4.15.2010

várias coisas

Logo à noite, para quem é de Aveiro e arredores num raio de 15 000 quilómetros, Ouagadougou por exemplo, ir ao Clandestino Bar beber uma cerveja ou um vinho quente com especiarias pode ser uma opção agradável. É que estão lá os Couscous Prosjekt, que é como quem diz o Bagaço Amarelo e a Moa Bird, a passar música. Ah! Com os Couscous é capaz de aparecer também o Gnonnas Pedro e este "Yiri Yiri Boum".



Mais coisas, e porque a vida não é só música e mulheres (infelizmente, pá), podem ler aqui um artigo político meu na página do Bloco Aveiro, e aqui outro sobre a Assembleia Municipal de Aveiro ontem.
Mais coisas, e porque a vida não é só política (felizmente), fica aqui o link para o artigo que saiu este domingo na revista do Correio da Manhã.

15 comentários:

:::BeU::: disse...

Vinho quente com especiarias?! Parece-me bem ;)

bagaco amarelo disse...

beu, e é... mesmo muito bem. :)

Fatyly disse...

Como não posso ir porque moro num raio de 15.001kms:) li os artigos e realmente o que se faz à sombra da política e essa do lar é só RIR!
A do Correio da Manhã tenho em papel:)

Olga disse...

Gostei de ler o teu artigo político ao som desta música. Ajudou relaxar e a não "fugir" imediatamente à política. LOL ;)

Agora falando a sério. Compreendo perfeitamente a "lenta desistência" da população face à "peixeirada" que a política se tornou.
São escândalos todos os dias que se arrastam pelos jornais e que não dão em nada. Nenhum dos culpados é punido, muito pelo contrário ainda são premiados pelo "exelente" trabalho que realizaram.
Todos os dias mandam apertar o cinto a quem já perdeu o trabalho, a vida, a dignidade.

Perante isto só dá vontade de virar as costas e ir viver para Marte!

bagaco amarelo disse...

fatyly, pois... eu nunca sei se hei-de rir ou chorar. :)

olga, mas como não podemos viver em Marte... era melhor mudar isto. :)

Anónimo disse...

Bagaco
explica me la melhor a dinâmica desse orcamento participativo.
Beijo x
P.S.

Jibóia Cega disse...

Bagaço, como não compro o CM só agora li a reportagem. Parabéns, está muito engraçado.

Crystal disse...

Ora que bela reportagem...gostei :-)

bagaco amarelo disse...

anónima, há vários métodos... os mais frequentes são através de fóruns na internet ou através de representadores de associações de moradores. :)

jibóia cega, obrigado. :)

crystal obrigado. :)

Anónimo disse...

Bem, eu não me referia tanto em como aceder, mas sim a dinâmica em si, ou seja há propostas municipais que vão a voto pela populacão local por ex? ou seja a populacão tem um papel activo nas decisões do municipio onde residem, é isso? eu pergunto porque nunca tinha ouvido falar de orcamento participativo, fiquei curiosa em como é que isso se processa.
Mas admito que possa ser um bocadinho demoroso estares aqui a explicar me.
Beijo x
P.S.

bagaco amarelo disse...

anónima, o fim disto é que uma percentagem do orçamento, que numa primeira vez costuma ser entre 1% e 5%, seja distribuída pelos cidadão e não pelos políticos. :)

Anónimo disse...

Ha, ja ia a responder mas depois reparei que não tinha entendido a tua resposta,comecei por pensar que parte do orcamento era dividido entre os politicos,lol
mas o que queres dizer é que a populacao tem autonomia para poder representar essa verba é isso?
Beijo x
P.S.

bagaco amarelo disse...

anónima, é isso sim. :)

Anónimo disse...

ufa, estava difícil lol
obrigada, fiquei esclarecida.
Ainda há a questão do valor real da verba...mas deixo isso para outro dia lol
Beijo x
P.S.

bagaco amarelo disse...

anónima, :)