4.17.2011

coisas que fascinam (123)

Os meus pais fizeram este fim de semana 50 anos de casados. Diga eu o que disser sobre Amores de cinquenta segundos, cinquenta horas ou cinquenta meses, fascinam-me mais os Amores de cinquenta anos. Escrevi-lhes este texto:

Chá de canela e gengibre

Das várias coisas que já fiz nesta vida, a última tinha sabor. Fervi água, juntei-lhe um pau de canela e um pedaço de gengibre. Depois deixei a mistura abafar durante uns vinte minutos para fazer chá. Foi a primeira vez que fiz esta infusão de sabores, que misturei da mesma forma que se mistura outra coisa qualquer: um amigo e uma cerveja, uma tarde e um livro, uma noite fria e um cobertor, um copo de vinho e algum queijo ou uma vida e alguém.

Descalcei-me sem desatar os cordões e atirei um sapato para cada lado, como se estivesse a dar um chuto em mais um dia cansativo, e sentei-me no sofá a beber da mesma maneira que aprendi a beber a vida: lentamente e em pequenos goles. Aliás, foi esta a forma que encontrei para contrariar a velocidade dos dias: bebê-los devagar.

Na verdade, mal ou bem, cheguei também à conclusão que esses dias, os nossos dias, não são mais do que as misturas e combinações que vamos fazendo. Misturamos sabores, sons, imagens, emoções, razões e também nos misturamos uns com os outros, numa decisão que acaba por se tornar das mais importantes na definição do que é a nossa tristeza e a nossa felicidade.

Foi assim, com esse pequeno e saboroso prazer a beijar-me os lábios, que me propus a escrever-vos sobre a mistura dos Vossos cinquenta anos, porque dessa mistura cinquentenária dependo eu e todas as misturas e combinações possíveis que já fiz ou ainda virei a fazer. Algumas delas amargas, outras bem doces, mas que independentemente do sabor valem sempre a pena.

Este texto é um agradecimento sincero por terem sido essenciais para que hoje, sentado neste sofá, eu esteja a experimentar mais uma dessas muitas combinações dos meus dias. Desta vez um chá de canela e gengibre. Amanhã outra coisa qualquer.

32 comentários:

CoisasDaGaja disse...

Que texto fantástico! E não sei se gostei mais do que escreveste, ou do que está lá debaixo de cada letra!

Parabéns! E parabéns pelo aniversário dos pais. :))

bagaco amarelo disse...

coisasdagaja, obrigado. :)

Lima e Tequilla disse...

50 anos não é coisa pouca. Parabéns aos pais ^^

*Mariana Rodrigues disse...

Que bonito! =)
É tão bom "beber" as tuas palavras na companhia de um bom cobertor =)

Blue Eyes disse...

Meio século de amor... uma ternura! Parabéns a eles... por terem 'misturado' as suas vidas... parabéns a ti por lhes dedicares tão belas palavras!

Ao que tu chamaste mistura eu chamo momentos... mas mistura parece-me bem... muito bem! ;)

Fatyly disse...

A simplicidade de uma vida por vezes tão complicada mas que se vai ultrapassando. Canela...a tua mãe, gengibre... o teu pai, uma mistura agri-doce, que souberam bem enfrentar as explosões e com toda a certeza que deixaram em ti "matéria prima" para que sejas um homem com H grande, "(...)que independentemente do sabor valem sempre a pena."

Parabéns rapaz e um grande xi aos teus pais e há que aprender a "fórmula" de uma união duradoura!

(os meus também iam fazer, mas o meu pai um mês antes e em apenas dez minutos, deixou o barco da vida , já lá vão treze anos)!

Helena disse...

Parabéns! Pelo aniversário de casamento, pelo Amor, pela confiança, perseverança, companheirismo...não são muitos assim. E Parabéns por terem tido um filho especial.:)

bagaco amarelo disse...

lima e tequilla, obrigado. eu já não chego lá. :)

mariana rodrigues, obrigado. :)

blue eyes, é o mesmo, neste caso. mistura e momento. obrigado. :)

fatyly, obrigado, :)

helena, obrigado. para eles, pelo menos, serei especial, sim. :)

Carla Leite disse...

começa a ser habitual eu me descalçar assim...


os teus pais criaram uma mistura muito sábia :)

bagaco amarelo disse...

carla leite, eu acho que já só me descalço assim, tenho que comprar uns sapatos sem atacadores... :)

Brisa disse...

