3.25.2009

conversa 1196

Ela - Ando mesmo tesa. Paga-me tu o café...
Eu - E quem te disse que eu não ando?
Ela - Eu não tenho onde cair morta, actualmente.
Eu - Bem, onde cair morto ainda tenho. Se eu morrer de certeza que caio num sítio qualquer. E tu também... onde cair morta ainda tens...
Ela - Nunca te ensinaram que há alturas em que não deves dizer piadas?

12 comentários:

calamity disse...

:( deixa lá Bagaço, também me dizem isso, a espaços...

Fabulosa disse...

isso quer dizer que quem pagou foste tu? =)

Anónimo disse...

O que nao se tem e onde ficar morta isso sim custa dinheiro.
Ja sabes quem so a anonima Catarina.

subtilezas disse...

ahah. anda tudo. deve ser do fevereiro q é curto e a gente pensa q depois o q vem a seguir é igual. mas n é. se não receber mais logo vou à sopa dos pobres. ahah

L u i s P e s t a n a disse...

Como vão as vendas do livro?

Estás satisfeito?

Olga disse...

Tristezas não pagam dívidas! ;)

Lizard King disse...

Infelizmente parece mal geral :(

Já hoje disse uma frase igual...o que me custou imenso e levou a pensar que a minha relação com o dinheiro é caótica e continuada apesar das várias tentativas (consecutivamente falhadas) de reduzir gastos :(

bagaco amarelo disse...

calamity, formamos um clube... :)

fabulosa, sim... :)

anónima Catarina, custa dinheiro aos vivos. :)

subtilezas, massinha com tomate, ervilhas e ovos escalfados.... é barato e rende. :)

pestana, se a Ulisseia se dignar a dizer-me alguma coisa já fico todo contente. :)

olga, bem verdade. :)

lizard king, eu estou mais ou menos como tu. quanto mais reduzo gastos, mais gasto. :)

calamity disse...

sem quotas...tou nas lonas :D

bagaco amarelo disse...

calamity, lol... pago-te eu o café. :)

pieces of me (Luna) disse...

Pois, mas essa não é uma dessas alturas..lol

bagaco amarelo disse...

pieces of me (Luna), :)