1.16.2009

Milai Bensabat



Não é possível falar dos anos sessenta em Portugal sem falar da Crónica Feminina, uma publicação dedicada às mulheres cuja popularidade a fez atingir os 140 000 exemplares de tiragem. Milai Bensabat, directora e editora da revista, foi desde o primeiro número (em Novembro de 1956) a cara deste projecto de sucesso.
A Crónica Feminina abordava temas variados e triviais, mas ainda assim captou a atenção e a fidelidade de milhares de mulheres portuguesas, de tal forma que chegou a ser vendida em Portugal continental e simultaneamente nas então colónias portuguesas. Foi a primeira revista portuguesa a produzir um fotonovela, facto que ajudou definitivamente o seu crescimento.
O projecto só acabou nos anos setenta a após a proibição da distribuição de um número já impresso. Bensabar, no entanto, já abandonara a revista em 1966 para abraçar outro projecto similar: a revista feminina Magazine.

12 comentários:

RPM disse...

As coisas de que te lembras... A Crónica Feminina faz parte das minhas memórias de infância. (mais)uma viagem no tempo...

Anónimo disse...

Meu caro, não sei onde foste buscar esta informação. A Cronica Feminina chegou a existir até vários anos após o 25 de Abril. Talvez não com esta senhora, mas la que existia, existia. E prova disso é que eu nasci em 1967 e me lembro muito bem da revista.

Abraço

bagaco amarelo disse...

rpm, :)

anónimo, e tens razão. eu sou de 71 e ta,bém me lembro. portanto foi censurada mas não pelo lápis azul. obrigado. :)

heidy disse...

Ui... lembro-me desta revista em cima da mesa da salinha de estar da minha tia. Numeros antigos, mas religiosamente guardados.

Laidita disse...

O que eu gostava de ler a Crónica Feminina! (não nos anos 60, mas lá para os fins dos 80, principios dos 90)

bagaco amarelo disse...

heidy, eu gostava de ter alguns agora. :)

laidita, ainda havia? :)

heidy disse...

Devem existir nalgum alfarrobista... ou naquelas feiras de livros antigos. Digo eu...

bagaco amarelo disse...

heidy, em Aveiro há poucos... mas hei-de procurar. :)

Laidita disse...

Não havia à venda, mas eu conhecia alguém que guardava tudo e tinha imensas!

bagaco amarelo disse...

laidita, então és pessoa com sorte. :)

T disse...

É ver aqui.
http://www.historia.com.pt/APR/MilaiBensabat.htm

Para comprar há muitas à venda, até nos leilões net existem.

bagaco amarelo disse...

t, obrigado. :)