5.21.2009

esta mulher é a minha ruína

"Esta mulher é a minha ruína", cuja letra é do Carlos Tê, faz parte do álbum "Fora de Moda", do Rui Veloso, editado em 1982 pela EMI. Lembro-me de ouvir esta música quando era pequenino, num rádio mono fanhoso que tinha herdado do meu irmão mais velho, e de achar que o Rui Veloso era burro por se deixar arruinar desta maneira por uma mulher. Para mim era óbvio que isto não passava de um exagero ou duma piada e que o amor não podia arruinar ninguém. Depois cresci...

Arranjei mulher bonita
Por todos é cobiçada
Mas ela é tão esquisita
Põe-me a vida ensarilhada

Vou com ela pela rua
Todos lhe fazem olhinhos
Já tenho ciúmes à toa
Desde amigos a vizinhos

Só pensa em grandeza e luxos
Só me pede jóias de oiro
Para lhe alimentar os caprichos
Tenho de trabalhar como um moiro

Esta mulher é a minha ruína
Dá comigo em estroina
Se não ponho termo a isto
Vou acabar à moina

Há tempos quis um diamante
Eu disse-lhe que estava liso
Disse-me que arranjava amante
Que até lhe punha casa se fosse preciso

Fiz de fraco à sua frente
Fartei-me de lhe pedir
Mas ela ficou indiferente
E fez as malas para partir

Controlei o desespero
E eu quase enlouquecia
Vim p'ra rua desvairado
E assaltei uma joalharia

Esta mulher é a minha ruína

Agora estou na prisão
E nunca mais me deu cavaco
E não me traz ( que ingratidão ! )
Nem um maço de tabaco

[rapidshare]

2 comentários:

Miss Kin disse...

Diz q há coisas q ñ mudam com o tempo! ;)

bagaco amarelo disse...

miss kin, e há mesmo... :)