11.20.2012

conversa 1959

(na casa dela)

Eu - Ena! Tens este vinil?! Não acredito!
Ela - Não acreditas, porquê?
Eu - Este disco é raríssimo. "10000 anos depois entre Vénus e Marte", do José Cid... espectacular. Consegues vender isto por uns cem euros...
Ela - Não é meu, é do meu ex-marido e ele está farto de mo pedir.
Eu - Ah! Então e não lho dás? Se eu fosse o teu ex-marido já tinha cá vindo buscá-lo.
Ela - Eu até dava, mas estou com medo.
Eu - Medo de quê?
Ela - Há uns tempos precisava duma base para a mesa, para pousar a panela quente do jantar, e usei esse disco. Ficou um bocado estragado...
Eu - Fizeste o quê?!?!?!?!
Ela - Eu sabia lá... um disco do José Cid... pensei que fosse mais uma porcaria dessas que ele se esqueceu cá em casa quando se foi embora.
Eu - Fizeste o quê?!?!?!?!
Ela - Estás a ver? É dessa reacção que eu tenho medo...

22 comentários:

Carla - Arte e Manha disse...

Sacrilégio!!

Um disco tão bom. Um verdadeiro marco no rock progressivo mundial!
Ouvi dizer que o disco vale muito mais do que isso.

Sacrilégio!!

Sérgio disse...

Esta conversa é inventada não é? É que custa-me a acreditar que alguém faria uma coisa dessas.

redonda disse...

:)

Teya disse...

Ahahaha lindo!

Teya disse...

Ahahaha lindo!!

Brenda disse...

Obrigada por tantas vezes que me fazes sorrir...

Tenho que reconhecer que às vezes vejo espelhado, nestas pequenas histórias ou diálogos, o quanto estranhas nós mulheres somos.

M disse...

pois... :)

Bagaço Amarelo disse...

carla - arte e manha, há mercados onde vale mais, sim. o Japão, por exemplo. :)

sérgio, a mim também me custa. :)

redonda, :)

teya, :)

Brenda, eu é que agradeço a tua presença. é importante para mim. :)

M, :)

AC disse...

Fizeste-me rir... este é sem dúvida um gesto tipicamente feminino. Nós mulheres somos assim o que é antigo é velho e sem valor...

Pedro Faria disse...

Rapaz

Desculpa a franqueza mas... sem prejuízo de vidas humanas ou outro tipo de danos que não à toalha e à mesa pelas quais o disco se sacrificou, devia ter ardido tudinho... reduzido a cinzas!!
Olho por olho, dente por dente!
Que era para aprender! =P

Quase nos "entas" disse...

ahahhahahahhah....
foi "sem querer"....aposto ;)
bjos

Bagaço Amarelo disse...

ac, e eu que colecciono coisas velhas. :)

pedro faria, lol. :)

quase nos "entas", claro que foi. :)

Helena disse...

:)

Helena disse...

:)

Fatyly disse...

Gargalhadas:):):):):):)

Bagaço Amarelo disse...

Helena, :)

fatyly, :)

Carmo disse...

:DDD

Não consigo parar de rir.

Tb não podemos saber tudo sobre o José Cid, não é e à falta de bases para a mesa...

O melhor mesmo é ele nunca saber o que aconteceu, até eu estou a ficar com comichões nervosas.

:)

Bagaço Amarelo disse...

carmo, eu também ganhei comichões. :)

aNaMartins disse...

talvez cá em casa o dito tivesse a mesma utilidade! nós mulheres somos muito práticas, arranjamos solução para tudo.

Bagaço Amarelo disse...

anamartins, isso é mesmo assustador. :)

Anita Garcia disse...

Eu até poderia fazer o mesmo, mas retirava o disco de dentro da capa... Acho que conseguia ter o raciocínio de que o calor acabaria por chegar ao plástico... digo eu...
Mas, por uma questão de decoração, escolhia uma capa que jogasse bem com os tons da toalha :D eheheh

Bagaço Amarelo disse...

anita garcia, a capa também faz parte do objecto. :)