8.06.2008

o único erro

É de manhã e ainda não fiz ligação ao planeta Terra, aquela ligação que faço todos os dias com um café sem açúcar e que, lentamente, me permite ir restabelecendo os níveis de paciência e concentração. A luz ainda me fere suavemente a vista. Uma mulher, sensivelmente da minha idade, aproxima-se de mim e pergunta-me se pode falar comigo. Que se é para vender alguma coisa não vale a pena estar a perder tempo, respondo. Que não, insiste ela, que é para me dar uma boa nova. Entrega-me um papelinho que fala do único erro cometido por alguém que eu não conheço de lado nenhum. Alguém que, segundo aquela impressão rasca feita num computador doméstico, fazia ginástica, tinha uma alimentação saudável, não bebia nem fumava mas que morreu porque cometeu um único erro: não acreditar em Deus. Desculpe lá, mas se o tipo era bom rapaz e Deus o matou só porque não acreditava nele, Deus é que é um grande sacana, ou acha bem que eu agora passe a matar toda a gente que não acredita em mim? Devolvo-lhe o papel, entro no café e aproximo-me com urgência do balcão. Ao segundo gole na pequena chávena olho para a porta. Ela está lá fora a olhar para mim.

15 comentários:

nando disse...

Ia comentar o texto. Mas não tenho nada a acrescer. Mas gosto da escrita.
:) (qnd é que inventam smileys menos larilas?!...)

Fermelanidades disse...

Ainda bem que focas este ponto importante sobre Deus. Tambem eu tenho um problema com Esse Senhor. Não é só a questão de eu não acreditar Nele. Ele tambem não acredita em mim. Uma vez disse-LHE que aquela coisa de dar cabo do planeta Terra com água e fogo só por causa de estar aborrecido não é coisa que se faça. Ele levou a mal a minha opinião e começou a evitar-me na rua sempre que nos cruzavamos. Para mim tanto me faz como se me fez...

bagaco amarelo disse...

nando, lol. um smiley larilas é este: :o

bagaco amarelo disse...

fermelanidades, lol... eu tb já lhe disse, uma vez, que esta merda de andarmos aqui a pagar impostos que nem uns tolos, sempre com gripes e o catano, só porque uma gaja fez com que o marido trincasse uma maçã, não me parece justo. :)

vita disse...

loooooool

Porra eu tenho a impressão que a senhora ficava a pensar que o unico erro dela era ter vindo ter comigo..detesto essas abordagens.;)

bagaco amarelo disse...

vita, também eu. :)

Paula disse...

pretenciosismo....

Pax disse...

Quem acredita em Deus não morre?!?
Então o Papa mentiu-nos!
:)

bagaco amarelo disse...

paula, :)

pax, mas tu acreditas no papa? :)

Pax disse...

...agora já não... :(

ArabianShark disse...

Ah, isso lembra-me quando, numa situação semelhante, estive perto de converter duas testemunhas de Jeová que me vieram bater à porta ao ateismo.

Realmente, morrer por não acreditar em Deus... deve dar uma autópsia extremamente complicada.

Chamem o CSI!

tsel disse...

Eu cá acredito mais na papa, aí sim, se não papar em todos os sentidos da palavra é que morro, lol

Carla disse...

E se acreditasse...não morria?
Afinal tenho andado enganada este tempo todo!!!!

Olga disse...

Aleluia irmão!!! Despertai! Alá esteja contigo! ;)

bagaco amarelo disse...

pax, lol... :)

arabianshark, lol.. eu também sou ateu, graças a Deus. :)

tsel, lol. eu estou contigo. :)

carla, acho que não é bem morrer... passas a viver com uns gajos assexuados. enfim, sem piadinha nenhuma. :)

olga, lol lol. :)