1.30.2010

e agora?

Acabou o sexo e o candeeiro do quarto está quieto. Ele também e ela também. De barriga para cima, ele estranha que depois de tanta agitação o candeeiro do tecto esteja parado. Parece que os esteve a observar aquele tempo todo. De barriga para baixo, ela estranha todo o silêncio que se instalou entre as quatro paredes depois do último gemido. Aquele ambiente hermético é doce e melancólico. Talvez por isso os corpos que acabaram de se afastar dêem agora as mãos: para que a doçura vença a melancolia dum orgasmo curto.

De onde é que vem a doçura? Do sexo. Dos lábios dela e do falo dele, dos cabelos dela e das pernas dele, das mamas dela e do pescoço dele. Enfim, dos corpos. Há corpos doces e corpos azedos. Aqueles dois corpos são doces. De onde é que vem a melancolia? Pois é. De toda a vida para trás. Dos filhos dela e dos filhos dele, dos amigos dela e dos amigos dele, do ex-marido dela e da ex-mulher dele. Ambos tiveram uma vida inteira sem o outro.
E agora? É a pergunta que os dois querem que o outro faça mesmo que não saibam a resposta. E uma pergunta é só isso: a procura duma resposta. E agora? pergunta ela. São sempre elas que têm a coragem de perguntar. Nunca eles. E ele  responde-lhe com medo que o candeeiro estremeça com a resposta. Que agora lhe apetece um copo de vinho, diz. Se ele quer um copo de vinho talvez fique a dormir ali esta noite, pensa ela. Se ela for buscar o copo talvez possa dormir ali, pensa ele. O candeeiro continua quieto. 

26 comentários:

Malena disse...

Há fantasmas que perturbam as relações. No entanto, se os corpos são doces e reflectem a doçura que os habita, logo esses fantasmas irão embora! :-))

Emerson Cardoso disse...

gosto desse universo... vc explora mto bem! parabens! otimo o seu blog! voltarei mais vezes...

Sofá Amarelo disse...

Puxaaaa, vinho nunca me lembro de ter pedido... mas, água... todos os argumentos são válidos quando se pertence a um lugar onde se deve ficar... nem que se argumente que lá fora está um temporal quando o vento não é mais que uma brisa e a chuva mais não é que o vapor de água de um chá para ... dois!

Tweety disse...

como os teus textos me fazem pensar, como os teus textos para mim são tão reais, como os teus textos um tanto ou quanto fazem parte de mim.

continua...
beijim

Lolablue disse...

"Ambos tiveram uma vida inteira sem o outro". Grande frase. Diz muito...Mesmo

Lolablue disse...

"Ambos tiveram uma vida inteira sem o outro". Grande frase. Diz muito...Mesmo

Anónimo disse...

Essa historia, parece me ter potencial a um final feliz.
Beijo x
P.S.

Fatyly disse...

"E agora?"...é seguir em frente!

(estive a percorrer o teu blogue e já me fartei de rir e continuas sempre em alta forma:))

bagaco amarelo disse...

malena, exacto. :)

emerson cardoso, obrigado. um abraço. :)

sofá amarelo, sim, tens razão: todos os argumentos são válidos... :)

tweety, ainda bem. obrigado. :)

lolablue, :)

anónimo, esperamos sempre que sim e é legítimo pensar que sim. :)

fatyly, obrigado... e sim, é seguir em frente. :)

luís disse...

Pior, bem pior... é ter que ir embora por um qualquer motivo quando o que se "quer" mesmo é ficar.

Um abraço.

bagaco amarelo disse...

luis, yep... abraço. :)

GiGi disse...

Um dos detalhes mais extraordinários das suas crônicas são os comentários. É muito bacana ler o que as pessoas pensam, sentem ou simplesmente têm vontade de escrever.

É esta a maior das riquezas das suas crônicas: a dinamicidade.

Um beijo!

bagaco amarelo disse...

gigi, um beijo. :)

Anónimo disse...

Muito Bonito. Acho que estão reunidos todos os "ingredientes" para que tudo continue bem. Nota-se amadurecimento, calma, paz, tranquilidade, aquilo que todos nós procuramos. Parabéns :)

bagaco amarelo disse...

anónimo, :)

subtilezas disse...

:D

bagaco amarelo disse...

subtilezas, :)

Joshua disse...

Era bom que as coisas fossem assim tão simples.

bagaco amarelo disse...

joshua, e é bom porque às vezes até são... :)

Red disse...

muito boa :)

Joana disse...

Ficação, ou não, imaginação, ou não, importa que é delicioso ler-te. Obrigada

bagaco amarelo disse...

red, obrigado. :)

joana, obrigado. :)

memyselfandi disse...

Espero que ele tenha ficado. Que ambos tenham ficado... :)

bagaco amarelo disse...

memyselfani, também eu. :)

Joana disse...

Bom, apesar de mal escrito "ficção" fica a minha intenção

bagaco amarelo disse...

joana, acreditas que nem reparei? :)