11.20.2012

música

Às vezes passo música em minha casa para mim mesmo. Sento-me no sofá, ligo dois leitores de cd's à mesa de mistura e esta à minha amplificação doméstica. Normalmente acompanho este hobby com uma garrafa de vinho ou algumas cervejas.
Uma vez uma amiga minha apareceu em minha casa sem avisar, estava eu com todos os meus cd's espalhados à minha volta e a passar música para mim mesmo. Ela ficou surpreendida e perguntou-me se eu estava maluco.

- Talvez esteja mas, como gosto desta maluquice, não abdico dela! - respondi.

Nessa altura eu costumava passar música em alguns bares de Aveiro, normalmente o Clandestino Bar ou o Mercado Negro, mas uma vez por outra também no Riff. Nunca fui músico e nunca tive jeito nenhum para a música, para ser sincero. Apenas adoro ouvir. Por isso é que me faz impressão a forma como a maior parte das pessoas ouve música, ou seja, como um apêndice de outra actividade qualquer. Enquanto se lava a loiça, se conduz um automóvel ou se lê uma revista, por exemplo. É muito raro ver alguém que dedica parte do seu tempo apenas para ouvir música. Mais nada. É isso que eu gosto de fazer e é por isso que passo música para mim mesmo.
Nessa noite expliquei isto mesmo a essa amiga minha. Ela foi à cozinha buscar um copo e dividimos o vinho que bebíamos e a música que eu passava. Estivemos a noite quase toda nisto, com ela em silêncio a folhear as capas de alguns cd's que eu ia passando. Nunca lho disse, mas foi das melhores noites que tive na minha vida. Tanto, que nunca mais a esqueci.
A música é um pouco como o Amor. É para ser dividida por dois, mas em exclusivo e sem actividades paralelas. Hoje lembrei-me dela. Como infelizmente já não está entre nós, nunca lhe vou poder dizer que essa foi uma noite especial. Devia ter dito na altura. De qualquer maneira sinto uma necessidade enorme de passar os meus cd's. Vou fazê-lo no Clandestino, a partir das 22:30, tanto para mim como para quem lá quiser passar. É uma necessidade. Mais nada.

17 comentários:

Alexandra disse...

Esteja ela onde estiver, ela ouviu o teu pensamento e sorriu!

Purple Ice Cream disse...

Se tentasse não ia conseguir descrever melhor o que a música significa para mim :)

Bagaço Amarelo disse...

Alexandra, quem me dera não ser tão racionalista. :)

Purple Ice Cream, obrigado. :)

aNaMartins disse...

:D há loucuras saudáveis! se és feliz assim, continua a sê-lo! Se tivesse para os lados de Aveiro, passaria por lá!

beijinho

dropsofmagic disse...

O Mercado Negro não é bem o meu "tipo de sítio", se é que posso dizê-lo, mas sempre que fui lá com amigos encontrei pessoas a passar boa música.

Não tem nada a ver com o que dizes no post, mas lembrei-me quando referiste o MN. Oh, well...

Fatyly disse...

Memórias que ficam e que nos dão prazer em recordar.

Se eu estivesse mais perto iria sim senhor e de X em X tempo faria um peditório (não gosto deste termo mas não me ocorre outro) gostou? então colabore sfv:) e assim terias mais uns euros...lol

Força campeão a vida está mesmo bera por sermos comandados por **** mas vai passar!!!!

Bagaço Amarelo disse...

aNaMartins. obrigado. beijinho. :)

dropsofmagic, eu não passo a mesma música que o mais habitual no MN, se é que é possível falar nisto assim. :)

fatyly, duma forma ou de outra vai passar, sim. :)

Pipoca Mais Picante disse...

Nunca deixar nada por dizer... Mas , por vezes, resta-nos o consolo de que os outros sabem, ainda que só pelo olhar.

Bagaço Amarelo disse...

pipoca mais picante, é isso mesmo. :)

Malena disse...

Espero que sim... que ela oiça!

:)

Bagaço Amarelo disse...

malena, eu não espero, sinceramente, mas gostava. :)

Anónimo disse...

Gostei.
Para mim, a musica também é um vicio. Mas, ao contrário de ti, consigo ouvi-la em quase todas as situações: comoo actividade paralela ou como actividade exclusiva.
Mas importa? Desde que nos faça bem, está tudo bem.
EJSantos

PS: é sempre triste quando um amigo parte...

Bagaço Amarelo disse...

ejsantos, chega-se a uma idade em que já partiram alguns... e sim, desde que nos faça bem, cada um que ouça como quiser. :)

Onona-topeia disse...

Só li hoje, gostava mesmo de ter ido...porque gosto do blog, do clandestino e de música, a toda a hora e em qualquer situação....

Avisa com mais antecedência para a próxima vez, certo? ;)

Bagaço Amarelo disse...

Onona-topeia, eu próprio só decidi ir ontem... para a próxima vou tentar marcar com mais antecedência, sim. :)

Quase nos "entas" disse...

não podemos voltar atrás no tempo....e fica sempre algo por dizer...algum dia....em alguma situação...
bom som....e aposto que ela...já te "ouviu" :)
beijinho grande

Bagaço Amarelo disse...

quase nos "entas", pois é... :)