6.16.2011

pensamentos catatónicos (253)

já não gosto mais de ti

Quando somos crianças e nos zangamos com alguém, a primeira ameaça que nos vem à cabeça é dizer-lhe "já não gosto mais de ti". Parece estúpido, até porque à partida ninguém consegue deixar de gostar de alguém de um momento para o outro e só porque sim. O problema é que consegue, e é o Amor que nos ensina isso. Num dia alguém diz que nos Ama ardentemente, no dia a seguir nem por isso. Temos razão enquanto somos crianças, e quando crescemos escondemos a nossa própria verdade. Talvez por uma questão de defesa da sanidade mental. Alguém não gostar de nós é normal, alguém deixar de gostar de nós é fodido. É por isso que o Amor é difícil e é por isso que é uma luta.

25 comentários:

mary disse...

pois... consegue-se mesmo deixar de gostar de alguém de um momento para o outro só porque sim. consegue-se porque a mim já me aconteceu. se não me engano, acabou de me acontecer, ainda há bocado, num telefonema. mas quando estas coisas acontecem a minha opiniao é que não era Amor. era uma espécie de qualquer outra coisa que só não se aguentou e morreu, assim, porque não era Amor.

bagaco amarelo disse...

mary, já me aconteceu deixarem de gostar de mim de um momento para o outro, mas eu nunca deixei de gostar de alguém de um momento para o outro. é por isso que só a vida me ensinou que isso é possível. e é mesmo :)

sendyourlove disse...

é difícil de aceitar que é possível porque quando gostamos de alguém nem queremos imaginar que no dia a seguir já não existe nada.
As duas situações são dolorosas... deixar de ser amado de um dia para o outro e pensamos que fomos enganados...
...ou um dia olharmos para a pessoa que ontem amávamos e não sentir nada, como se fosse um qualquer que passa por nós na rua, e percebermos quão efémero pode ser o amor.

Malena disse...

De um momento para o outro, não sei. Deixar de gostar aos poucos? Sim.
O que vale é que há alguém pronto a gostar de nós logo ali, ao virar de uma qualquer esquina da vida. :)

LM disse...

Tem de ser, Bagaço, tem de ser...(acabei de escrever sobre isso, porra, estamos em sintonia) deixo-te um viva à sabedoria das crianças e a musica que me lembraste. (Á falta de brigadeiros...lol)

http://www.youtube.com/watch?v=MS1jAvCycCY

Anónimo disse...

Eu acho que quando "deixam de gostar de nós", na verdade nunca gostaram.
Podemos nos zangar, podemos ficar magoados com certas atitudes, mas se gostamos mesmo de alguém, tentamos compreender o porquê de determinadas atitudes.
Podemos até nos apaixonar por outra pessoa, mas nem isso será motivo para se deixar de ter uma relação de amizade com a pessoa anterior. Obviamente que a anterior de inicio não aceitará, afastar-se-à, ou quererá que nos afastemos, sentirá uma grande dor de corno, pensará que deixamos de gostar dela "assim de repente"...

Agora, quando alguém corta radicalmente connosco, sem se dar ao trabalho de explicar o porquê dessa decisão/atitude, é porque não tem carácter, NUNCA gostou de nós.

Carla

Isis disse...

Vou partir do pressuposto que estás a falar do "gostar amoroso". Não se deixa de gostar de um dia para o outro. Tal como escreveu o MEC "O Amor é Fodido".

*Lili* disse...

Concordo... Seja amor ou não... Tudo depende do que se espera da outra pessoa e do que a outra pessoa faz, nomeadamente trair-nos ou permanecer connosco. É complicado quando temos falsas expectativas de alguém...Enganamo-nos a nós e passamos a ter uma pessoa que não gosta de nós... e assim sucessivamente :/ Lamentável though...

http://realdreams-liliana.blogspot.com/

Isa disse...

Não sei se se deixa de amar de um momento para o outro...
Eu deixei de amar de uns momentos para os outros. Do momento em que engravido e não reage bem, dos momentos em que mais precisei e não ficou lá, do momento em que o seu (caso, problema, whatever...) é muito mais complicado, do momento em que eu é que não compreendo o(s) seu(s) problema(s), do momento em que me vejo sempre só eu e meu (nosso) filho. HOJE sei que o amei demais e sinto que não o amo.

Never Told Words disse...

