12.28.2010

e ela disse que não...

Não há homem nenhum que já não tenha, pelo menos uma vez na vida, feito figura de pateta em frente à mulher que ama. Eu, no que me diz respeito, já lhe perdi a conta. Também é verdade que há mulheres a quem, se tentarmos ler o olhar, pensamos sempre que que nos estão a chamar patetas.
Um belga, ou ainda pior, um adepto de futebol belga, pediu a namorada em casamento a meio duma partida e perante o público presente no estádio. E ela disse que não... Epá, eu também dizia...

31 comentários:

Vera disse...

Num jogo de futebol? Pfff.... isto sim, é coisa de quem não compreende as mulheres...

S* disse...

Ai que horror... coitado. :P

bagaco amarelo disse...

vera, exacto, lol. :)

s*, coitada... diria eu. :)

Liana Andra Marques disse...

Ainda assim gostava de perceber o que ele está para lá a balbuciar!

bagaco amarelo disse...

liana, http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/rejeita-pedido-de-casamento-em-pleno-relvado :)

Quadrada disse...

vocês acham mesmo que ela é que é a coitada? eu tive pena foi do rapaz, ele quis fazer-lhe uma surpresa...ela foi um bocado estúpida, a meu ver...eu, pessoalmente, preferia ser pedida em casamento em particular lol não gosto muito destas manifestações de afecto assim tão públicas, mas numa situação dessas não diria que não...passou um pouco por envergonhar o rapaz e fazer figura de idiota, porque pareceu-me que a certa altura ela estava a ralhar com ele ou coisa do género...acho que foi um pouco mau, coitado :S

Me,myself & I! disse...

Não percebo nada!
Podias ter colocado legendas!!
:P

redonda disse...

Eu preferiria outro sítio, mas se fosse the right one diria que sim :)

bagaco amarelo disse...

quadrada, eu, para começar, acho que fazer um pedido destes em frente a milhares de pessoas, é uma forma de pressão inaceitável. :)

memyselfandi, o vídeo não é meu. :)

redonda, eu, na verdade, acho que fugia também. :)

Fatyly disse...

Figura de pateta é pouco, não percebi a "língua" mas fui pela gestual:) e além de não ter estado nada à vontade ainda se ajoelhou? E num campo da bola com apupos e tudo?

Se era para surpreender a namorada esta é que o surpreendeu e sinceramente fiquei com pena dos dois.

Realço apenas que ela é lindissima!

bagaco amarelo disse...

fatyly, concordo. tenho pena dos dois... :)

Alexandra disse...

Tendo em conta que o meu marido pediu a minha mão em casamento aos meus pais antes de me pedir a mim, e que quando finalmente formalizou o pedido nem sequer se ajoelhou porque "estava muito frio".. acho que a intenção do rapaz merece alguns pontinhos. Mas nem oito nem oitenta.. Confesso que provavelmente tentava uma saída airosa e punha-me a milhas!
O meu pedido de casamento era digno de um destes posts-conversas :p

bagaco amarelo disse...

alexandra, bem... essa de pedir aos teus pais antes de te perguntar a ti, por mim não passava incólume. lol. :)

Salsa disse...

tu és maroto !
deixares a tua mais que tudo plantada em frente da multidão!
isso não se faz Ivar.

Margarita disse...

Humm...pela cara dela, a mim parece-me feito...

bagaco amarelo disse...

salsa, eu sou do Beira-Mar, não do Brugges. :)

margarita, nem quero imaginar o que já passou depois disto. :)

Giovana disse...

Só acho que o mundo não precisa saber que amamos alguém, basta nós amarmos com sinceridade.
Eu também ficaria extremamente constrangida, como a moça. Fora que, se ela realmente não quisesse casar com ele, foi criada toda uma pressão em cima dela para que dissesse "sim" de qualquer maneira.
Com certeza, teria sido melhor um pedido formal no aconchego do lar :)

Lilith disse...

Epah... a menos que ela seja adepta daquelas hardcore de futebol... este foi um péssimo sítio para um pedido de casamento. Mas ainda assim tenho pena do rapaz.

bagaco amarelo disse...

giovana, sim... avisá-la de que a ia lançar aos leões só lhe ficava bem. :)

lilith, eu tenho pena dele porque acho que ainda percebe menos do que eu. :)

Alexandra disse...

Em defesa dele, já tínhamos decidido "informalmente" que íamos casar. Mas qualquer rapariga sonha com um pedido de casamento em condições, que diabos! Hoje em dia, é motivo de risota na família :)

bagaco amarelo disse...

alexandra, pronto. menos mal. :)

angelasoeiro disse...

Além de ser uma forma de pressão inaceitável, eu ao menteria a posição de dizer 'não'. Não casaria com alguém só para não o envergonhar em frente de não sei quantas pessoas. Então e eu e a minha vontade onde é que ficavam?

bagaco amarelo disse...

angela soeiro, exactamente. para mim essa é a questão fulcral, até. :)

Giovana disse...

Não se trata disso. Há maneiras e maneiras de se agradar alguém de quem se gosta e para isso é preciso conhecer bem a pessoa. Pelo visto, o rapaz parecia não conhecer muito bem a própria namorada.

bagaco amarelo disse...

giovana, não a conhecia, de facto. isso é verdade. mesmo assim estava apaixonado. :)

António disse...

Situações destas são comuns nos EUA (o pedido, não a mulher a fugir... de boa se livraram os dois :P)

Obviamente ele não conhecia a rapariga suficientemente p fazer um pedido destes... Há mulheres q gostariam disto e há formas de o saber.

Alguém viu "Walking the line"? Aí está um bom exemplo.

Giovana disse...

Tá certo.

bagaco amarelo disse...

antónio, não vi, não. e para ser sincero não sabia que isto era comum nos Estados Unidos. :)

giovana, é uma prova de que nos apaixonamos antes de conhecermos. :)

António disse...

A história parece que é diferente do filme:

Did Johnny Cash really propose on stage like in the movie Walk the Line?

Yes, but it wasn't as dramatic as it was in the movie. In a 1981 Mike Douglas interview, June Carter Cash explained, "He asked me to marry him in front of 7,000 people, but I would have liked it if he had gotten down on his knees and proposed to me, you know, but that wasn't the way it was. It was a great big production..." Johnny continued the story, "We had just sung a song called 'Jackson', and I stopped the show and said, 'Will you marry me?' on the microphone. She said, 'Go, sing another, sing another, sing another!' I said, 'I'm not gonna sing until you answer me. Will you marry me?' And she says, 'Sing a song. Sing a song.' She turned her back, you know, trying to get somebody in the band to play some music or something. [It] kept going until she finally said, 'Yes.' And I said, 'Okay, next song.' So, we set it up. We got married March 1, 1968."

youtube.com/watch?v=nzhzCF77GDo

bagaco amarelo disse...

antónio, obrigado. :)

Anónimo disse...

Nota-se perfeitamente que isto foi uma cena ensaiada por profissionais ;)