9.18.2008

mulheres mal amadas

As mulheres mal amadas veneram o parceiro e acreditam viver um amor sublime. São mulheres que se diminuem. A submissão é apenas um dos erros cometidos por estas mulheres que, normalmente, aceitam mudar tudo nelas para se adaptarem às exigência do parceiro, enquanto não lhes exigem nem obtêm nada em troca. Esta é a ideia fundamental, segundo a revista Sábado, do livro "Mulheres mal Amadas", escrito pela psicanalista Mariela Michelena.
Na mesma revista, e segundo o "grupo português mulheres que amam demais", estes são os sintomas das mulheres que precisam de ajuda.

1] lar desajustado
As suas necessidades emocionais não foram satisfeitas e tenta suprimi-las sendo superatenciosa com homens aparentemente carentes.

2] necessidade de controlar
Como teve pouca segurança na infância, precisa de controlar os homens. Mascara isso tornando-se prestável.

3] medo do abandono
Faz qualquer coisa para impedir o fim dum relacionamento.

4] dependência de drogas
Tende a tornar-se dependente de estupefacientes, álcool e/ou certos tipos de alimentos, principalmente doces.

5] tendência para a depressão
Tenta prevenir esse estado de espírito através da agitação criada por um relacionamento instável.

6] atracção pelo inacessível
Como não pôde transformar os pais nas pessoas afectuosas de que precisava, reage ao homem familiar, porém inacessível, o qual tenta transformar.

24 comentários:

ceptic disse...

interessante é que as mulheres que conheço que fazem de quase tudo para manter um relacionamento, sao aquelas que foram mais mimadas pelos pais e que tem pavor de ficar sozinhas...
é como se o facto de terem sido tão mimadas e protegidas as deixasse pouco preparadas para lidarem com com situaçoes quando algo corre mal, ou quando nao corre ao jeito delas!

mas cada um com a sua panca!
bjs

bagaco amarelo disse...

ceptic, são as do ponto três. salvar uma relação, só por si, é uma coisa que não entendo... mas isso sou eu. :)

Rui disse...

Eu, que chego aos 50 anos sem ter chegado a prender nenhuma mulher, fico estupefacto quando oiço falar deste tipo de mulheres mal amadas! Eu sei que existem, os jornais e os livros assim o dizem. Mas a verdade é que, hélas!, nunca me devo ter relacionado com nenhuma.

(Aproveito para acrescentar que acho este blog brilhante. Parabéns!)

bagaco amarelo disse...

rui, obrigado pelas palavras simpáticas. acho que esta coisa das mulheres mal amadas se relaciona muito com a minha conversa 956... mas pronto, isso sou eu... abraço. :)

CCF disse...

Psicologia de revista feminina barata, exige-se mais! Felizmente, os tipos misturam-se, são mais amplos, mais ricos. Assim, podemos sempre dizer que tal é 5, 5 + 0,1 de 6 + ...compreender as mulheres dá mais trabalho que isto :)))
~CC~

IMP disse...

Este tipo de obras tem sempre como publico target as mulheres.Sera' que o cromossoma Y da' imunidade aos homens contra este tipo de comportamentos? :D

Anónimo disse...

Acho q sou do tipo 1 :(

Mas em estágio para me tornar num tipo não definido ...

Bj
Dori

moi chéri disse...

ok...
1º: porque que ainda nenhuma mulher comentou este post?
2º: bagaço- faltou o comentário no fim, para levarmos isto como uma brincadeira.
3º: não é uma brincadeira pois não?
4º: se me começar a identificar com alguns dos itens devo procurar ajuda?

bagaco amarelo disse...

ccf, ela é psicanalista. pode haver uma margem de erro nisto, sim... mas tb há qualquer coisa de verdade, na minha opinião. :)

imp, neste caso, não sei se os homens não deveriam ler isto. :)

dori, é um tipo fixe, o 1... :)

moi chéri, não consegui brincar com isto... na verdade acho que algumas pessoas se vão rever nisto e acho que há um fundo de verdade nisto. :)

that's all folks disse...

eh eh estava aqui a ler isto e pus-me para aqui a imaginar mulheres da esfera política que se poderiam encaixar aqui:

1- Maria de Belém
2- Manuela Ferreira Leite
3- Paulo Portas :) com o PP
4- (aqui não me lembro de ninguém - morais sarmento é muito óbvio... se puderes ajudar...)
5- hum... Paulo Portas :)(ops again) com o nobre Guedes
6- Ana Gomes

bagaco amarelo disse...

that's all folks, a quatro é a mais fácil... mas como eu sou do Bloco de esquerda não posso dizer, lol lol lol :)

that's all folks disse...

diz lá!! diz!!

bagaco amarelo disse...

that's all folks, não. :)

that's all folks disse...

oh!!

bagaco amarelo disse...

that's all folks, deixa lá. acho que podes pôr aí o menezes. como é bipolar, de certeza que anda nas drogas, nem que sejam sintéticas. :)

that's all folks disse...

o menezes não é gaja!! mas pronto... eu deixo lá...

bagaco amarelo disse...

that's all folks, eu não sei... não o conheço assim tão bem. nem a ele nem ao Portas, portanto tenho dúvidas. :)

DeusaMinervae disse...

E homens mal amados e submissos não há? Olha que há... Eles andam aí! lol

:)

moi chéri disse...

bagaço: precisamente.... :-)

nat disse...

É assustador ver que tenho uma grande amiga a quem encaixam perfeitamente todos os seis sintomas. Horrível...
:(

selita disse...

É, a Robin Norwood tem razão, somos mesmo complicadas!!!!!!

bagaco amarelo disse...

deusaminervae, eu, nem bem nem mal. pela parte que me toca estou inocente. :)

moi chéri, :)

nat, mas nada tem que ser definitivo. :)

selita, pelo menos algumas assumem. :)

Anónimo disse...

Penso que estou no rol das mal anadas. tenho uma marido e dei tudo por ele e de nada baleu, agora quero ternimar um casamento com dois filhos e que so isso me deu.Não foi por falta de homens.Mas nunca quis outro, quando quis tive pena do pai dos meus filhos

bagaco amarelo disse...

anónima, eu percebo isso perfeitamente. felizmente que a vida não acaba dum dia para o outro, felizmente que podemos começar de novo. :)