11.09.2012

coisas que fascinam (155)

falta de ar

Estou parado numa estação qualquer entre Aveiro e Lisboa Santa Apolónia. Sempre que viajo de avião cedo facilmente o lugar à janela. Tirando a primeira vez que voei, ainda era bastante novo, nunca tive grande necessidade de ir a olhar para as nuvens lá fora. Já quando ando de comboio, adoro ir a ver as casas e principalmente as pessoas lá fora.
Alguns pingos de chuva, poucos, riscaram o vidro numa diagonal provocada pela velocidade da composição. Por trás deles surgem abraços e beijos entre os passageiros que acabaram de sair e aqueles que os esperavam. Acho piada. Imagino duas equipas de râguebi a correrem uma contra a outra para acabarem aos abraços e beijos. Afinal de contas, foi mais ou menos isso que aconteceu.
Depois as pessoas separam-se novamente e caminham, normalmente em grupos de dois, para o seu destino. Vejo muitas mãos dadas e ainda mais sorrisos. Sobra um abraço que ainda não se desfez. Um homem careca, de camisola vermelha, e uma mulher morena um pouco mais alta do que ele. Já tive daqueles abraços. São tão bons.
São os abraços de quem sabe que Ama e que é Amado, mas para cujo Amor o que se sabe não chega. Não é suficiente. Precisa-se do toque da mesma forma que se precisa de respirar. Por isso mesmo é que aquele abraço ainda não se desfez. É um abraço de que estava com falta de ar. 

11 comentários:

Eva Maria disse...

Eu dou abraços desses à minha mãe. Têm sempre falta de ar...

Bagaço Amarelo disse...

eva maria, :)

Mikas disse...

Os abraços são mesmo muito importantes, transmitem amor, amizade, força, dependendo das situações. Um estudo feito aponta que os bebés se não recebem abraços podem mesmo morrer.

Eli disse...

Imagina só que dava:

http://escreverumlivro.blogspot.pt/2012/11/jantar-de-natal-de-blogueiros-em-lisboa.html

Bagaço Amarelo disse...

mikas, concordo. :)

eli, se não tiver política, talvez até dê. :)

Malena disse...

Abraços de sentir o coração do outro a bater no nosso peito! :) Uma delícia! :)

Bagaço Amarelo disse...

malena, :)

Mam'Zelle Moustache disse...

Ui... também gosto desses abraços, vê-los, recebê-los e dá-los. Mas, nos últimos tempos, tenho essencialmente visto os ditos... :)

Bagaço Amarelo disse...

Mam'Zelle Moustache, para os dar não é preciso ter nenhum armazenado. :)

Fatyly disse...

Maravilhoso!

Bagaço Amarelo disse...

fatyly, obrigado. :)