12.20.2010

salvem as baleias


A PeTA (People for the Ethical Treatment of Animals) lançou em 2005 uma campanha para que as pessoas se tornassem vegetarianas, ou seja, se comesse menos animais. "Salvem as baleias", dizia um cartaz exibindo parcialmente uma mulher gorda de biquíni. A campanha tentava assim convencer que a carne engorda e que quem engorda se passa a parecer com uma baleia.
Não é fácil ser gordo, mas é ainda menos fácil ser uma mulher gorda. Acho muito bem que se adopte uma política para ajudar as pessoas a ter uma vida mais saudável e sei que isso passa também por ter um peso adequado. O que não percebo é como é que uma associação tão empenhada em defender animais, seja ao mesmo tempo tão facilmente agressiva para com pessoas.

18 comentários:

Celeste disse...

aparentemente dão uma no cravo outra na ferradura! Olha eu também não percebo!

Ana, Dona do Café disse...

Concordo.
Ainda por cima quem é realmente gordo não me parece que seja por se alimentar vorazmente de carne mas, sim por outras asneiras que pode cometer, (já para não falar na genética da coisa, ou por qualquer doença...).
Acho um anúncio mais ofensivo do que 'aceitável-rebelde para chamar a atenção'.
por causa disso, lembrei-me disto que tinha recebido por email e acho que fica engraçado pra rematar:
"Há tempo, numa cidade de França, um cartaz, com uma jovem espectacular na montra de um ginásio, dizia : "ESTE VERÃO, QUERES SER SEREIA OU BALEIA?"

Dizem que uma mulher jovem-madura, cujas características físicas não interessam, respondeu à pergunta publicitária nestes termos :
"Estimados Senhores :
As baleias estão sempre rodeadas de amigos (golfinhos, leões-marinhos, humanos curiosos). Têm uma vida sexual muito activa, engravidam e têm baleiazinhas ternurentas, que amamentam. Divertem-se à brava com os golfinhos, enchendo a barriga de camarões. Brincam e nadam, sulcando os mares, conhecendo lugares tão maravilhosos como a Patagónia, o mar de Barens ou os recifes de coral da Polinésia.
As baleias cantam muito bem e até gravam CD's. São impressionantes e praticamente não têm outros predadores além dos humanos. São queridas, defendidas e admiradas por quase toda a gente.
As sereias não existem. E, se existissem, fariam fila nas consultas dos psicanalistas, porque teriam um grave problema de personalidade, "mulher ou peixe ?"
Não teriam vida sexual, porque matam os homens que delas se aproximam, além disso, por onde a teriam ? Por isso, também não teriam filhos. São bonitas, é verdade, mas solitárias e tristes. Além disso, quem quereria aproximar-se de uma rapariga que cheira a peixaria ?

Para mim está claro : QUERO SER BALEIA !
P.S. : Nesta época em que os meios de comunicação nos metem na cabeça a ideia de que apenas as magras são bonitas, prefiro desfrutar de um gelado com os meus filhos, de um bom jantar com um homem que me faça vibrar, de um café e bolos com os meus amigos.
Com o tempo ganhamos peso, porque ao acumular tanta informação na cabeça, quando já não cabe, espalha-se pelo resto do corpo - por isso não estamos gordas, somos tremendamente cultas. A partir de hoje, quando vir o meu rabo no espelhos, pensarei : Meu Deus, que inteligente eu sou ...""

:) Amen to that! :D
A*

Miss disse...

É mais fácil gostar de animais do que pessoas!

Lilith disse...

Acho que a tamanha crueldade com que os membros da PETA se confrontam todos os dias é mais do que suficiente para os fazer gostar cada vez menos de pessoas. I know I do.

André C. disse...

Sim é verdade, embora apoie a PeTA, não deixo de ficar de pé atrás com algumas das campanhas lançadas. Não sei até que ponto não estão a sacrificar a mensagem original em prol de maior audiência. E como vegetariano que sou, sei que isso geralmente tem o efeito contrário nas pessoas, manchando por sua vez outras campanhas feitas de forma correcta, aumentando o estigma e o preconceito em relação ao vegetarianismo. Penso que deviam reformular as regras ou ter aulas de markting com um professor diferente.

TM disse...

Algo me diz que esta campanha publicitária não teve muito sucesso...

bagaco amarelo disse...

celeste, exacto. aliás, nós também somos animais. :)

ana dona do café, obrigado. gostei de ler. :)

miss, eu discordo. :)

lilith, acho que os gajos da peta generalizam dessa forma, e por isso se vingam nos gordos, são pouco inteligentes. :)

andréc, exacto. :)

tm, acho que não... até como mensagem é fracota. :)

Marilisa Mesquita disse...

quanto mais conheço as pessoas, mais gosto de animais. além do mais, como seres superiores e inteligentes, não é suposto sermos nós a defender aqueles que nada ou pouco podem fazer pela sua sobrevivência? cá para mim somos dos piores bichos que existem.

Anónimo disse...

Uma vez li um artigo que falava das consequências se toda a gente passasse a ser vegetariana, era assim uma espécie de teoria como a do Saramago nas "Intermitências da Morte".
Era bastante interessante e embora fosse escrita de uma forma um pouco extremista deixava-nos a pensar...
Eu cá continuo a apreciar um belo bife :) além disso as bananas, por exemplo, tem calorias cumó caraças, principalmente sob a forma de banana split :P
CR

Rima disse...

Eh eh!! Vá lá que eu já sou vegetariana... :)

Fatyly disse...

Que pobreza de espírito!

bagaco amarelo disse...

marilisa mesquita, eu gosto de pessoas. :)

cr, o problema da carne vermelha é ser, hoje em dia, uma espécie de farinha misturada com hormonas de crescimento... :)

rima, acho que fazes bem em sê-lo. eu não sou mas tento aproximar-me o mais possível. :)

fatyly, exacto. :)

Laetitia disse...

Bem difícil mesmo ser uma mulher gorda: todos ficam o tempo todo apontando suas gorduras, como se você se resumisse a elas! Coisa ridícula esta campanha.

bagaco amarelo disse...

laetitia, exactamente. neste momento os obesos são uma espécie de criminosos. :)

Jacek disse...

Tendo tido um papel activo nesta area, compreendo que e' possivel em certas alturas fraquejar com a chuva de argumentos basicos para se defender um estilo de vida que, por seter tonado vulgar, se considera normal. Sendo tao reduzida a quantidade de pessoas que se dispoem a sair da sua zona de conforto em termos de principios, e' incrivel como cegamente defendem o que para eles e' "normal".

Nestas alturas, a unica coisa que apetece fazer, nao sendo talvez o mais eficiente, e' lancar uma mensagem que ataque o problema por um outro lado...

bagaco amarelo disse...

jacek, concordo contigo. é um determinismo cego, como se a nossa normalidade fosse uma verdade universal. :)

Alexandra disse...

Acho que já foi tudo dito, mas gostava de salientar que numa altura em que cada vez mais jovens (e menos-jovens) sofrem de distúrbios alimentares como a bulimia e a anorexia, e que somos bombardeados non-stop com a imagem perfeita à qual deveríamos corresponder, este tipo de campanhas também têm um impacto negativo a esse nível. E esse problema deveria ser encarado tão seriamente em termos de saúde pública como a obesidade.

bagaco amarelo disse...

alexandra, exacto. :)