1.11.2011

conversa 1685

Eu - Olá!
Ela - Olá!
Eu (risos) - Não acredito.
Ela - Não acreditas em quê?
Eu - Até tu andas com uma pulseira do equilíbrio?
Ela - Foi o meu marido que ma comprou. Ando com ela só para ele não ficar triste...
Eu - E sentes-te mais equilibrada?
Ela - Achas? Claro que não.
Eu - Pois, provavelmente foi só uma maneira discreta de o teu marido te dizer que te acha desequilibrada.
Ela - Ai o sacana! Vou já tirá-la!

20 comentários:

Nuno . disse...

AHAH! xD Dá-lhe bagaço!

Janine Bettencourt disse...

Ivar, eu começo a achar que os problemas conjugais das tuas amigas são provocados por ti. Só lhes alimentas a insegurança e metes macaquinhos no sotão...

Alexandra disse...

O que tu foste dizer à rapariga.. lool

bagaco amarelo disse...

nuno, já está, já está. :)

janine bettencourt, fugiu-me a boca para a verdade... :)

alexandra, não sei explicar. saiu-me. :)

Sol disse...

E eu a pensar que os homens não faziam coisas discretamente...

bagaco amarelo disse...

sol, só fazem discretamente diria eu, pelo menos quando estão sóbrios. :)

Fatyly disse...

Olha pois eu comprei uma para mim há e sinceramente era tremendamente céptica, não direi mais equilibrada, (que isto daria pano para mangas), mas sinto-me mais calma interiormente.
O mais curioso nisto tudo é a coincidência, aliás a minha vida é pautada de coincidências, pus no dia 6 de Agosto do ano passado e na noite de 5 para 6 de Setembro perante o enorme embate com a operação urgente da minha neta (4 anos) que mais duas horas seria o fim, estava estupidamente calma, dei colo aos pais através do telefone enquanto decorria a cirurgia. Sentada na varanda deles onde passei a noite até às 5 da manhã, hora a que o genro chegou, estava geladérrima olhando o luar e as estrelas (espreitando de vez em quando a mais velha que dormia), não fumei um cigarro e dias depois é que me lembrei da pulseira.
Noto sim, uma calmia no meio do caos sobretudo sendo eu tão ansiosa (felizmente não tomo nenhum medicamento).
Ainda a tenho e pode ser psicológico mas 99,9% nem penso nela.
Gostava imenso de umas XPTO que são lindissimas, mas comprei uma simples e bem barata.
Só experimentando é que poderão dizer de sua justiça.

Agora as minhas netas dizerem a quem lhes apetece ou quando vêm alguém cair: a Bóbó usa uma pulseira do equílibrio e ela nunca mais caiu...é de morrer a rir!

bagaco amarelo disse...

fatyly, o poder psicológico interessa, sim. até já ouvi falar de médicos que curam doentes com água... olha, li e reli e não vi nenhuma gralha... :)

memyselfandi disse...

Os maridos... e haveria tanto para dizer! Lol!

bagaco amarelo disse...

memyselfandi, lol. :)

Salsa disse...

loooooooooooool

bagaco amarelo disse...

salsa, :)

Fatyly disse...

bagaco
sim, o factor psicológico conta muito e só cada um de nós poderá moldar, mudar, ter força, acreditar e dar a volta. Sempre fui assim e junto o factor optimista, equilibrada em tudo, menos em paródias, patifarias benignas a colegas e coisas do género o que eles diziam com muita graça: tu és saudavelmente louca e pepe-rápido::):)
Agora que senti o que descrevi, lá isso senti e sinto, mas também estou quasiiiiiiii a fazer 60 anos e nunca os tive né? Deve ser da idade, mas adoro a minha pulseira lol

(obrigado quanto às gralhas)

Turtle disse...

Bagaço intrigista :P

EJSantos disse...

Ena Pá. O que foste dizer à tua amiga. O pobre do marido até podia estar com boa intenção...

bagaco amarelo disse...

fatyly, lol... eu é que nem um relógio consigo ter. incomoda-me tudo o que seja estranho ao corpo. mas isso sou eu. :)

turtle, eu?! :)

ejsantos, pode sim... dizer-lhe que está desequilibrada mas com boa intenção. :)

Alexandra disse...

O meu marido também me ofereceu uma, mas ele de discreto não teve nada: disse logo que era para ver se eu deixava de andar aos encontrões aos móveis! LOL

bagaco amarelo disse...

alexandra, lol. :)

Malena disse...

Traidor de maridos, pá!! :P

bagaco amarelo disse...

malena, eu?! acho que até dei uma ajudinha. :)