5.26.2010

respostas a perguntas inexistentes (88)

o orgasmo

Fala-se demais no orgasmo sexual, seja em conversas de café, no cinema ou na literatura. Quando somos putos e inexperientes chegamos a pensar que ter um orgasmo deve ser qualquer coisa muito parecida com tomar LSD ou ter uma trip parecida. Não é. Aliás, ter o orgasmo como único propósito no acto sexual é o primeiro dos erros. O sexo é sempre bom. Às vezes vem com orgasmo, outras vezes não... mas é sempre bom. E é bom não por esses segundos finais mas por todo o tempo que durou.
Aconteceu-me há bocado, durante um café solitário, ouvir duas miúdas novinhas a descrever a sua primeira experiência sexual. "Chegaste ao orgasmo?" perguntavam uma à outra. Que sim, afirmavam repetidamente descrevendo a experiência como uma espiral em arco-íris. E riam-se. Entendi o riso como um riso nervoso de quem não teve o que estava à espera mas não tem experiência suficiente para o admitir. Provavelmente estiveram com um miúdo qualquer que teve a mesma ânsia: chegar ao fim sem olhar a meios, porque o fim é tudo.
A questão é que no sexo o fim não é tudo. Aliás, não é quase nada. O tudo está no durante. Saí dali a pensar que se fala pouco em sexo neste país e quando se fala normalmente fala-se mal. Por isso é que se fala demais no orgasmo. O sexo continua a ser uma coisa de esgoto. Portanto o amor também...

35 comentários:

Eli disse...

Esgoto é muitas vezes um fingimento e um "tem que ser", que desprezo a todo o custo.

Espero que não sejas dos poucos a pensar/escrever assim.

:)

Jibóia Cega disse...

Nem mais! Parabéns.

Anónimo disse...

Só é suposto termos orgasmos no fim?
Eu tenho os no principio no entretanto no fim lol...

As meninas são novinhas, vão aprender, já lá tivemos todos.

Beijo x
P.S.

Ana Soares da Motta disse...

Fantástico post! Há duas coisas que fazem mesmo mesmo muita falta: Educação Sexual e a Educação Cívica.
Em relação à primeira, devemos considerá-la em termos mais latos. Hoje em dia a Educação Sexual é encarada de duas formas: como uma ameaça à moral e bons costumes e como um mal menor em relação a gravidezes e doenças venéreas (que no fundo é o que se pretende advertir nas aulas). No fundo a Educação Sexual deveria ter contornos muito mais profundos, de forma a desmistificar todos os dogmas que existem em relação à sexualidade durante a adolescência (e não só)- de forma a que as nossas crianças cresçam sãs de corpo e mente.

Em relação à Educação cívica, muito resumidamente, acho que deveria ser igualmente obrigatório e deveria conter um spree de Política Global, Circulos eleitorais, partidos e ideologias,principais religiões. Resumindo... informação, cultura geral, tolerância e respeito.

=)

GiGi disse...

Sabia que vc é muito fofo? :-)))

Fala-se demais e faz-se de menos. O mesmo ocorre com a paz mundial, a proteção aos animais, a preservação ao meio-ambiente...

Malena disse...

O quê? Aquele espasmo ridiculamente curto no fim de uma coisa tão boa? Nem é bom que chegue depressa... ;)
Tens razão! O sexo parece ter-se apoderado do lugar reservado ao amor... Pena! Sexo é muito bom mas amor é excelente e um com o outro...absolutamente divinal!

Nuno M. Neto disse...

Está tudo dito! (palmas)

sem-se-ver disse...

é muito bonito o que dizes, mas na minha opinião esse é outro lirismo, semelhante ao que criticas - porque o que é bom mesmo, caro bagaço, são 'esses segundos finais e por todo o tempo que levou a eles.'


(o que não implica que defenda que tenha de haver um orgasmo para ser bom; posso dedicar-me ao meu parceiro e ao orgasmo dele e retirar disso tanto prazer quanto o inverso. isto como exemplo. mas deixemo-nos de conversas, querido: bom sexo é o que implica envolvência e entrega totais e atingir o orgasmo como final disso mesmo; de preferência, nao uma vez só... ;-)

Pauloxis disse...

O sexo existe, e por conseguinte, é para ser utilizado!
Ha quem o faça em seu proprio proveito, e ha quem o faça para gosto e proveito de ambos.
Tambem ha quem se aplique, e nao consegue o tao esperado orgasmo(dela, porque o dele é bem mais facil).Mas ja dizia o Tim Taylor" O importante nao é o tamanho do martelo, mas sim a forma como se martela"

bagaco amarelo disse...

jibóia cega, obrigado. :)

eli, acho que no fundo pensamos todos. :)

anónima, lol... :)

ana soares da motta, concordo plenamente contigo nos dois aspectos. :)

gigi, tens razão, sim... :)

malena, exactamente. :)

nuno m neto, obrigado. :)

sem-se-ver, por acaso acho que uma boa noite de sexo não tem que acabar assim. às vezes não acaba mesmo. :)

pauloxis, a forma. exacto. :)

Celeste disse...

lamentavelmente tens razão...

bagaco amarelo disse...

celeste, temos muita coisa para fazer neste mundo... :)

Joana disse...

