1.14.2011

coisas que fascinam (113)

No Amor não há heróis. Todos os que amam passam pela experiência do sofrimento pelo menos uma vez na vida. Com maior ou menor intensidade, em fases mais longas ou mais curtas, mas todos passam por ela. Os que se armam em heróis, e que se põem em pontas dos pés afirmando a sua capacidade de contornar o sofrimento que o Amor pode causar, ou não sabem o que lhes espera ou não sabem Amar.
A vantagem dos que sofrem é essa: saber Amar. Ao contrário dos que não sabem, também já experimentaram a sensação de caminhar a dez centímetros do chão. Só o Amor é capaz de fazer isso. Os que amam passam pela vida, os que não amam é a vida que passa por eles.
Gostava de Vos poder dizer isto da mesma forma que o disse a um amigo meu há pouco tempo, e da mesma forma que um grande amigo mo disse a mim há quase cinco anos, isto é, olhos nos olhos e com um copo de qualquer coisa que gostem à frente, fosse vinho, chá, uísque ou cerveja. A bebida tem essa vantagem de parecer que nos abraça, e na fase do sofrimento é natural precisar dum abraço.
Acho que é disto que falamos quando falamos de Amor: a nossa passagem pela vida. Quem ler isto e pensar qualquer coisa como "é preciso ser parvo para se ir abaixo por causa duma paixão", sinceramente, ainda não chegou lá.

26 comentários:

Quel disse...

obrigada por escrever o que vai dentro de mim, O que outrora eu conseguia exprimir no meu próprio blog... Hoje são as lágrimas que falam, porque não consigo ser heroína como todos me pedem, porque amo e amei como nunca...

Fatyly disse...

Já amei demais com imenso sofrimento e perdi parte da minha juventude. Valeu a pena? Apenas pelas filhas maravilhosas que tenho e quando digo como fui uma estúpida em investir tanto no que não prestava e antes tivesse partido a cabeça ao sair do casório que talvez fugisse. Mas saltam logo os genros...que é isso? e depois nós onde as arranjariamos?

Fui parva, muito parva em aguentar...mas quando dei o fora não me fui abaixo porque amo a vida a 200% e todas as vertentes (não era esta a palavra que queria dizer mas agora não me recordo) do Amor!

Um enorme abraço e obrigado por este grande momento de leitura!

Ana, Dona do Café disse...

Alguém que pense tal coisa é quem é o verdadeiro parvo.
agree *

CurlyGirl disse...

Será que um dia podes escrever um livro?

M&M Girls disse...

Como eu concordo contigo...e quanto mais se sofre, mais se ama...

memyselfandi disse...

Não chegou lá e não tem noção do que é estar lá. Não passará pelo lado mau, mas nunca sentiu em si o 'mesmo bom' do lado bom. =)

bagaco amarelo disse...

quel, na minha opinião nem se deve tentar ser herói ou heroína. chorar faz bem e é natural. eu já chorei muitas vezes... o que é preciso, também na minha opinião, é tentar não chorar sozinho/a. os amigos valem muito... :)

fatyly, sim... essa é outra questão. sermos capazes de ver o Amor de fora quando estamos dentro dele. normalmente não somos... :)

ana dona do café, concordo... olha. dia 20 estou no clandestino. se puderes é bom dia para me dares um prémio do qual não me esqueço. :)

curlygirl, se vires ali na barra do lado direito, conseguir até já consegui. estou a meio dum romance que me está dar que fazer... na verdade acho que até sou um bocado falhado, nesse aspecto. :)

MM girls, acredito nessa esquação. :)

memyselfandi, exactamente. falta-lhe uma variável importante da vida. :)

Malena disse...

O amor pode fazer-nos voar ou estatelar no chão mas é sempre bom ter uma voz amiga que nos ouça em qualquer dos casos. :))

bagaco amarelo disse...

malena, é sim... ou se é. :)

Cota disse...

nem mais meu caro... a força só vem depois, no reerguer... tudo o que é intenso é duro de controlar e perder algo tão bom é sempre frustrante...

há gente que diz não ser capaz de sofrer por amor e sofre se alguém lhe bater no carro enquanto este está estacionado... que há a dizer, não amou o suficiente, pelo menos não tanto como ama o carro lol

Cota disse...

ahh e bagaceira, tu não és falhado a escrever, o que é bom leva tempo a fazer, lembra-te

bagaco amarelo disse...

cota, obrigado. essa do carro é bem verdade. :)

Mikashi disse...

eu acho que somos heróis...quando conseguimos deixar de ter medo de sofrer e nos damos...é complicado dar-se à outra pessoa, ficar exposto, vulnerável...aí vencemos a capa de protecção que nos cobre e temos o acto heróico de partir para campo aberto e correr para os braços do Amor...mesmo que um dia os braços se fechem...pelo menos corremos, tentamos, lutamos...e não nos deixamos ficar na escondida solidão dos dias...

DCSdeC disse...

é que é mesmo isso tudo.
com a devida permissão vou citar e linkar.
oui? :)

JVM disse...

Estou a passar agora pela experiência do sofrimento, com esta já é a terceira vez na vida. Custa imenso e na casa dos trinta ja nao se devia passar por estas dores mas sim ter alguem para a velhice. Felizmente soube-me sempre bem andar 10 centímetros do chão...vale a pena ser parvo.

bagaco amarelo disse...

mikashi, é uma perspectiva justa, sim. :)

DCSdeC, obrigado por mo dizeres. de resto, só te agradeço. :)

JVM, acho interessante essa ideia de querer alguém com quem se possa envelhecer, até porque a partilho. nos trinta, ou um pouco depois, por acaso, foi quando sofri mais também. boa sorte, :)

sophie disse...

Assino por baixo!
Quem nunca sofreu por Amor, então nunca conseguiu Amar...

Fez-me (Faz-me) bem ler-te.
Relembrou-me que apesar do sofrimento, vale sempre a pena pela sensação de caminhar a 10 cm do chão... E por tudo o resto!!!

Estou à espera do romance que estás a escrever... Mas sou paciente! :)

bagaco amarelo disse...

sophie, obrigado. :)

Sophia disse...

:) É por post's como estes que nunca deixo de vir ao teu blog.
E agora o dia continua com um sorriso enorme como se existisse alguém que escreveu isto a pensar em mim e nas lágrimas dos últimos tempos. :)

Definitivamente.. eu passo pela vida. :) Mas sou feliz.

bagaco amarelo disse...

sophia, obrigado. às vezes até eu ainda choro. :)

Menina da Rádio disse...

Pois eu sei o que é andar a 10 cms do chão (e a 20 e 30) e, neste momento, só consigo pensar que a ignorância deve ser uma benção. É só mais um ponto de vista :)
(lindo blogue, já está nas minhas visitas diárias)

bagaco amarelo disse...

menina da rádio, obrigado. e boa sorte... :)

hug * disse...

Obrigado Bagaço...por conseguires exprimir o que muitas vezes não conseguimos, limitando-nos a sentir.
tomei a liberdade de (re)publicar este teu post devidamente citado.
espero que não me leves a mal mas achei que verdades como estas tem de ser levadas a outras gentes.
um abraço

bagaco amarelo disse...

hug, eu é que te agradeço. abraço. :)

Maria disse...

Numa palavra: adorei! Muito bem escrito..e sentido, principalmente..

bagaco amarelo disse...

maria, obrigado. :)