10.02.2008

discussões

Sempre tive um respeito enorme pelas discussões entre marido e mulher. Admiro-as, até. São mais interessantes do que qualquer outra discussão. Mais interessantes do que as discussões entre patrão e empregado, portista e benfiquista, vendedor e cliente ou mesmo primeiro-ministro e Francisco Louçã. É que em todas as discussões há substrato, em todas as discussões é fácil encontrar um motivo. No caso das discussões entre marido e mulher... não.
Hoje tive uma manhã particularmente ocupada. Eram onze horas quando peguei no carro para ir a um café onde costumo ir quando quero estar sozinho. Ali nunca encontro amigos nem conhecidos. Entrei, pedi um café e sentei-me. Ao meu lado sentou-se um casal a quem dou no máximo mais quinze dias como tal, que também pediu dois cafés.
Abri o jornal e a discussão começou. Era sobre... legumes e guarda-chuvas. Pois. Qualquer dia começa a chover e, como ano passado perderam os dois guarda-chuvas que tinham (acho que foi ele que se esqueceu deles em sítios públicos) ela agora, quando começar a chover, não pode ir de manhã comprar legumes frescos que são essenciais para a sua dieta.
A discussão azedou. Ela abriu o pacote de açúcar para adoçar o café e fez um gesto repentino. Encheu-me de açúcar, a mim e ao jornal. Não me pediu desculpa mas disse-me que a culpa era dele. Ele respondeu que era dela. Levantei-me e fui embora. Eles continuaram a discutir. Por minha causa...

12 comentários:

pedro disse...

foste uma sementa da discórdia

heidy disse...

Não tenho pachorra para tal. Existem pessoas que não sabem terminar na altura certa e chegam a esse ponto. Não é assim tão raro. O grande problema é mesmo esse. Não saber parar. Pensar. Respirar e agir.

Joana disse...

Haha... acontece-te cada uma.

ComoHacerElAmor disse...

Jamais vo comprender essa brigas .
Nao acredito que fosse por sua causa. brigavam por suas propias causas, nada a facer com vc.

bagaco amarelo disse...

pedro, lol, eu não fui nada. :)

heidy, tens razão mas a altura certa é uma coisa difícil de determinar. :)

joana, isto, no fundo, foi só açúcar. :)

comohacerelamor, sim, é isso. tudo serve para discutir quando se está mal por natureza :)

heidy disse...

A altura certa? hum deixa ver... quando começamos a notar naqueles barulhos irritantes que antes nos deleitavam? ou...aquele "respirar alto" que anteriormente não nos incomodava... e por aí fora. Essa será altura de verificar se algo está mal... digo eu...

bagaco amarelo disse...

heidy, sim é... mas há mais variáveis na coisa. principalmente a memória de bons momentos. :)

angelasoeiro disse...

Tens que me dizer que café é esse!! Por acaso hoje discuti sobre uma lâmina! No ínicio ainda pensei que fosse de mim estavas a falar!!

heidy disse...

Sim, tens razão... mas quando começamos a pensar mais no pacote de açucar do que no resto... "a vida vai torta..."

bagaco amarelo disse...

angelasoeiro, é nos subúrbios de aveiro... não creio que conheças. :)

heidy, yep, muito torta. :)

heidy disse...

"jamais se endireita..." lol

bagaco amarelo disse...

heidy, lol... até eu conheço a música. :)