3.23.2010

conversa 1464

Ela - Será pedir muito que um marido não seja também um filho?
Eu - O quê?
Ela - Aturar o meu marido é o mesmo que aturar uma criança, às vezes.
Eu - Porquê?
Ela - Acreditas que no último sábado me telefonou às seis da manhã para ir buscá-lo à discoteca?
Eu - E tu foste?
Ela - fui... com má cara mas fui.
Eu - Bem... se ele é uma espécie de filho mimado, tu és uma espécie de mãe galinha.
Ela - Não te perguntei nada.

23 comentários:

GiGi disse...

Ahahahahahahah :-D

Depois não quer tomar supapo da mulherada!!! Eheheh

Cassandra disse...

Só me consigo lembrar da história do ovo e da galinha. Antes de serem homens, foram educados por alguma mulher... Esta dependência a que as mulheres habituam os homens é sinónimo da sua insegurança no que toca aos afectos. Um ser absolutamente independente tem menos amarras. Apenas aquelas que quer.
Um ser absolutamente independente chama um táxi.

bagaco amarelo disse...

gigi, lol. :)

cassandra, tens alguma razão, sim... embora eu chamasse um táxi ou fosse a pé. :)

Bichana disse...

Eu nem acredito que isto seja verdade... o marmanjo telefona à mulher para o ir buscar à discoteca? e ele vai?? Está tudo louco...

GiGi disse...

Um ser pode ser independente e ao mesmo tempo acomodado (ou folgado, como se costuma chamar aqui) :-)

Gasosa disse...

Pois realmente também acho que a culpa seria dela, se ela não o tivesse habituado a este tipo de coisas, nem lhe passaria pela cabeça ligar a essa hora e por esse motivo...enfim...

Anónimo disse...

hummmmmm, estou aqui a pensar, que faria eu, se o meu marido tivesse o desplante de ir para a discoteca sem mim, e a pouca vergonha de me ligar para ir busca lo...
ui,ui,ui :)
Beijo x
P.S.

Boxexas disse...

Ahahahahh!!
Verdades inconvinientes é o que é!

Olga disse...

No fundo acho que ela gosta. :)

VDinis disse...

Esse senhor ainda não ouviu falar de um táxi?! Grande lata! Isto nem é uma questão de "sexo forte"!

Manuel disse...

Eu quero uma mulher assim.
As mulheres que eu conheço...mandavam-me construir uma barraca e esperar até me passar a bebedeira.

Gajo sortudo!

Amaterasu disse...

eu iria a pé.. para arejar os animos e recuperar a consciencia..

Pintas disse...

bem....eu defendo que as pessoas têm k ter responsabilidade e assumir tudo aquilo que fazem, digamos que a essa hora não é mt apropriado, mas paciência.....

eu tb vou buscar/ levar mt vezes o meu namorado, sempre que precisa ou me pede....mas faço-o porque gosto e pk ele merece :)

bagaco amarelo disse...

bichana, lol. :)

gigi, ou mimado mesmo. :)

gasosa, yep. :)

anónima, o desplante de ir buscá-lo porque ele está com os copos... lol. :)

boxexas, exacto. :)

olga, muito mas mesmo muito no fundo. :)

vdinis, concordo... é uma questão de mimadice. :)

manuel, lol... olha que não há muitas. :)

amaterasu, eu também faço muito isso: ir a pé: :)

pintas, pronto. :)

Celeste disse...

sem comentários!

Malena disse...

É tansa, essa mulher! E aí não há taxis? ;-))

bagaco amarelo disse...

celeste, lol. :)

malena, na discoteca em questão até há comboios. :)

Fatyly disse...

Madona miaaaaaaaa

bagaco amarelo disse...

fatyly, :)

Joshua disse...

Eu estou ao contrário: o meu marido insiste em ir buscar-me às 6 da manhã à discoteca mas eu não deixo. Tenho dias em que parece que vivo com o meu pai ou pior parece que vivo com a minha mãe...
:))

bagaco amarelo disse...

joshua, sortudo, o teu marido. :)

Anónimo disse...

Querido bagaco,
Depois de pensar um pouco sobre esta situacão, devo dizer te que a minha atitude iria depender em muito das circunstancias...
Beijo x
P.S.

bagaco amarelo disse...

anónima, boa... uma atitude ponderada. :)