10.13.2008

conversa 997

Ela - Isto que te vou dizer é uma estupidez mas vou dizer na mesma.
Eu - Diz...
Ela - Se tu esperasses por mim até eu eu me divorciar, eu ficava feliz.
Eu - Quando é que te vais divorciar?
Ela - Ainda não arranjei coragem.
Eu (risos)
Ela - Ris-te de quê?
Eu - Vou-te explicar uma coisa. Se um dia te divorciares, depois vais ainda ter que passar um período sozinha. Uma espécie de período de nojo. Depois até pode acontecer que gostes tanto que não te metes noutra facilmente.
Ela - Foi isso que te aconteceu?
Eu - Foi. Mais ou menos.
Ela - E não te vais meter noutra?
Eu - Facilmente não.
Ela - Então não sei se quero.
Eu - Não sabes se queres o quê?
Ela - Divorciar-me. Não estou minimamente apaixonada pelo meu marido mas gosto dele. Fica assim...
Eu - Tu é que sabes.
Ela - É só isso que tens para me dizer?
Eu - É.
Ela - Preciso duma vida dupla, pá. Não percebes isso?
Eu - E eu preciso duma vida normal. O problema é esse.

23 comentários:

Joana disse...

Não consigo perceber essa necessidade de uma vida dupla...

Liana disse...

LOL
Ai como eu a compreendo.

subtilezas disse...

essa cena do nojo quase ninguem entende. qdo falo nisso parece q estou a falar aramaico. enfim. belo chapeu ali em cima, hihihii. n sei se conheces isto, mas eu estou "marabilhada": http://maddox.xmission.com/
gosto bues de cá vir. boa semana*bagaço*

MYA disse...

Ora muito bem dito.

Paulo disse...

Boa... que grande lição que a gaja levou!!! :):):)

bagaco amarelo disse...

joana, eu não tento perceber... aceito porque cada um tem uma vida diferente do outro... :)

liana, pois... e acho que há mais pessoas que a compreendem. :)

subtilezas, eu conheço mais quem entenda. :)

mya, :)

paulo, se bem que não era objectivo. :)

Carla disse...

o melhor dos divórcios é que se perde o medo da solidão

Anónimo disse...

É hilariante o texto. Só espero não ser este o pensamento da generalidade e que tu estejas perante 1 ave rara.
1 abraço

bagaco amarelo disse...

carla, pois perde... isso é verdade... e até se gosta. :)

anónimo, lamento informar-te que não estou perante uma ave rara... aliás, asseguro que é uma pessoa normal e que não é a primeira. :)

Lita disse...

Conheço demasiadas pessoas nessa situação. Na tua e na dela. Infelizmente...

bagaco amarelo disse...

lita, a minha não é má, apesar de tudo. sei o que ando a fazer. pelo menos acho. :)

annie. disse...

bem, pelo menos, desta vez não podes dizer que não foste avisado: Ela - Isto que te vou dizer é uma estupidez mas vou dizer na mesma.

já não é mau de todo :P

vita disse...

looooooooool

Sim, ela precisa de um amante e tu de calma e sossego..lol

Lita disse...

LOL
E não achamos todos??? ;)

bagaco amarelo disse...

annie, tens razão, sim... até é esclarecedor. :)

vita, paz e sossego é o que mais preciso, sim. :)

lita, hum... não sei. tenho dúvidas sobre isso. :)

bia disse...

Para muitas pessoas é mais "fácil" deixar um relacionamento quando se tem outro "garantido"... e normalmente são essas pessoas que não são capazes de terminar um relacionamento com o medo da solidão!
Acho que nunca vou aprender a estar só, embora haja momentos em que até goste, mas parece-me mais dificil estar com alguém por quem já não se sente o mesmo...

Anónimo disse...

Vidas duplas não dá com nada.
Solidão por solidão que se escolha uma que vá bem com a nossa consciência :)

Dori

[e]vil disse...

Hmm.. Esse período de nojo talvez não seja único dos divorciados. Aqui a criatura que é a minha pessoa também ainda não ultrapassou o período de nojo desde a sua última relação.. Já lá vão, ora... Deixa ver... É melhor não dizer. ;-)

bagaco amarelo disse...

bia, a questão é que às vezes está-se mais só quando se vive com alguém do que acompanhado... :)

Dori, para ser sincero não concordo totalmente... uma vida dupla pode dar em alguma coisa. depende :)

[e]vil, divorciados no sentido lato da coisa. :)

Naturezas disse...

Ai Ai é tão triste quando as pessoas n sabem o que querem , mas ainda bem Bagaço que sabes o que queres :)
O facto de se ser feliz n implica estar ao lado de alguém , existe sempre os amigos , a familia e aqueles amigos queridos que são familia. Esta moral n se aprende nos contos de fadas, aprende-se na vida vivendo-a.

bagaco amarelo disse...

naturezas, nem mais.:)

bia disse...

concordo plenamente contigo!! ;)

bagaco amarelo disse...

bia, :)