6.30.2011

respostas a perguntas inexistentes (163)

temperatura

Ser morno é uma merda. Não sei dizer isto doutra forma. Posso estar errado, claro, mas é o que eu acho. Acho também que são as pessoas mornas que dizem mal do divórcio.
As pessoas que se divorciam ficam normalmente tristes, mas depois ficam felizes outra vez. A felicidade que volta é normalmente mais do dobro da tristeza que se sentiu antes. As pessoas que não se divorciam, pelo menos algumas delas, não são felizes apesar de também não serem tristes. São mornas, e por isso têm alguma inveja tanto da felicidade como da tristeza que vêem nas pessoas que acabam uma relação para tentar outra. Um divórcio é, aliás, apenas isso. Tentar ser feliz outra vez.
Não estou a defender o divórcio, estou a defender o Amor a sério. Aquele que nunca é morno. É que o Amor a sério não pode ser só felicidade. Tem que ser também tristeza. Acho que todas as pessoas sabem isso, mesmo que algumas não o admitam e se refugiem numa vida tão morna quanto a temperatura do corpo.
Quando alguém me diz que é feliz no casamento, posso acreditar ou não. Normalmente é pela temperatura da frase que tiro as minhas conclusões. Se a frase for quente acredito, se a frase for morna não acredito. Quando alguém me diz que é triste no casamento acredito sempre, porque a frase é sempre fria. Mas não tenho pena. Quem o diz de certeza que tem a capacidade de vir a ser feliz mais tarde ou mais cedo.
"A minha mulher excita-me!" é uma frase quente. "Tenho conseguido manter um casamento feliz ao logo destes quinze anos" é uma frase morna ou, se preferirem, uma frase de merda. "O meu casamento é um nojo" é uma frase fria. É tudo uma questão de temperatura. Todos sabemos isso.

35 comentários:

Anónimo disse...

Apesar de concordar com as referidas temperaturas no texto, não sei até que ponto um homem (ou mulher) após 15 anos de casamente diz "a minha mulher excita-me", por muito que ainda se sinta atraído por ela. Acho que a felicidade pode ser algo que ainda exista, mas a convivência retira-lhe o entusiasmo e a espontaneidade de dizer essas coisas.
Não conheço casais que tenham essas manifestações típicas do auge da paixão, se calhar ando mal acompanhada:P

bagaco amarelo disse...

anónimo, "a minha mulher excita-me" é só um exemplo mais... vá lá... carnal. mas o que dizes já tem o seu próprio significado... talvez a convivência deva ser diferente na maioria dos casos... :)

Malena disse...

Sou incapaz de ser morna! E posso dizer "o meu homem excita-me"! Assim como "enerva-me", "irrita-me", "emociona-me", etc.! :))
As pessoas mornas dão-me vontade de as abanar! ;)

bagaco amarelo disse...

malena, isso mesmo. é isso mesmo. eu digo muitas vezes "a minha mulher enerva-me!" e "a minha mulher emociona-me!". :)

Senhor Geninho disse...

O morno é algo indefinido que não deve ter lugar nas questões do coração porque emoções e sentimentos indefinidos são meio caminho andado para o abismo. O ser feliz implica, como tu disseste e bem, alegrias e tristezas. Não há relações perfeitas e se fosse tudo um mar de rosas eu não me banhava nele. Não há meio termo. E nunca é tarde para sorrirmos outra vez...

Anónimo disse...

gostei da primeira imagem do teu vídeo! Tens que dares mais publicidade à cidade que te acolheu e na qual " retiras " parte da tua vida!

a gratidão é um sinal de nobreza!

*Lili* disse...

Bem nesse caso também já concordo mais, um casamento pode perfeitamente ser feliz sem esse ponto de vista, do sexo isto é, até porque muitos a partir de uma determinada fase já não o fazem com tanta frequência e certamente que não é porque não gostam um do outro mas sim porque a vida já não lhes permite mais... e a partir de um momento do casamento já existe mais companheirismo do que propriamente sexo. Mas sim, é um facto a maioria das pessoas tem uma vida morna, eu considero-me uma delas, mas relativamente ao meu estado de espírito, à minha felicidade... mas isso é conforme o tempo a meu ver ... :)

http://realdreams-liliana.blogspot.com/

Isis disse...

Ai como estas palavras poderiam ser minhas :) E estou com a Malena...apetece-me abanar pessoas "mornas" ;)

Isis disse...

Ai como estas palavras poderiam ser minhas :) E estou com a Malena...apetece-me abanar pessoas "mornas" ;)

bagaco amarelo disse...

senhor geninho, exacto, eu até acho perfeita uma relação em que se é triste e feliz. :)

anónimo, eu divido a minha vida entre três cidades... :)

lili, a frequência não é tudo... embora tenha importância. :)

isis, :)

Bernardo disse...

ai mulheres

Anónimo disse...

