiiiiiiiiiiiii até à luaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
A música é um bocado estridente. Bom instrumento de tortura.

bagaco amarelo disse...

blue mayfly, lol... concordo. :)

Anónimo disse...

uuuuuuuuuuuuuuuuuii!
já percebi q a letra desta música traz imensa discórdia..
sendo 1 música infantil é, na minha opinião, perfeitamente aceitável; inaceitável era a outra letra, aquela q dizia:
"Eu não sei o que me aconteceu
Foi feitiço!
O que é que me deu?
para gostar tanto assim
de alguém como tu!"
(Bem a tipa devia ser asquerosa, má e horrível, pois ele precisou d 1 feitiço para poder gostar mto dela...)ok! e esta n é supostamente 1 musica infantil! Mas apesar de tudo eu gosto do André: tem 1 ar doce, as músicas ficam no ouvido, é de Coimbra, a malta ouve-o (em x de parolices estrangeiras mil xs piores).
Hoje jamais compraria ou gostaria de receber 1 trabalho do André Sardet, mas há cerca de alguns anos atrás, tb jamais iria ver 1 espectáculo do José Cid.. ou seja, a nostalgia faz-nos dar muitas voltas, e daqui a uns anos, é bem possível que a maioria dos descontentes aqui do sítio corram a comprar bilhetes dos 30 anos de carreira do querido André Sardet!
um abraço
sara

de Marte disse...

Eu acho piada é a uma coisa: ninguém gosta, ninguém gosta, mas anda tudo a trautear a música! E outra coisa... fazer um post compriiiiiiiiiiiiiiiiido sobre uma música irritante e uma letra esquizofrénica é dedicar-lhe demasiado tempo, não??
Já para não falar no pormenor da transcrição que fazes da letra, pensar sobre ela, escrever sobre ela e publicá-la.
Hummmmmmmm... isto soa-me a coisa de fã nr. 1!!!!


Ehehehe!!!
É bem, Bagaço!!!
Tb n vou à bola com a música. Nem com o André. E nem com a filha dele, já agora, q é a primeira culpada por manter o André acordado noites a fio e depois o gajo produz coisas com a qualidade brutal desta letra disléxica.

Bjs
Mars

Ominona disse...

LOLOL:) Sem dúvida é melhor chamar o INEM ao homem. E atenção também não o conheço pessoalmente, mas por amor da santa, que letra manhosa!

Ana Camarra disse...

Bagaço

Tenho o mesmo problema, mudo de estaçã de rádio quando me sai o André, o João Pedro Pais, a Mafalda Veiga e a Celine Dion.
A letra não lembra a um tinhoso...

beijos

bagaco amarelo disse...

sara, é bem possível, sim... eu tenho um disco o do cid. :)

de Marte, eu farto-me de tarutear música que não posso ouvir sem ficar com uma neurose. a mafalda veiga, por exemplo. :)

ominona, é mais a letra, sim... que raio de coisa. :)

ana camarra, estamos de acordo nos motivos para mudar de estação.

Miss Kin disse...

Eu voto na polícia...

bagaco amarelo disse...

miss kin, lol... eu tambén. :)

Cristina disse...

No meu tempo de criança, havia a Abelha Maia e o Vitinho. Os miúdos de agora têm o André Sardet e (tinham) os Patinhos.

É quase ela por ela em termos de qualidade musical, caríssimo ;)

bagaco amarelo disse...

cristina, a abelha é do meus tempos de criança e tenho mais uns anitos do que tu... mas falta aí a ana faria e os queijinhos frescos, o que acaba com a igualdade qualitativa. :)

Anónimo disse...

Tudo bem, a música foi escrita para crianças. O que eu não compreendo é o porquê de ela estar sempre a passar nas rádios (quer dizer até compreendo...), o avô cantigas tb faz música para crianças e no entanto não oiço as músicas dele na rádio :S

bagaco amarelo disse...

anónimo, e mesmo assim eu prefiro o avô cantigas. :)

dark_soul disse...

Adorei, adorei,adorei... tava a precisar de umas boas gargalhadas.. esta musica por acaso é daquelas k me irrita profundamente, independentemente de ser para crianças ou não.

Parabéns pelo blog..tá um espetáculo

bagaco amarelo disse...

dark soul, obrigado :)