Aquilo que deixas perceber entre as linhas é precioso. Até senti uma pontadazinha no coração. E, já agora, parabéns ao fantástico casal de 50 anos!

bagaco amarelo disse...

brisa, obrigado. :)

Candybabe disse...

Parabéns!!!!
Foste um resultado muito bom dessa relação********* dessa combinação de duas pessoas diferentes!!!
Kisses

bagaco amarelo disse...

candybabe, obrigado. :)

cristina disse...

Mais um post que me encheu o coração!
Parabéns aos teus Pais !

Cat disse...

É precioso, um filho que se lembra de escrever para os pais...

Olga disse...

Lindo. Parabéns aos teus pais. É raro encontrar casais que tenham "saboreado" 50 anos de vida e continuem a "descobrir novos aromas".
Os meus fizeram 50 o ano passado e também fiquei orgulhosa deles e do exemplo de vida que me dão todos os dias. Como não tenho vocação nenhuma para escrever fiz-lhe uma espécie de filme com fotos antigas que de vez em quando costumo ver até "gastar a fita". ;)

bagaco amarelo disse...

cristina, obrigado. :)

cat, lembrámo-nos todos... somos quatro. :)

olga, obrigado. e foi uma boa ideia, essa do filme com fotos. :)

Gabs disse...

Muito bonito! :) Uma óptima homenagem!

Rufina disse...

Os meus pais fizeram 51 anos de casados em Março. Nunca acreditei muito nas relações a longo prazo e mesmo com a dos meus pais cheguei a questionar-me, não que eles se dessem mal, isso não. Eram umas dúvidas parvas que eu tinha. Mas Quando, no ano passado o meu pai adoeceu e esteve um tempo no hospital, foi ai que percebi que sim, existem relações ( e fortes) a prazo. Aquele casal, a quem devo a minha existência, não sabe viver a vida um sem o outro. Cada reencontro no hospital fazia-me lembrar o inicio de namoro nos jovens casais. Não sei se é raro, se sou eu que tinha a mania de pensar que era raro, mas acontece.
Palavra que fiquei com inveja, também já não vou a tempo. mas é bonito. Muito bonito.
Carla

bagaco amarelo disse...

gabs, obrigado. :)

rufina, é mesmo isso, sim. não saber viver um sem o outro. :)

Helena disse...

Deixa-me acrescentar que és especial para eles, para a tua filha, para a Raquel, para os teus amigos e amigas e também para nós que nos delicias e nos colocas a pensar na simplicidade da vida e do amor que se complica tanto. :)

MariahR disse...

Aqui vim parar sem saber ao que vinha...e desta vez a coisa saíu-me bem...soube-me bem :)
...a mim, que sou sim, de misturas, mas nunca em golinhos e antes em golões (às vezes também galões...).
Sei lá...parabéns aos pais e ao filho pela oferta aos pais.

bagaco amarelo disse...

helena, obrigado. :)

MariahR, obrigado. :)

Isis disse...

Gosto muito da forma como escreves. Parabéns aos teus pais.

bagaco amarelo disse...

isis, obrigado. :)

beijo de mulata disse...

Parabéns! A todos...

(um) beijo de mulata

bagaco amarelo disse...

beijo de mulata, obrigado. :)

memyselfandi disse...

Este teu texto, este teu gesto também são uma combinação que vale a pena. =)

bagaco amarelo disse...

memyselfandi, obrigado. :)

Briseis disse...

Invejo-te tanto...mas de inveja boa, não a obscura. =) Os meus pais chegaram aos 23 anos casados e, quando se divorciaram, já foi tarde. Por isso, invejo essa solidez.

bagaco amarelo disse...

briseis, até eu. :)