9.11.2008

eu cá apoio o veto presidencial à lei do divórcio...

A minha mulher é incompreensível. Passa os dias a mandar-me ir procurar emprego e trabalhar. Faz isso só para me chatear porque, na verdade, ela já trabalha. Um dia irritei-me, apesar de normalmente ser um gajo calmo, e perguntei-lhe mesmo: "Ouve lá, tu já não trabalhas que chegue? Para que é que queres que eu trabalhe também?". O problema é que a gaja, malandra como a mãe, tem sempre a resposta na ponta da língua e disse-me que era para termos mais dinheiro. Mais dinheiro, mais dinheiro... só não lhe mandei uma lambada logo ali porque sou um gajo porreiro e acho que não se deve bater na mulheres, até porque elas são o sexo mais fraco. Eu sei muito bem que ela só quer mais dinheiro porque é uma mulher de vícios, aliás, como são todas. Eu bem vejo as contas da água, da luz e do gás em cima do frigorífico. Aquilo é às dezenas de euros todos os meses. Claro que lhe atirei logo isso à cara. A parvalhona ainda me disse que eu também uso essas coisas: água, luz e água. Egoísta, a gaja, estão a ver? Mulheres de vícios são assim, querem tudo para elas e não dividem com ninguém. Eu, por exemplo, quando lhe tiro dinheiro às escondidas da carteira (porque até com isso ela se chateia) e vou comprar uma garrafita de Casal Garcia à loja da frente, ofereço-lhe sempre um copo ou dois. Ela é que não aceita, é verdade, mas isso o problema já é dela.
Agora há dias chegou a casa e disse-me sem mais nem menos que quer o divórcio. Eu desta vez não me aguentei e dei-lhe mesmo uns pontapés fortes (sempre abaixo da cintura que era para não aleijar). Quer dizer, anda um gajo a vida inteira a aturar a mulher e, de repente, ela diz que quer o divórcio. Claro que não deixei, até porque ela precisa que eu lhe tire os vícios que tem no corpo nem que seja à pancada. Isso mesmo. Posso hoje dizer, por exemplo e com orgulho, que quando está de cama gasta muito menos em água e gás do que é costume. Claro que mesmo assim ela está sempre a atacar-me verbalmente (às vezes nem se pode mexer, eh! eh! eh!) e diz que eu lhe faço a vida negra. Euuuuu?! As mulheres são mesmo mal agradecidas.
Problema, problema são estes gajos de esquerda que agora, apesar do que vai na ideia do Nosso Senhor Presidente da República, querem que uma gandula destas possa divorciar-se sem a minha permissão. Enfim... este país, se continua assim, não sei onde vai parar...

26 comentários:

13EtMundus disse...

A brincar, a brincar... Se dizem grandes verdades...

bagaco amarelo disse...

13etmundus, :)

Anónimo disse...

Isto agora não tem nada a ver mas lembrei-me de perguntar se criaste o teu blog antes ou depois do divórcio?

Nota: este post é tipicamente o9 sonho dos tugas macho men`s LOL

Não dá para deixar de ler o teu Blog tá cada vez MAIS DIVERTIDO!

Anónimo disse...

Sorry, não assinei ;)
Dori

TM disse...

No próximo post podes sempre desenvolver o seguinte tema: como seria maravilhoso o mundo se não existissem mulheres.... Right???

Olga disse...

E há tantos animais destes por aí...

Cheila Pacheco disse...

Cito ali o 13etmundus.

bagaco amarelo disse...

anónimo, foi antes do divórcio oficial, mas depois da separação. Senão tinha-me separado muito antes, lol. :)

Dori, lol. :)

tm, ui... isso parece assustador, lol. :)

olga, há alguns, sim. :)

cheila pacheco, :)

annie. disse...

e o dinheiro que elas gastam em produtos de beleza e para a depilação?

eu não sou nada disso! :P

bagaco amarelo disse...

annie, lol lol lol... és uma mulher às direitas. :)

H disse...

Sempre assumi que acho este blogue estupendo! Este texto está delicioso: mas, infelizmente, peca por um imenso erro na premissa base: o PR não defendeu nada disso! Antes pelo contrário! Se ler a posição do PR, este apenas faz apelo aos direitos desse pobre homem, tão eloquentemente retratado no texto!

bagaco amarelo disse...

H, lol, mas é isso mesmo que este pobre homem diz... apesar dos gajos de esquerda. :)

jg disse...

Manda bocas, manda...
Olha que haverá muita alma que irá ler o post e ficar profundamente indignada com a tua opinião. Tou em crer que muitas nem comentarão como forma de protesto.
Em conversas deste contexto, gosto de citar uma máxima fundamentalista que reza: "Todos os dias deverás dar uma sova tua mulher. Mesmo que não tenhas razão para tal, ela saberá que a merece"
As vezes os gajos partilham com a populaça e partem numa de apedrejamento. Pqp islão. Vai tudo o que está à mão!

DeusaMinervae disse...

E ainda bem que te lembraste de lhe bater na parte de baixo da cintura! senão coitada... Ficava aleijada ahahaha :)

Carla disse...

bestas como esta nem direitos deviam ter

bagaco amarelo disse...

jg, o problema é que tu tens razão.:)

deusaminervae, isso é porque sou uma pessoa atenciosa, lol. :)

carla, e nem deveres, diria eu. :)

Ana disse...

gosto muito da perspectiva. bem escrito:)

Gato Aurélio disse...

como gostava de ter o mail do sr presidente para lhe mandar este link...
deve ser tão fácil viver na ilusão de que as pessoas não têm más intenções....!

Parabéns Bagaço!

bagaco amarelo disse...

ana, obrigado. :)

gato aurélio, no caso do Aníbal acho que é mais do que viver na ilusão de que as pessoas não têm más intenções. É também o facto do homem não passar de um beato de pacotilha. :)

Sobrevivente disse...

oh bagaço... beato de pacotilha! que elogio!

Maldonado disse...

Eh pá, este post está porreiro! :D
De facto o nosso beato P.R. ainda tem a mentalidade do ti António (aka António Oliveira Salazar), segundo a qual a família é o baluarte da raça lusitana, por isso o divórcio é coisa de comunas satânicos...

bagaco amarelo disse...

sobrevivente, hoje estou assim, um mãos largas e um bem disposto. :)

maldonado, sim, exacto... embora o gajo, sexo, só com o cardeal Cerejeira. :)

O Homem Terra disse...

Ahahahah.

bagaco amarelo disse...

o homem da terra, lol. :)

Salseira disse...

Muito bom!

bagaco amarelo disse...

salseira, obrigado. :)