Já dizia o outro "o Amor é fodido"...

Anónimo disse...

Eu tinha um insulto muito mais interessante que esse...
Segundo a minha mãe, quando era muito pequena e me chateava com alguem o que dizia imediatamente era "má feia preta!!!!!" (ou mau feio preto). Rematava com o tradicional "não gosto de ti".
Não sei onde fui buscar a parte da preta. Mas devo ter percebido desde muito cedo que a cor da pele é muito importante para muita gente.

Espero que o fim de semana tenha sido bom :)

Joana

Anónimo disse...

Eu tinha um insulto muito mais interessante que esse...
Segundo a minha mãe, quando era muito pequena e me chateava com alguem o que dizia imediatamente era "má feia preta!!!!!" (ou mau feio preto). Rematava com o tradicional "não gosto de ti".
Não sei onde fui buscar a parte da preta. Mas devo ter percebido desde muito cedo que a cor da pele é muito importante para muita gente.

Espero que o fim de semana tenha sido bom :)

Joana

Mapgwi disse...

bem verdade*

bagaco amarelo disse...

sendyourlove, é isso, sim. embora eu não goste muito da expressão "ser enganado". :)

malena, há?! é que eu percorri centenas de esquinas. :)

lm, gosto de eurythmics. :)

carla, eu por acaso acho que sim, que se pode gostar e deixar de gostar. mas, de facto, cada um terá a sua própria experiência. :)

isis, olha que deixa, olha que deixa... não sempre, claro, mas pelo menos às vezes. :)

lili, sim, as expectativas são uma variável importante. interessante, essa ideia. :)

isa, acho que isso é só uma normalidade, infelizmente. e sim, fruto de algum egoísmo que todos temos. eu também. :)

never told words, nunca simpatizei muito com esse outro, para ser sincero, mas que tem razão nisso, lá isso tem. :)

joana, lol... é por isso que se tem que ter cuidado com conversas ao pé de crianças. :)

mapgwi, :)

Miss Piglet disse...

Não sei se concordo...não se deixa de gostar de um momento para o outro, se calhar o sentimento muda. Questão complicada, esta. Pelo menos, eu não consigo deixar de gostar assim como tu descreves, é mais, como diz a Milena, aos poucos; vai-se desgostando. Bem que eu queria poder voltar a dizer "não gosto mais de ti".

bagaco amarelo disse...

miss piglet, a questão é estatística. às vezes acho que nós nunca conhecemos a 100% seja quem for. :)

Helena disse...

Deixar de gostar...é porque já se gostou :) Continuar a gostar depois da mágoa, zanga é muito mais complicado!

Fatyly disse...

e é pena não se aplicar logo a frase "já não gosto mais de ti", arrumarem as "bicuatas (malas)" e partirem...em vez de perderem anos a mendigarem para que gostem!

Na vida nada se faz sem AMOR e LUTA!

bagaco amarelo disse...

helena, complicado é isto tudo. também há casos em que se gosta proporcionalmente à mágoa. :)

fatyly, isso! :)

Olga disse...

Alguém deixar de gostar de nós é mesmo muito fod...ido. Fica-se sempre a martelar no assunto e a tentar perceber onde é que se errou. Mas quando isso acontece o melhor é mesmo sair de cena para bem dos dois. Uma das coisas mais tristes no amor (ou desamor) é humilharmo-nos e rastejar atrás de quem não nos quer.

bagaco amarelo disse...

olga, é verdade, isso. tão verdade que custa a admitir. :)

Turtle disse...

Não acredito que hoje ame ardentemente e amanha já não. Mas que os sentimentos se desvanecem, às vezes demasiado depressa, é bem verdade. E não por deixar de amar, mas por deixar de fazer sentido, o que num dia vale a pena, no dia seguinte já é uma miragem.

bagaco amarelo disse...

turtle, sim... este "de um momento para o outro" é figurativo. para alguns, um ano será demasiado rápido, para outros demasiado lento. tendo em conta isto, é verdade o que dizes. :)

Estefane Batista disse...

Bem, não posso dizer que deixei de um momento para o outro, mas obriguei-me a mim proprio, ela queria fazer de mim um caozinho, mais vale atirer-me de um carro em andamento do que levar com um camião de frente (teorias de merda lol)

bagaco amarelo disse...

estefane batista, as teorias nunca são de merda... :)