2.23.2011

respostas a perguntas inexistentes (130)

comida

Não existe maior aproximação entre o Amor e o paladar do que quando alguém diz que anda a comer outro alguém. Um destes dias, e enquanto pousava os seus olhos nos meus, a Raquel apresentou-me a uns amigos como "o gajo que anda a comer". Eles olharam para mim, curiosos pela minha reacção, mas eu não reagi. Normalmente a comida não reage, disse-lhe depois enquanto nos afastávamos num abraço forte.
Na verdade acho que o sexo tem sabores. Há mulheres mais doces ao paladar do que outras, sendo que isso dependerá também de quem as saboreia. O mesmo, com toda a certeza, se passará com os homens. Mas neste maravilhoso mundo dos sabores o que interessa é como se come. Nunca fui, nem acredito que venha a ser, adepto da fast food, e o que mais admiro na comida é ser uma necessidade básica do corpo que o Homem sabe transformar num acto requintado.
A comida é o nosso denominador comum, e é também por isso que existe a expressão "comer com os olhos". Se não comêssemos com os olhos, a fome enlouquecia-nos antes da primeira trinca que damos nesta vida, seja ela um beijo gelatinoso numa noite primaveril, uma lambidela gelada numa noite de Verão ou uma experiência carnal a ferver numa noite de Inverno.
Talvez seja um exagero ofendermo-nos tanto com a metáfora entre o Amor e a comida. Afinal de contas, de metáfora mesmo até tem muito pouco. O Amor é o principal alimento da alma e do corpo. E a única verdade que eu conheço é que a fome dá em todos. Se vos der a vocês, comam.

23 comentários:

sophie disse...

Bom dia :)

Como sempre, muito bom...

Às vezes temos a mania das dietas, mas acho que neste caso não faz mal comermos o que nos apetecer...

Porque "o Amor é o principal alimento da alma e do corpo"...

bagaco amarelo disse...

sophie, pois não. é comer e chorar por mais. :)

Lily disse...

Gosta da aproximação entre o Amor e o paladar, até porque acho que o Amor é muito sensorial.
Mas a expressão do andar a comer outro alguém, tem um toque um não sei quê canibalalesco, que de facto não me agrada.

bagaco amarelo disse...

lily, é uma questão de hábito. a expressão, não o canibalismo. :)

MadLCP disse...

Gosto.

bagaco amarelo disse...

MadLCP, obrigado. :). :)

Fatyly disse...

Gostei desta metáfora, mas por vezes a frase é dita em termo prejurativo e quando assim é detesto ouvir e quem a profere leva logo uma boca!

e como...e acabei de "comer" umas belas almondegas com puré de batata, que sobrou e já fico com jantar feito.:)

Quanto ao outra forma de "comer" e porque ainda não calhou embora apareceçam pratões cheios de...de...digo? já estou a gargalhar...digo? claro que digo...merda e comer por comer, prefiro passar fome!

Para finalizar realço um parágrafo super saboroso e digno de ser lido e meditar-se sobre ele:

"Na verdade acho que o sexo tem sabores. Há mulheres mais doces ao paladar do que outras, sendo que isso dependerá também de quem as saboreia. O mesmo, com toda a certeza, se passará com os homens."

Framboesa disse...

Não gosto nada da expressão "comer" alguém...lol...Gosto das misturadas de paladares, sabores, cheiros, da experiencia em si...mas qd ouço "comer alguém"...soa-me assim a qq coisa de "à bruta"...Na volta sou uma gajita mesmo queque (ou cupcake que é mais fino e isto não é nenhuma taberna...lol)

lili disse...

Fuck e ''foder'' em suíço sítio onde se iam abastecer de comida e cereais se não estou em erro, ''fodder'' em inglês e em alemão também, estão relacionados com comida.

bagaco amarelo disse...

fatyly, é quase sempre dita em tom negativo, sim, mas não havia necessidade. :)

framboesa, da forma como é usada normalmente, também não gosto. mas o que eu quero dizer é que depende da forma como se diz. :)

lili, fuck, segundo li, vem de Fornication Under the Consent of the King. :)

Malena disse...

Comer é bom! Comer bem, claro! :)
Abaixo as dietas! :P

bagaco amarelo disse...

malena, mainada! :)

Briseis disse...

ai, acho que vou ter uns pensamentos esquisitos quando me sentar à mesa do jantar, mais logo... Ainda por cima, tá cá a minha avó...! Bagaco, a culpa é toda tua!!!

bagaco amarelo disse...

briseis, desde já, aqui e perante todos, desresponsabilizo-me de toas e qualquer coisa que possa vir a acontecer à tua avó. :)

maria disse...

E a combinação do Amor com chocolate...Ui! :)

bagaco amarelo disse...

maria, também digo ui! :)

grão de pó disse...

fodder é algo consumível, de forma muito generalista. usa-se para a comida do gado =)

bagaco amarelo disse...

grão de pó, um homem, realmente, está sempre a aprender. :)

Estudante disse...

Gostei do texto :) mas continuo a não gostar da expressão "ando a comer alguém" x)

Rana disse...

Para viver é preciso comer. A comida é um alimento que faz bem ao corpo e à mente (ora cá está). O amor também faz bem ao corpo e à mente. Por isso o comer e o amar casam tão bem. Olhamos, ouvimos, cheiramos, saboreamos, sentimos. “Comemos e amamos com os nossos orgãos sensoriais”.
A frase que é dita por muitos homens “ando a comer aquela gaja” soa mal, não gosto. Parece que estão a comer uma coisa qualquer. Quando nos alimentamos temos de saber o que comemos, senão ficamos com cara de “quem comeu e não gostou”. Portanto devemos escolher comida saudável e agradável .
Alimentem-se bem.

bagaco amarelo disse...

estudante, eu também não gosto, mas às vezes gosto. lá está. :)~

rana, depende de como se diz e em que circunstancias. :)

Brisa disse...

Assim, dito em público... depende da confiança e à-vontade que se tem com esse público. Mas, em privado, olhar para o nosso prato de comida e dizer-lhe, olhos nos olhos, que o queremos comer... É para lá de sexy!

bagaco amarelo disse...

brisa, exactamente. :)