10.01.2008

conversa 977

Ela - Podes ligar-me hoje lá para as onze para o telemóvel?
Eu - Posso. Porquê?
Ela - Tu ligas-me. Eu atendo e finjo que tenho um amigo no hospital. Preciso sair do trabalho a essa hora e não tenho mais desculpas.
Eu - Está bem, eu ligo. Estou curioso com a conversa que vamos ter.
Ela - Não vamos ter conversa nenhuma. Podes ficar calado que eu falo sozinha.
Eu - Ainda mais curioso estou...

34 comentários:

poeta de rua disse...

vá lá bagaço, sê um bom ouvinte.ela tá enrascada :-)

bagaco amarelo disse...

poeta de rua, já está, já está... :)

poeta de rua disse...

então já tiveste alta :-)

bagaco amarelo disse...

poeta de rua, já. lol. :)

Lita disse...

Isso deve ter sido um momento zen... lol

Paula disse...

gostei...
que tal foi a conversa? ela foi convincente?

Ana disse...

se eu precisar de uma justificação de falta ou atestado médico tb posso contar contigo?
:P

podias montar um negócio paralelo p este tipo de coisas ihihih

Nwanda disse...

Quando ela estiver perto de ti e receber um telefonema assim urgente, contas aqui a nós? hehehe

bagaco amarelo disse...

lita, é sempre... com algumas amigas é sempre. :)

paula, eu, pelo menos, não lhe chego nem aos calcanhares. :)

ana, lol... não tenho jeito nenhum. :)

nwanda, lol... prometo. :)

subtilezas disse...

muito bom! hoje precisava de uma chamada dessas. estou em ressaca do dia de ontem que foi overdose de trabalho. hoje até tenho cenas pra fazer, mas não faço. posso dar te o meu telefone? ahahaha

bagaco amarelo disse...

subtilezas, estás à vontade, lol. :)

Isa disse...

Bem.. tens que me dar o teu numero... rs :P

Joana disse...

Também já fiz uma coisa idêntica a uma amiga e o diálogo foi surreal. lol

AP disse...

Deve ter sido giro...
Pelo menos eras tu ou passas-t a ser uma amiga, ou uma tia, ou eras mm o medico.... LOLOL
Nessas situaloes diz-s cada coisa.

Paulo disse...

Bagaço,

Vais reprodizir a conversa para nós, não vais? :):):)

bagaco amarelo disse...

isa, lol... :)

joana, ui, estou a ver que é comum. :)

ap, eu estou estupefacto. :)

paulo, não posso. o mundo é pequeno e não posso expor assim as pessoas. imagina que uma colega ou o patrão dela lê isto... :)

heidy disse...

E não dizer ao patrão que era do INEM... lol atender-te e chamar-te "sr bombeiro"... LINDO! Confessa que podia ter sido pior...

bagaco amarelo disse...

heidy, lol. podia sim. :)

AP disse...

AH!! Então passas-t a bombeiro.. LOL.. Por acaso n é nada mau :) Se algum dia tiver um cargo de chefia.. é por estas e por outras q dps os chefes sao o q sao.. LOLOL ;)

bagaco amarelo disse...

ap, foi outro tipo de bombeiro, lol. :)

Paulo disse...

Bagaço,

Então a história é verdadeira? Não posso acreditar!!! he he he

bagaco amarelo disse...

paulo, como podes ver pelos comentários, há várias histórias verdadeiras iguais, lol. :)

heidy disse...

Disso não tenhas duvidas. lol As tretas é que se alteram. Haja imaginação... lol um bom beicinho está sempre do lado das damas. ;P Não existe boss mais durão que lhes resista. Aprendam connosco! Não foi por causa disso que Marco António caíu aos pés da outra? lol

bagaco amarelo disse...

heidy, e ela tinha um narigão. :)

heidy disse...

Podia ter a tal narigueta... mas... ficou na história como sendo o exemplo da beleza feminina. Azar! lol

bagaco amarelo disse...

heidy, ficou na história como uma engatatona... não foi bem como beldade. por acaso falei dela neste blogue há pouco tempo. :)

heidy disse...

Whatever... a tipa safou-se! lol Que coisa! Nunca li nenhuma crónica do Marquito a fazer queixinhas. Por isso... subentende-se...

bagaco amarelo disse...

heidy, safou-se... até se matar. no fim levou um "não".

heidy disse...

Não te esqueças que uma dama tem sempre a ultima palavra... mesmo que vos deixemos pensar o contrário. Ora pelo que me recordo da história... a tal da narigueta matou-se após o marquinho. Logo, ganhou o duelo. En garde! ;P

bagaco amarelo disse...

heidy, só uma mulher é que podia chamar duelo a um acto de amor, lol.:)

heidy disse...

Acto de amor... ou de sobrevivência? Ando meio confusa em relação a esse conceitna. Segundos o que os nossos cientistas teorizam, não existe tal sentimento. Trata-se do nosso instinto de preservar a especie humana. Se calhar a santa madre igrej..... -nome comprido- tinha razão. ;P

bagaco amarelo disse...

heidy, o amor é uma forma de preservar a espécie, sim, mas não é só isso, e a comunidade científica bem o sabe, por exemplo quando fala de compatibilidade genética.

MYA disse...

:))))))))))

bagaco amarelo disse...

mya, :)