6.01.2011

respostas a perguntas inexistentes (154)

quarenta anos

Este ano, pela segunda vez na vida, vou fazer quarenta anos. A primeira vez que fiz quarenta anos tinha vinte e oito, agora tenho trinta e nove e vou repetir a façanha. Fazer quarenta anos é uma coisa que nos pode acontecer a todos de vez em quando, para o bem e para o mal.
Na primeira vez que fiz quarenta anos não me apercebi logo. Na verdade sentia-me feliz porque me estava a casar e a acreditar que a vida me ia correr bem. Demorei algum tempo a perceber que não ia ser bem assim, e por isso divorciei-me quando tinha trinta cinco para poder regressar aos vinte e oito que tinha quando fiz quarenta pela primeira vez.
Fazer quarenta anos pela segunda vez na vida é para mim uma contradição de emoções. Acho que o tempo acaba de virar a ampulheta como se quisesse lembrar-me que estou a envelhecer, mais ou menos ao mesmo tempo que me deixou cair novamente na armadilha do Amor. É uma espécie de contagem decrescente apaixonada, que é como quem diz: "Ama enquanto podes".
A vantagem de fazer quarenta anos pela segunda vez é precisamente essa, a de já ter caído na armadilha do Amor pela segunda vez. Assim, se fizer alguma festa com amigos, não é apenas por fazer quarenta anos mas sim por por fazer quarenta anos e estar apaixonado. E também por ter amigos, claro. Ter amigos e estar apaixonado é um Privilégio, assim com letra maiúscula de propósito.

9 comentários:

EJSantos disse...

Hmm, ao ler este post recordei-me de um titulo de um livro:
"Confesso que vivi", de Pablo Neruda.

Fatyly disse...

Parabéns e se dizes o que sentes...é o balanço que se faz numa das várias etapas da vida em que sentimos "transformações/amadurecimento"...mas nunca deixes de ser criança!

Beijocas

Uma Rapariga disse...

como eu entendo...eu voltei aos 24...e retomei a contagem daí tst!

bagaco amarelo disse...

ejsantos, epá, eu adoro pablo neruda. não me diga que o ando a copiar no subconsciente. :)

fatyly, mesmo que o quisesse não conseguia. é a minha idade mental que não me deixa. :)

uma rapariga, :)

Anónimo disse...

é saber que a vida é boa, porque tem o seu próprio tempo e q devemos aprender a respeitar o tempo dela. o caminho é libertador, altamente libertador, o q só por si , vale a pena, passar os 40! a grande surpresa era esta, q estava reservada!
A felicidade é q vamo-nos libertando, e tornamos avezinhas, levezinhas, para sobrevoar acima dos pesos.

memyselfandi disse...

Aos quarenta anos estar apaixonado e ter amigos é um Privilégio com maiúscula, sim senhores! Ou seja, há quem o não tenha, por isso, vive o Privilégio muito! =)

bagaco amarelo disse...

anónimo, :)

memyselfandi, obrigado. :)

Malena disse...

Bom mesmo é que faças 40 com Amor!! :))

bagaco amarelo disse...

malena, farei... :)