Isto fez-me concluir que a Morna está mal classificada, dado ser um estilo de dança bem quente.
Ai que saudades de dançar uma Morna.
CR

bagaco amarelo disse...

bernardo, :)

cr, bem visto. eu adoro mornas. é uma excepção. :)

mery disse...

Eu também penso que o Amor não pode ser morno, Amor não deve ser mantido em "banho maria", é muita pimenta, grossas chamas, é mel de se lambuzar.
Abraços do Rio de Janeiro.

Anónimo disse...

também existe o erro de pensar que sempre que a excitação já não está tão viva, sempre que o fogo acalma, parece que a relação ou o outro se tornaram um pouco monótonos!
mas, será um erro, já que a excitação tem que desapacer, para dar lugar a outros sentimentos. a excitação é mui boa, também poderá ser altamente enganadora...por criar a ideia de que o outro tem sempre que ser excitante ou dar-nos fogo, mas como tu disseste "Wrong "...

nada contra quem tem relaçõse " mornas " , cada um vive a vida da maneira que sabe, um cego não pode viver a vida como alguém que a vê! e vice-versa! porém se calhar ambos a vivem bem, ou têm potencial para tal...


bjs

Anita disse...

PERFEITO! Na qualidade de divorciada, não podia concordar mais contigo :)
Destesto coisas mornas e sou assim em tudo. No verão não gosto de calorzinho, gosto de calor! A sopa não gosto "morninha", gosto quente. O chá não é ice tea, chá morno ou água de lavar os pratos, é a ferver! E se sou assim em tudo na minha vida, não podia arrefecer um ºC que fosse no amor.
A única Morna que tolero é a que se dança em Cabo Verde, mas de preferência numa noite quente! ;)))

bagaco amarelo disse...

mery, obrigado. bjs. :)

anónimo, o sexo ou a excitação não tem que desaparecer... nem deve, acho eu. pelo menos enquanto temos corpo para isso, claro. :)

anita, concordo com a morna de Cabo Verde e com o exemplo do Iced tea. :)

Anónimo disse...

Quem não arrisca não petisca.

Eis uma das minhas frases favoritas. Sem mornices.

EJSantos

bagaco amarelo disse...

ejsantos, é uma boa frase. :)

CurlyGirl disse...

Este texto lembra-me parte de um poema meu:

"Dá-me quente.
Dá-me frio.

Morno só o leite, por favor,
E quando não é Inverno
nem Verão
Morno só o leite, em meia estação."

O que quer dizer que concordo com o que dizer. Tudo o que é morno é uma *****. A vida não é feita para coisas mornas e confortáveis.

bagaco amarelo disse...

curlygirl, eu até o leite bebo frio. :)

Moi disse...

Junto-me ao clube das que não gostam de pessoas mornas, daquelas que não têm saber nem a peixe nem a carne, pronto!

Bom fds

bagaco amarelo disse...

moi, obrigado. um clube é cool. bom fim de semana. :)

João F disse...

Morno é comodismo, é querer ficar na zona de conforto. A meu ver relações mornas não vão longe ou não dão verdadeira felicidade. Há que manter a fervura, e "abençoados" são aqueles que o conseguem fazer.
Abraços

bagaco amarelo disse...

joão f, exacto. abraço. :)

Anónimo disse...

Ser morno é uma merda... mas disfarçar que se é frio, é pior ainda.
As vezes penso... e se eu não fosse frio, e fosse apenas o que sou. A escaldar.
Se em vez de esperar que me derreta...fosse eu queimar.
Se o meu coração pensasse...queimar-se-ia. Por isso, apenas uso o cérebro...que parece já estar gelado.
E evito te tocar...pois se eu te tocar...vou-te queimar.

Ser-se trengo...não é fácil!

bagaco amarelo disse...

anónimo, lol. :)

Briseis disse...

O divorcio é uma alegria! as mulheres rejuvenescem e os homens arranjam namoradas 20 anos mais jovens... nao é a toa que ja se organizam festas de divorcio... :)

bagaco amarelo disse...

briseis, yep... passa por aí. :)

Pearl disse...

É isso!!
Resumindo, uma vida a dois, tem que ser intensa e repleta de sentimentos intensos, não pode basear-se num conformismo do sim, por hábito!
:o)))

Fatyly disse...

Ai rapaz também não entendo essa mornice e até me dá por vezes vontade de lhes dar um murro numa de "acorda". Quanto aos invejosos, porque é isso mesmo, inveja que sentem ou falam dos "que acabam uma relação e avançam para outra" só com um pano cheio de lixívia nas trombas!!

Gostei!

bagaco amarelo disse...

pearl, exacto. :)

fatyly, obrigado. :)

Helena disse...

Eu estou morna...e não gosto! Mas ...outros valores se levantam.

bagaco amarelo disse...

helena, isso muda... :)

Cármen disse...

Eu adoro a frontalidade deste homem! xD