8.12.2008

conversa 900

Ela - Eu posso explicar-te a minha vida emocional num segundo. É muito simples...
Eu - Explica, então.
Ela - Quando era pequenita apaixonei-me pelo homem errado. Depois disso só me tornei a apaixonar aos vinte e um anos, pelo homem errado outra vez. Correu mal e aos vinte e cinco apaixonei-me perdidamente por um homem errado mas que, mesmo assim, viveu comigo até aos trinta. Aos trinta apaixonei-me pela primeira vez por um homem muito mais velho que eu mas que também era um cota errado. Aos trinta e dois percebi isso e mandei-o dar uma volta. Só aos trinta e quatro é que me apaixonei de novo e, só agora com trinta e cinco, é que percebi que este gajo também é um gajo errado.
Eu - Portanto, tu estás sempre certa... os homens por quem te apaixonas é que estão errados.
Ela - Exactamente.

9 comentários:

As coisas que oiço! disse...

Conclusão: O mundo vive em função das certezas das mulheres! Hummm...parece-me bem...É tão fácil atribuir as culpas aos outros!

Maldonado disse...

É uma perspectiva bastante estranha... :-O

Pax disse...

Concerteza!
Há muitos mais homens errados no mundo que mulheres. Mas é que nem tem comparação possivel!
:)

bagaco amarelo disse...

ascoisasqueoiço! o mundo não sei... mas os homens não têm outro remédio. :)

maldonado, é a perspectiva do erro. :)

pax, pois... lol. tendo em conta que o poder político é constituído quase sempre e maioritariamente por homens, deves ter razão. :)

vita disse...

ahahhahahah

Tem uma certa lógica..para ela eram errados!

Sem contar que a grande maioria é errada mesmo.;P

Anonyma disse...

Se ela se apaixonar por ti também vais ser o homem errado! lol

bagaco amarelo disse...

vita, isso é giro porque eu sempre achei que para um homem ser errado, a mulher tb tinha que ser... :)

anonyma, por mim não há hipótese. ela já sabe que eu seria errado. :)

Pax disse...

Devo, não: Tenho!
:)

bagaco amarelo disse...

pax, ok. :)