4.25.2010

ermelinda duarte - somos livres

O que eu disse o ano passado sobre o 25 de Abril mantém-se, e mantém-se este dia como um dia que me importa. Outra coisa que importa é recordar um ícone da Revolução e que para mim é também um encontro com a minha infância.

8 comentários:

Anónimo disse...

Mesmo sob a Constituicão mais liberal, um povo ignorante é sempre um escravo.
Beijo x
P.S.

Olga disse...

Estamos a precisar de outro.

Malena disse...

É bom que se valorize a Revolução! Qua alguém como tu, com tantos seguidores, passe a mensagem que alguns tentam denegrir.

Cristina disse...

Para mim também, cantarolava constatemente esta música e ainda o faço, agora com os meus filhos:)

Fatyly disse...

Músicas memoráveis...

bagaco amarelo disse...

anónima, sim, tens razão, até porque a pretensão para mudança nem sequer é só liberal. é mesmo neoliberal. :)

olga, estamos a precisar que o primeiro se faça na sua plenitude. :)

malena, é preciso sim, olhando em frente para o que é a Economia deste país sem esquecer o que foi a ditadura. :)

cristina, é uma das minhas músicas de criança também. na altura, felizmente, não havia Morangos com Açúcar. :)

fatyly, sim... :)

Crystal disse...

Tinha acabado de chegar de Angola...Setembro de 1975. As primeiras memórias de Portugal são do colégio militar em Lisboa que nos acolheu o melhor que pode.Alguém cantava esta música e eu sem perceber o seu significado real, sabia que acabara de fugir da guerra. E sim, queria ser livre. Acho que foi o meu primeiro amor...

bagaco amarelo disse...

crystal, é uma memória de criança, tal como a minha... :)