1.07.2011

conversa 1680

Ela - De vez em quando telefono para o emprego do meu marido, digo que sou a mulher dele e peço que o chamem, mesmo que não tenha nada para lhe dizer.
Eu - Porquê?
Ela - Uma mulher, às vezes, tem que marcar território.

21 comentários:

Jibóia Cega disse...

Sobretudo as mulheres inseguras, como esta.

Carla disse...

Como é que eu nunca pensei nisso...?

bagaco amarelo disse...

jibóia cega, lol. :)

carla, fez-se luz? :)

Me,myself & I! disse...

Qualquer dia conta-te que foi fazer chichi lá à porta...

bagaco amarelo disse...

memyselfandi,lol. :)

Ana dos cabelos da cor que calha disse...

Ainda bem que existem telefones, telemóveis e facebooks... senão havia muita gente a alçar a perna por aí.

Me,myself & I! disse...

;)

bagaco amarelo disse...

ana dos cabelos da cor que calha, lol. exactamente. :)

bagaco amarelo disse...

memyselfandi, :)

Nuno . disse...

Que cena épica xD

bagaco amarelo disse...

nuno, :)

Anónimo disse...

Uma mijadela à porta não, porque o local de trabalho não é o território a marcar. Seria sim uma mijadela no marido antes dele sair de casa. :-)

bagaco amarelo disse...

anónimo, pois.. neste caso o território é o próprio marido. :)

Quadrada disse...

Verdade verdadinha, grande mulher (e inteligente!).

Fatyly disse...

Mais uma que bateu com a cabeça no anel da parteira, fogoooooo...mas que há imensas mulheres que fazem o mesmo lá isso é verdade.
Tive 5 colegas dos muitos que tinha, que elas parecia que adivinhavam quando eles iam ao café sozinhos ou acompanhados e lá eu as atendia, com uma vontade de as mandar à m**** mas arranjava sempre uma desculpa para não complicar!!!!

bagaco amarelo disse...

quadrada, lol. :)

fatyly, ena! isso é experiência própria. :)

Malena disse...

Tadita! :P

bagaco amarelo disse...

malena, :)

Mia Capgras disse...

Insegurança máxima...e desocupada!Eu tinha mais que fazer do que gastar 30 cêntimos para dizer:Oi!

Beijos **

Alexandra disse...

A sério.... ainda há mulheres que se dão ao trabalho de fazer cenas destas? Nem sei porque é que ainda me surpreendo, mas a verdade é que não me cabe na cachimónia. Aqui entre nós, se um homem (ou uma mulher) quiser ter uma aventura, tem. Ponto. Por mais apertado que seja o controlo, há sempre formas de o fazer.
A questão primordial aqui deveria ser: porque raio é que desperdiçam tanta energia a tentar agarrar um gajo que não as merece/quer (ou simplesmente a fazer filmes), em vez de se convencerem que se eles não quiserem estar com elas, então que vão à vidinha deles, que ficam bem melhor sem eles!
Isto é pior que insegurança, é mesmo falta de amor próprio..

bagaco amarelo disse...

mia capgras, trinta cêntimos? que tarifário mais caro, também. :)

alexandra, há sim... há sim... :)