8.06.2008

conversa 892

(no meu carro)

Eu - São três da manhã. Se não me disseres porque é que estás chateada comigo, tenho que te levar a casa. Amanhã tenho que acordar cedo...
Ela (abana os ombros)
Eu - Diz-me só o que é que eu te fiz.
Ela - Tens essas atitudes.
Eu - Que atitudes?
Ela - Destrutivas, tipo estares cheio de pressa para me levar a casa quando ainda não acabou a nossa conversa.
Eu - Mas que conversa? Estamos aqui há duas horas e meia, fechados na merda deste carro, contigo em silêncio...
Ela - Vês? Agora estás agressivo.
Eu - Não estou agressivo, estou farto.
Ela - Fartas-te muito depressa de tudo..
Eu - Mas de tudo o quê?
Ela - Sabes muito bem.
Eu - Mas explica-me, por favor, como seu eu tivesse cinco anos. Não percebo. Juro.
Ela - Não te admires se eu não te atender mais o telefone. Sinto-me no direito de não falar mais contigo.
Eu - Está bem. Não me atendes mais o telefone e não falas mais comigo. Vou levar-te a casa e vou dormir.
Ela - Deixa estar. Vou a pé.
Eu - Estás a dez quilómetros de casa, no meio do nada. São três da manhã e queres ir a pé? Foda-se, pá!
Ela- Agora de repente já pareces preocupado.
Eu - Não estou preocupado com nada a não ser com a minha sanidade mental, se continuo contigo mais meia-hora...
Ela - Pois, agora a culpada sou eu.

26 comentários:

ups disse...

Nestas coisas é mesmo: Move along. Pensar no assunto e bater no ceguinho só nos come mais a cabeça!

Pax disse...

Um ser humano normal já teria dado em doido... lol.
:)

Asueki disse...

Bagacito tu tens que aprender a ler nas entrelinhas, rs e depois h� um n� muito elevado de mulheres para quem um n�o quer dizer talvez, um talvez querer� dizer um sim e o sim um nim, lol

Minhocas na Maçã disse...

Como mulher e conhecendo essas conversas de algum lado, tenho a dizer-te que ela tem razao, ou julga ter. Julgamos todas ter razao, mas la no fundo estamos é cheias de orgulho para admitir que nao passa de uma birra mimada para voces nos fazerem as vontades. ;)

bagaco amarelo disse...

ups, pois é. :)

pax, por isso é que a maior parte das pessoas anda no psiquiatra. :)

asueki, devias fazer um workshop. eu ia. a sério... :)

minhocas na maçã, mas que vontades? nem isso dizem. :)

ArabianShark disse...

Que vontades? Não querendo denegrir o "sexo frágil" (a propósito, ainda se usa, essa expressão? É que eu conheço mulheres que, de frágil, não têm nada), às vezes nem elas sabem. Ou, por outras, querem que lhes façam "alguma vontade", ou seja, que se tenha uma atitude bonita ou simpática ou apaixonada espontaneamente.

E, no entanto, reservam-se o direito de nos acusarem de não comunicarmos.

Eu digo isto, e é nisto que creio, mas eu também não compreendo as mulheres (olha, agora soa pouco original, quando o digo...).

bagaco amarelo disse...

arabianshark, estou plenamente convencido que o género frágil é o masculino. :)

Sobrevivente disse...

Se fores ao workshop, arriscas-te a ter que mudar o nome ao blog, e isso não me parece bem... :-))

bagaco amarelo disse...

sobrevivente, lol... és um optimista. achas mesmo que é possível? :)

Sobrevivente disse...

Continua a fazer jus ao nome, que assim é que é bonito, e a malta gosta :)

bagaco amarelo disse...

sobrevivente, sim, com esse nome podias ter este blogue perfeitamente. :)

vita disse...

loool

Oh bagacito tu foge dessas mulheres..dasse..elas não matam mas moem..;P

bagaco amarelo disse...

vita, eu até fujo... mas depois esbarro noutra. :)

Mia disse...

esbarres porque queres! as vezes em vez de virar à esquerda tenta virar à direita. O problema é que se calhar estás a olhar mas não a ver...

Catwoman disse...

Fonix...

Deixa cá ver... Se calhar ela só queria ouvir que gostas dela enquanto a abraçavas e depois ela dizia "não me venhas agora com isso de gostar de mim, não penses que eu me esqueço", "esquecer o quê", "não te faças de desentendido, sabes muito bem" e a conversa de surdos continuava, ou então não. Ligavas o carro, andavas os 10km, abrias-lhe a porta como um cavalheiro e ainda lhe dizias "sabes, és...especial", meaning: complicada a um nivel extremo.

Fonix, pareço o gajo a falar.

Evey disse...

É ao ler conversas destas, ao ver os comentários, que cada vez mais me convenço que sou homem e ainda não descobri xD
Escolhes as "elas" a dedo, Bagacito...

Evey disse...

É ao ler conversas destas, ao ver os comentários, que cada vez mais me convenço que sou homem e ainda não descobri xD
Escolhes as "elas" a dedo, Bagacito...

Buttafly disse...

Sabes que mais? Reconheço perfeitamente essas "des-conversas" e fujo delas a sete pés... Irra! Nem pensar...

;)

pedro disse...

Naaaaaaaaaaoo...isso aconteceu mesmo? parece uma cena de um filme ou assim hehe. Espero que tenhas recuperado!

bagaco amarelo disse...

mia, a sério que não é assim tão simples. se fosse era bom. :)

catwoman, eu cá, a sério que não percebo... e desisto. :)

evey, quando descobrires que és homem também vais encontrar coisas esquisitas em ti... :)

buttafly, eu tb fujo. mesmo assim, às vezes, apanham-me. :)

pedro, estou ainda em convalescença. :)

Isa disse...

Dassssssilvaaaaaa -.-'

bagaco amarelo disse...

isa, :)

Catarina disse...

Homens e mulheres... Esse eterno processo de descoberta... Conheço diálogos parecidos. Sabes, muitas vezes as mulheres não falam porque acham que os homens têm a obrigação de descobrir sozinhos o que se passa. Às vezes têm razão, outras vezes não. Na maior parte das vezes acho que *não* é uma boa técnica (embora admite tê-la usado *algumas* vezes)

bagaco amarelo disse...

catarina, pelo menos comigo não é uma boa técnica. não consigo adivinhar nada. se adivinhasse estava rico. :)

joana disse...

lol, se não fosses de aveiro e não tivesses dito q era no teu carro ia achar q te tinhas posto à escuta às minhas conversas de carro com o meu ex namorado.

bagaco amarelo disse...

joana, ui... isto é geral? estou tramado... :)