12.03.2010

Não compreendo os homens

Não gostei muito da pontuação do teste. Não gosto de notas medianas e eu tinha-me esforçado (foi quase uma manhã de trabalho roubada ao chefe para responder àquilo tudo). Restava-me uma saída airosa, demonstrando o meu (falso) desinteresse:

Assunto: Não compreendo os homens

Olá Ivar,

Sim, tens razão, isto não está famoso. E eu que tinha tantas esperanças... Acho que vou tentar o Tarzan Boy, então. Só um esclarecimento quanto aos sacos de plástico: quando vou ao supermercado e não levo sacos dos meus, insisto com as meninas que cabe tudo em metade dos sacos que elas querem. E não é para poupar o dinheiro do Belmiro de Azevedo ou do Jerónimo Martins. Mais um pontinho?

Sim, sou de Aveiro. Não sei se alguma vez nos cruzámos, de qualquer modo tenho péssima memória para caras e nomes. Saí de Aveiro em 1990 para ir estudar para Évora e de lá vim directo para o Porto, para trabalhar, em 1995. Estou por cá desde então.

Fui parar ao teu blog por acaso (como sempre acontece, não é?) e achei piada ao nome. Vocês não compreendem as mulheres, as mulheres não vos compreendem... Acho que isso faz parte do desafio. E, vê tu, calharam-me dois filhos homens que eu nunca vou compreender. Posso até perceber o significado de cada palavra do que eles dizem, mas nunca vou atingir o sentido da frase. Por isso tenho uma gata. Sempre é mais uma fêmea para equilibrar a minha casa.

E tu podes não conseguir rir de nada, mas fizeste-me rir a mim. Só por isso já valeu a pena. Obrigado.

Raquel


Assim, sem beijinhos no final da mensagem, sem fios soltos. Se a história ficasse por ali, já tinha sido um tempo bem passado.

10 comentários:

Eli disse...

Uma excelente resposta, que revela uma grande mulher :D Mostras-te vertente brincalhona e depois vertente séria ;)

Blue Eyes disse...

Dá-lhe Raquel!!!

aloucura disse...

huuummm...

Maria disse...

5*****

Beijo aos dois

Janine Bettencourt disse...

Assim é que é!
Sair com classe :)
Normalmente, só os atiça mais!

RPM disse...

Eli, eu estava era a querer sair de fininho, com o rabo entre as pernas, mas ele não me deixou... já conto o resto. :-)

Blue Eyes, ;-))

aloucura, :-)

Maria, acho que já sabes mais ou menos esta história... ;-))

Janine Bettencourt, tens razão, sim. Acho que foi isso que aconteceu. :-)

Pearl disse...

Sou leitora assídua do Bagaço, e confesso que fiquei desconfiada quando deixou o blog nas tuas mãos, mas escreves igualmente bem, e apesar de normalmente não ter paciência para ler posts longos, prendeste a minha atenção... Ao ponto de terem passado 33 minutos da minha hora de saída e ainda continuar no escritório!
Gostei, obrigada!!
;o)))***

RPM disse...

Pearl, escrevo igualmente bem? Uau! Isso é o melhor elogio que me podiam fazer! Quem me dera! Se estivesses aqui dava-te um beijinho!. ;-))

Fatyly disse...

Parabéns Raquel porque de facto escreves tão bem como ele e neste mostras muita sensibilidade mas sobretudo que tens os pés bem assentes na terra.

Em vez de 2 pontos, dou-te 200:)

RPM disse...

Fatyly, assim coro! Obrigado. Fico honrada com as tuas palavras. :-)