3.01.2011

coisas que fascinam (118)

Primeiro tive que me desviar de alguns detritos orgânicos dum cão qualquer, depois pisei uma garrafa de cerveja que já estava partida. Aquela rua sem nome estava anormalmente suja, pontilhada por muitas beatas de cigarros e algumas embalagens diversas a tender para o irreconhecível. Dois homens passavam. Um que acabava de deitar mais um resto de cigarro para o chão, outro que vinha para limpar. Era o varredor, empurrando um carrinho preguiçoso sem cor. Ambos pareciam fazer parte da sujidade da rua, tal a forma cabisbaixa e cinzenta como caminhavam, parecendo que da vida apenas esperavam a morte.
Foi quando abri a porta do automóvel que ouvi um deles cantar. Era um "lai lai lai" rouco e desafinado mas ainda assim um cantar qualquer. Olhei. O varredor tirara a pá e a vassoura de cima do carrinho e varria uma das poucas áreas da rua que não precisavam de ser varridas. Depois veio o som duns saltos altos. Uma morena de olhos verdes e saia curta passou por nós como um peixinho vermelho num cano de esgoto, até que o som dos seus sapatos emudeceu depois duma curva. O varredor tornou a arrumar a pá e a vassoura, e o fumador acendeu outro cigarro enquanto trocavam um olhar silencioso mas comprometedor. Depois continuaram a caminhar, novamente cabisbaixos, até desaparecem também.
Só as mulheres são capazes de fazer isto, encantar uma rua suja e torná-la um ligar primaveril à sua passagem.

13 comentários:

Anónimo disse...

Como um peixinho vermelho num cano de esgoto???
Ah ah ah, achei mesmo piada à frase mas não me parece que sobrevivesse, ainda que estivesse só de passagem.
CR

maria disse...

Só as mulheres...???Alguns homens também nos encantam e não usam saias :)

bagaco amarelo disse...

cr, lol... são mais resistentes do que pensas, os peixinhos vermelhos. :)

maria, ainda bem. :)

sophie disse...

Gosto da forma como retiras conclusões de cenas banais da Vida...
De como "mostras" como essas cenas, afinal de contas, não são assim tão banais!
:)

bagaco amarelo disse...

sophie, obrigado. :)

Rana disse...

Parece que se passa o mesmo em todas as cidades do nosso querido país, onde quase tudo é cinzento. Lamentável!
Não há dúvida que só as mulheres (algumas) têm o “dom” de tornar belo aquilo que não o é.

Malena disse...

Infelizmente, eu sou mais um besugo!!! Mas um peixinho vermelho faz brilhar muitos olhos, ainda por cima se for de mini-saia! :P

bagaco amarelo disse...

rana, exacto. valha-nos isso. :)

malena, lol... que baixa-estima é essa? :)

Framboesa disse...

Hummm..acho que ninguém dava pela minha passagem...bah....(xiça, que mood!)

bagaco amarelo disse...

framboesa, ou dava. :)

Sara disse...

Acho que és brilhante.

Fatyly disse...

Só as mulheres? tadinhos deles se eu fosse a passar ainda ficariam mais despencados e tristes ...e tu não me fales em ruas sujas e com poias de cão que se eu tivesse essa profissão e visse alguém a deitar lixo para o chão ou um cão a passear o dono...levavam com a pá, vassoura e carro. Possa que é por demais a falta de educação a todos os níveis.

Já refilei e agora:)... acontece o que tão bem descreves e quando é um moreno de olhos verdes, eu deixava descair o carrinho e ai rapaz nem te conto o cenário que imaginei, digo apenas que até o sol brilhava ainda mais.

Gostei imenso, como sempre!

bagaco amarelo disse...

sara, não sou, mas sabe-me bem que o digas. :)

fatyly, acabaste por contar. :)