2.18.2011

engordem, diziam eles...


Em 1969 era assim. Uma empresa fazia publicidade nas revistas aos seus produtos nutritivos para ajudar as mulheres magras a engordar (e já agora, os homens também). Isto para aquelas que queriam ser populares, porque as demasiado magrinhas não o eram. Tenho uma ou duas amigas que, se vissem isto, de certeza que reagiriam com uma cara de espanto e um "oh! que horror". Eu, por mim, acho que em 1969 o mundo era melhor. Mas isso sou eu...

27 comentários:

Celeste disse...

Bagaço, eu nasci em 69...seguramente um mundo melhor! Além disso nota-se na minha pessoa o efeito!

Phiona disse...

ai como eu gostava que o tempo voltasse a ser assim!!! hehehe

jg disse...

O mundo era melhor e as mulheres não deixavam os créditos por mãos alheias.
Uma mulher estofadinha nas carnes (não confundir com acolchoadinha) é sempre um mimo para o tacto e para a vista.
As mulheres magrinhas são utilíssimas para encabidar roupinhas e tal mas requerem mais cuidados ao manusear. A ossatura, em boa verdade, é pouco sensual.

Como este blog é lido maioritariamente por mulheres, é limpinho que vou ser cruxificado mas a verdade tem sem um preço.

Jil disse...

É precisamente nestas alturas que sinto que pertenço a outra época que não a minha :D

Lari Dardengo disse...

Eu também acho, mas vai ver só penso isso porque não estou com o corpo em forma como dizem as revistas de hoje.

memyselfandi disse...

Que horror! lolololololololol
Engraçado, ontem tive uma conversa com um amigo exactamente sobre este tópico... ele há coisas.. =)))

bagaco amarelo disse...

celeste, além disso é um número místico. :)

phiona, ainda há resistentes. :)

jg, lol. eu vou sair de fininho. :)

jil, isso pode ser bom. :)

lari dardengo, isso quer dizer que não estás doente. :)

memyselfandi, tiveste? que mau tema. :)

Ana Lisboa disse...

Para mim, certamente que mundo seria melhor e menos cruel por vezes também!

Eli disse...

São as pessoas que fazem os tempos e os lugares!

:)

Bruxinha disse...

Bem aqui a questão passa sempre pelo aspeto social...é q pode haver pessoas que dizem que são melhores as mulheres com mais curvas e carne para apertar, mas quando vêm uma mulher "bem feitinha" a passar e que olham.
A moda também segue a tendência social...e vice-versa, claro.
Eu por mim acho que passa tudo pelo bem estar com o nosso corpo...não me acho gorda nem magra, mas tb não quero pesar mais ou menos do que peso, mais acho q passa a minha visão de mim, menos acho q deixo de ter a tal carne para apertar...
:)

bagaco amarelo disse...

ana lisboa, sim... a mania da magreza é cruel. :)

eli, são. e portanto somos nós. :)

bruxinha, é claro que isto muda de pessoa para pessoa, acho eu. e tanto posso achar uma mulher magra bonita como uma que seja forte. na verdade, isto tem só o interesse que lhe dermos. :)

LM disse...

É por isto que eu gosto tanto da Jennifer Lopez. Só pode.

bagaco amarelo disse...

lm, tem piada, eu também gosto. :)

Rana disse...

Não sou saudosista. Só tenho saudades da juventude. Não gosto das frases “gordura é formosura, magreza é beleza”. Cada pessoa tem de se sentir bem com ela própria. Os tempos mudaram e o que antes era bonito, agora não o é. Hoje damos mais valor à imagem. Uma imagem cuidada é muito importante.

jg disse...

Bagaço, és um finório, pá.
Com classe, de facto, mas não deixas de ser um malandreco. Na boa acepção do termo, entenda-se.
Por isso mesmo é que as miúdas se te colam como moscas mas acabam por despegar-se.
A genética masculina prega-nos umas partidas do catano.
É claro que o mundo (femenino) ser-nos-ia bastante mas doce se nos déssemos ao folclore típico de las hembras, verdá?!

Fatyly disse...

Nunca liguei a este tipo de coisas, devemos cuidar-nos para não sermos gordos ou magros demais.

