4.01.2011

conversa 1751

Ela - Às vezes apetece-me chegar ao pé do meu marido e perguntar-lhe directamente: "Ouve lá, tu ainda me amas depois destes anos todos?".
Eu - Tens dúvidas que ele te ame?
Ela - Sinceramente tenho. Achas normal, numa gaja como eu que tem a mania que é segura?
Eu - Se calhar é só mania.
Ela - Se calhar.
Eu - Não te sei dizer, mas às vezes acho que a dúvida é um dos alicerces do Amor, não te sei explicar bem porquê.
Ela - Talvez porque nessa dúvida resida algum encanto...
Eu - Talvez... ou talvez porque as certezas nos tornam imunes aos sinais de fragilidade numa relação.
Ela - Isso já te aconteceu?
Eu - Creio que já.
Ela - Então talvez não deva perguntar, que é para não saber a resposta.
Eu - Se eu fosse teu marido e me perguntasses isso, acho que te respondia que não e que só andava contigo pelo sexo. Só no gozo, claro.
Ela - Pois... mas ele nem no gozo pode responder isso.
Eu - Porquê?
Ela - Porque... porque... olha, porque há muito tempo que não se passa nada.
Eu - Ah!
Ela - De repente fizeste uma cara que até parece que descobriste alguma coisa.
Eu - Não. Não descobri nada. O que é que queres que te diga?
Ela - Talvez seja melhor não dizeres nada, de facto.

22 comentários:

Anónimo disse...

De facto...talvez o silêncio seja melhor, sim.
Ui

Helena disse...

Já sei que não posso dizer: "Talvez o melhor seja não perguntar , mesmo!", porque o comentário posterior será " Mas isso é uma forma de desistência" :)
Mas digo que as dúvidas, consomem o casamento.

bagaco amarelo disse...

anónimo, :)

helena, talvez haja vários tipos de dúvidas. :)

Salsa disse...

a tua amiga que agarre numa folha de papel e num lápis, divide a folha de papel ao meio , de um lado põem os aspectos positivos da relação do outro os aspectos negativos da mesma.
no final faça a reflexão exigida e que veja o que pesa mais.

bagaco amarelo disse...

salsa, se a aritmética resolvesse todas estas questões era tão bom... :)

Bruxinha disse...

Bem se eu tivesse de fazer a aritmética para ver o estado da relação para mim já era sinal que não ia bem...
As pequenas dúvidas são saudáveis...principalmente quando tb há certezas (não sei se me fiz entender)

bagaco amarelo disse...

bruxinha a mim sim, fizeste-te entender muito bem. :)

Isis disse...

Eu teria dito "ó miúda ...dahhhh"
:)

bagaco amarelo disse...

isis, lol. :)

Samarav disse...

adoreei, adoro diálogos

Rana disse...

Quando uma pessoa ama gosta de se sentir segura. Mas, ninguém é de ninguém,mesmo quando se ama alguém.
Bom fim de semana*

katy disse...

aparentemente as coisas não vão bem. quem sabe se ela perguntar...

Malena disse...

Ela duvida porque não há sexo... Uma relação onde não há sexo há muito tempo está doente.

:)

EJSantos disse...

"porque há muito tempo que não se passa nada."

Ena Pá. Que mau. Aquilo que nós fazemos, muitas vezes mostra o que nos vai na ALma.
Neste caso, aquilo que não fazemos...

Mesmo mau.

Close up! disse...

Sim,às vezes mais vale estarmos caladinhos...
Ainda levavas por tabela!

bagaco amarelo disse...

samarav, obrigado. :)

rana, :)

katy, sim, se calhar não tem muito a perder. :)

malena, disso não tenho dúvidas. :)

ejsantos, concordo. :)

close up! exacto. :)

Fatyly disse...

A meu ver nessa relação há a tal falta de diálogo e as "dúvidas" é sempre mau o não serem esclarecidas e nada como tentar saber e ajudar mas nunca começar pela pergunta tipo chavão/corança "ouve lá, tu ainda me amas depois destes anos todos"?! Esta terá o mesmo efeito como a tal de outro post teu " dizer a calma a alguém que está em fúria/nervosa"!

Enfim!

bagaco amarelo disse...

fatyly, :)

Carla disse...

Adorei.

Parabéns

Serenos sorrisos

bagaco amarelo disse...

carla, obrigado. :)

memyselfandi disse...

As duvidas são do caraças, às vezes... não é fácil viver sempre com elas... (digo eu, vá) =)

bagaco amarelo disse...

memyselfandi, não é fácil... e ao mesmo tempo é necessário. :)