5.06.2010

conversa 1510

Ela - Já nem sei bem o que é que é preciso para que um amor corra bem.
Eu - Acho que é preciso que se dê a enorme coincidência de duas pessoas gostarem realmente uma da outra.
Ela - Sim, se calhar é só isso...
Eu (silêncio)
Ela - Bem... isso e ambos terem um emprego estável, serem do mesmo clube de futebol e do mesmo partido político, dividirem a meias o trabalho doméstico, não deixarem que os pais se metam não relação...
Eu - Estás a exagerar.
Ela - Nem por isso, nem por isso...

29 comentários:

Su disse...

Pois... para um amor nascer "basta" apenas a enorme coincidência...
Mas para que corra bem, para que desenvolva e sobrviva é preciso muito mais.

Infelizmente a história de "O amor e uma cabana" só em filmes mesmo.

bagaco amarelo disse...

su, eu, por acaso, acho que nem da cabana preciso. :)

Malena disse...

Excesso de zelo no amor? Possa!

bagaco amarelo disse...

malena, exacto. :)

Paty disse...

estás por exagerar²

bjs

GiGi disse...

Creio que os princípios para qualquer tipo de relação humana são o respeito e a compreensão. Sem isso, nem amizade, nem namoro, nem casamento, nem nada vai pra frente.

bagaco amarelo disse...

paty, ahn? :)

gigiyep. :)

Anónimo disse...

È um bocadinho de exagero sim.

Se duas pessoas não gostarem realmente uma da outra nao terá realmente pernas para andar.

Mas o sentimento só por sim não chega , é preciso mesmo QUERER.

Beijo x
P.S.

Adelaide Souza disse...

Como diz o Senhor Rui Veloso: "Não se ama alguém que não ouve a mesma canção".

É bonito e tal, mas daí a ser verdade... diz que não sei!

Cá pra mim cada caso é um caso (mais que não seja porque é mais fácil pensar que sim assim é =p)

bagaco amarelo disse...

anónima, sim... querer é poder, neste caso. :)

adelaide souza, espero que não seja verdade, isso, senão estou frito. :)

Ana 100 Sentidos disse...

Conselhos sábios e preciosos!!!

Fatyly disse...

Como ela pode saber se põe uma lista de imposições? No que ela acrescenta só lhe dou razão numa coisa: ninguém deve deixar que os pais se metem (não? acho que seria...)na relação!

Vou mais por ti, duas pessoas gostarem realmente uma da outra e se assim for tudo é conjugado e ultrapassado.

Myann disse...

Talvez nem tudo o que ela disse seja necessário, mas que há ali coisas que importam... há.

RJ disse...

Não, ela não está a exagerar! E tu não deverias ser tão lírico e defensor relativamente aos homens...mesmo com tudo isso, o seu instinto animal sobrepõe-se em 99,99% das situações a tudo o resto...

EJSantos disse...

Não me parece que a tua amiga esteja a exagerar! Pragmática.

bagaco amarelo disse...

ana 110 sentidos, lol. :)

fatyly, essa dos pais é bem verdade, sim. :)

myann, importam... mas não têm que ser pré-requisitos. :)

rj, lá está, o instinto animal é que importa. :)

ejsantos, pois... talvez um pouco em demasia. :)

Gasosa disse...

Sim...ela está a exagerar.
Eu acho que o amor não nasce apenas de interesses em comum.
No meu caso, eu e o meu marido somos muito diferentes: somos de clubes diferentes, gostamos de musica diferente, de filmes diferentes, temos hobbies diferentes, somos diferentes praticamente em tudo, e no entanto funciona que é uma beleza.
O amor é um mistério, uma química, algo que acontece quando e com quem tem mesmo de acontecer...

bagaco amarelo disse...

gasosa, às tantas até há vantagens nessas diferenças. :)

Celeste disse...

exagera sim! As diferenças dão muita experiência e aprendizagem quando as conseguimos respeitar e isso da divisão é uma treta!

bagaco amarelo disse...

celeste, concordo. :)

Pintas disse...

credo....

no amor nem tudo é um mar de rosas, mas quando gostamos vamos à luta...
e os oposto atraem-se :)

bagaco amarelo disse...

pintas, exactamente. :)

Patife disse...

Qualquer relação interpessoal alimenta-se precisamente das suas diferenças. Excesso de semelhança conduz à anulação.

Nox Lilin disse...

Por acaso... ela não está nem perto de exagerar.
Mas isto só é válido quando duas pessoas não se gostam o suficiente para esquecerem todas as diferenças.

bagaco amarelo disse...

patife, e deve ser mesmo. :)

nox lilin, yep. :)

The Fine Pair disse...

Nem por isso, nem por isso mesmo... ;)

Olga disse...

O "amor" corre sempre bem...enquanto ele existe. Quando passa para a fase de dar mais importância às tarefas e ao que os pais dizem é porque o encantamento já acabou e o "amor" também se foi.

Rita disse...

Soa-me demasiado a lista que se faz depois do amor (se é que alguma vez existiu) acabar...

bagaco amarelo disse...

the fine pair, pronto. só um bocadinho. :)

olga, pois. é isso mesmo. :)

rita, a mim também. :)