Em 1969 o mundo era melhor? além de místico:) como dizes é igual como outro qualquer por ocorrerem coisas boas e más, por vermos gente linda e feia. A década de 60 foi "revolucionária em muitas vertentes" e como viviamos oprimidos pela pata salazarista népias batatoides, embora por sermos novitos (tua ainda mais do que eu!, mas o que me marcou em 69 foi Neil Amstrong ter pisado a lua:) mas não acho que o "mundo era melhor":)

Daniela Pereira disse...

ui, se vivesse nessa época era mega popular, mas agora sou só gordinha xD

jmdamas disse...

Eu sou pelas carnes :)

bagaco amarelo disse...

rana, acho que há diferentes tipos de cuidados... mas sim, alguns são bem importantes até porque têm a ver com saúde. :)

jg, lol. nunca senti essa coisa das moscas. mas gostava de ter sentido. :)

fatyly, acho que tens razão. devemos cuidar-nos qb. e pelos vistos a ligação à lua também te marcou. :)

daniela pereira, acredito que não és só isso. ninguém é só gordinho ou magrinho. :)

jmdamas, eu sou por tudo. :)

B disse...

Eu concordo que os nossos modelos de beleza caíram num extremo ridículo. Acho que uma mulher bem torneadinha é infinitamente mais bonita, feminina e sensual do que uma magra... Eu sempre fui magra e fiz de tudo para ganhar peso. Fui ao nutricionista mas foi o ginásio que me fez bem! =)

Cármen disse...

A saúde, acima de tudo. E não se é saudável quando se é gordo, nem quando se é magro, nem quando se é musculado devido a esteróides. Comer bem e fazer exercício é bom - não porque possam dar um corpo sexualmente atraente, mas verdadeiramente belo, no sentido do que é bom. Esta é uma das minhas máximas.

bagaco amarelo disse...

b, sim, o ginásio é uma forma de resolver isso. e fizeste bem. :)

cármen, concordo. :)

Rana disse...

Também, mas não só. Depende de um conjunto de fatores básicos, tais como: Visual limpo e cuidado (roupa e calçado sempre limpo, cabelo tratado, barba aparada, unhas cortadas e limpas);
o nosso comportamento (a forma de olhar, sorrir, falar, andar, etc.)
Tudo isto marca a nossa imagem.

Anónimo disse...

Um corpo saudável é sempre um corpo bonito. Há pessoas com mais peso, outras com menos peso, mas a verdadeira beleza fisica parte da saúde.
O que é pena é esta obsessão doentia com magreza, que leva pessoas à doença e até à morte.
Ah, tenho excesso de peso, e dou me bem comigo mesmo.
EJSantos

bagaco amarelo disse...

rana, pois... embora aí já dependa de quem vê. :)

ejsantos, caramba! eu também ando a ganhar peso... e não devia. :)

Anónimo disse...

Cabe ressaltar as diferenças entre o padrão de beleza que os homens esperam de uma mulher e o padrão que a sociedade e a indústria da moda expõem. Mulher magra ou musculosa não está com nada, e viva as gordinhas!
Muitas mulheres olham, por exemplo, mulheres lindas como as mulheres frutas (não que eu concorde com a exorbitante exploração de seus corpos, mas admito a beleza dos mesmos) como a mulher melancia e, não entendendo a visão masculina de beleza dizem que são feias e gordas. Entretanto, mulheres que para os homens seriam consideradas bonitas, mas não atraentes, como a Gisele Bunchen (um amontoado de ossos na minha opinião)são tidas como lindas e ideais de beleza a ser seguido. Quem sofre com isso? 1º - Os homens, que perdem as suas belas gordinhas, e se conseguem uma tem que conviver com frases do tipo "preciso fazer uma dieta", "toh mto gorda". Cadê os pneuzinhos, a barriguinha "saliente", as covinhas nas costas e nas bochechas, os braõs volumosos, os seios naturalmente fartos e as belas bundas e coxas? Onde foram parar? Em 1969?
2º - As próprias mulheres, que perseguem um ideal de beleza inalcansável, e que, na verdade, tornam-se menos atraentes na visaõ masculina.

Cabe então a você, mulher, fazer sua escolha, que ter os homens aos seus pés ou estar na moda? Agradar seu maridão ou suas amigas?

Toh postando no modo anônimo pq se minha mulher ver isso eh capaz d achar q eu toh chamando ela d gorda (o q nem sempre eh um insulto).

bagaco amarelo disse...

anónimo, lol. :)