Gostei muito do teu texto e concordo contigo. Beijinhos

Anónimo disse...

Bom Tema. Mas isto do orgasmo e um mito, e nao tem nada a ver com sexo, acredita, mesmo porque para ter um orgamos nao precisas de ter sexo,considerendo sexo um acto praticado entre duas pessoas, porque orgasmo e algo que so tu sentes nao traz prazer a mais ninguem, sexo e uma troca de prazeres que podem ou nao chegar ao orgasmo.E Amor e algo bem mais grandeoso mas vasto, niguem faz amor, como nos costumamos dizer, o Amor sente-se, nao se faz,entao aqui estam 3 coisas destintas, que nos temos por mania mistura, e e bom junta-las, mas nunca mistura-las. Quanto ao se falar pouco de sexo, nao acho, acho ate que se fala muito, demais ate, fala-se e muita babuseira, ninguem fala bem a verdade todos nos falamos, aquilo que achamos que e correcto e assim se criam os mitos, e por que tem de durar tantos minutos, e porque tem de ter tantos centimetros, etc, etc...
Anonima Catarina

M disse...

eu acho que no sexo, o importante é o antes! se não houver um bom antes, não se encara o sexo da melhor forma! e com o antes n falo dos preliminares..falo ainda antes disso..da vontade de estar com a outra pessoa, do querer ter sexo com alguém!

Ana Soares da Motta disse...

Não precisas de dizer o meu nome completo!=P
Ps: Eu antes comentava como Devils Lil'Sister, mas agora como resolvi começar um blog de "autor" pus o meu nome!

Anónimo disse...

Orgasmo não é um espasmo. Não é uma "coceirinha" no clitoris. Não é algo rápido é passageiro. É muito mais.

O orgasmo é um prazer que se espalha pelo corpo todo. Enlouquecedor tanto ao homem como à mulher, pois o prazer é o mesmo, o sexo é o mesmo, o contato é o mesmo. E pode durar muito além do que se imagina.

Inesquecível sensação. O verdadeiro orgasmo existe mesmo não existindo. Ainda se tem a sensação mesmo sem chegar ao clímax. Ela inicia-se espontaneamente e termina num delicioso relaxamento, num bem-estar tão profundo que pode durar até o período da próxima seca, que pode ser de 24 horas (lol).

Contudo, nenhuma relação sexual é igual à outra. Esse prazer pode estar presente ou não, com mais ou menos intensidade, maior ou menor duração. E essa é a graça do sexo, nunca ser igual. Porque nós nunca somos iguais a cada momento e os orgasmos também não. Por isso, eles são incríveis, por isso eles são tão distintos mas também tão próximos do amor.

E por isso o sexo é um caminho único, sem igual, individual. Porque o amor assim o é.

bagaco amarelo disse...

joana, obrigado. :)

anónima catarina, :)

ana soares da motta, ah! vou já ver... :)

m, pois... para mim esse antes já é parte do durante. vai dar ao mesmo. :)

anónimo, :)

Sílvia Maria disse...

Sexo é um tema que atrai muita gente não é?

a mulher certa disse...

excelente texto!

Fatyly disse...

Gostei imenso e uma vez mais subscrevo inteiramente.

Miguel disse...

Passa-se o mesmo com a vida e a morte: boa parte das pessoas vive obcecada em viver o mais tempo possível. Adiar a morte a qualquer custo, esquecendo-se, pelo meio, de viver.

bagaco amarelo disse...

sílvia, com certeza que sim. :)

a mulher certa, obrigado. :)

fatyly, obrigado. :)

miguel, yep. :)

Celeste disse...

temos sim!

bagaco amarelo disse...

celeste, :)

Feiticeiro disse...

Um orgasmo sem fim, que reside num amor infinito que se vive a cada dia :) Mais uma subscrição plena!

bagaco amarelo disse...

feiticeiro, isso mesmo. :)

Myann disse...

Concordo plenamente contigo :)

bagaco amarelo disse...

myann, :)

K disse...

Ah! Já não vinha aqui há algum tempo! Continuo a gostar e a concordar! ;D

bagaco amarelo disse...

k, obrigado. :)

memyselfandi disse...

Não, não! O amor não é! Sexo e fazer amor continuam, para mim, a ser coisas muito diferentes! E gosto de acreditar que para alguém mais, também.

bagaco amarelo disse...

memyselfandi, é um discussão semântica, não é? :)

Ominona disse...

clap,clap,clap :)

tudo dito!

bagaco amarelo disse...

ominona, obrigado. :)