12.10.2010

à espera duma puta chamada Gaivota

Tenho consciência absoluta que isto é um exercício de pura masturbação intelectual e que porventura não interessará a quase ninguém. É uma pequena brochura com poesia dedicada a uma puta chamada Gaivota que fiz há bocado a partir duns versos escritos em 2006 (acho eu). Eu escrevi-os porque sim. Quem quiser pode baixá-los aqui. Porque sim também e com o meu agradecimento.

14 comentários:

Susana disse...

fiz o download e em poucos instantes li os poemas. naturalmente, tenho os meus favoritos, mas sou obrigada a dar-lhe os parabéns. gostei imenso!

Eli disse...

E eu pergunto agora:

Lês alguma coisa do que eu escrevo?

(Satisfaz-me esta curiosidade, sff)

:)

bagaco amarelo disse...

susana, obrigado. :)

eli, vou ler agora (adicionei-o ali à lista de links onde clico quando posso. :)

Lisa P. disse...

Li em oblíqua. Porque faço parte do quase ninguém. Porque sim.

bagaco amarelo disse...

lisa P, obrigado. :)

Anónimo disse...

Adorei o teu devaneio.
Beijo x
P.S.

bagaco amarelo disse...

anónima, obrigado. por acaso acertaste no 'devaneio'. :)

redonda disse...

Fui ler, mas não sou de poesia e gosto é de prosa
(normalmente quando leio poemas fico um bocado perdida a pensar no que é que li, o que devo pensar ou sentir e quase sempre fujo então para a prosa, ainda que prosa poética e do que escreves em prosa gosto muito)

bagaco amarelo disse...

redonda, sou mais ou menos como tu. com excepção de um ou outro poeta, principalmente Neruda, opto mais pela prosa. se bem que isso se deva também a alguma ignorância da minha parte. :)

Malena disse...

Mas tu tens que escrever sempre bem?? :))) Muito bonito o desconsolo desconcertado da Gaivota! :)

bagaco amarelo disse...

malena, obrigado por me perceberes. a sério... :)

Fatyly disse...

Li e gostei...como sempre! Parabéns!

bagaco amarelo disse...

fatyly, obrigado. :)

memyselfandi disse...

Pronto. Se tivesse botão tinha clicado no "gosto".