1.21.2010

tentei, está bem?

Passei por ti tão incerto. Acho que nesses dias andava a recolher das ruas a minha própria vida, aos pedaços. Às vezes no falso vigor dum café quente, outras vezes no constante adeus daqueles que passam e não ficam. Como se assim um dia pudesse tê-la toda. Não podia. Talvez pensasse que ela estava fragmentada por aí, como peças dum puzzle por construir. Não estava. O amor é sempre assim. Ou a falta dele, pensei depois. Uma extensão de fragmentos.

E vi-te tão incerta. Acho que nesses dias houve um segredo qualquer. O amor começa sempre assim, pensei depois. Num olhar que é um segredo, num cheiro que é um segredo, numa vontade que é um segredo. Seja lá o que for. No princípio é sempre um segredo. Sempre. E tu disseste que os segredos são o Big Bang do amor. Tinhas razão. Todo o amor comprimido num único ponto pronto a ser o Cosmos. Às vezes devagar, outras vezes mais depressa.
E eu que já me tinha esquecido da mania que o amor tem de não fazer apresentações. Primeiro entra em nossa casa sem bater, deixando pegadas de terra na carpete da sala; depois desarruma-nos os objectos pessoais e a mobília. E rio-me com isso. E rimo-nos com isso. Às vezes também vai à cozinha servir-se dum café expresso. E quando perguntamos: "o que diabo se passa aqui?" já nem queremos saber a resposta. Queremos que o fim da cama seja a nossa linha do horizonte. É que às vezes é, até porque é atrás dela que passa a nascer o dia. Que passa a nascer a noite.
Tinha nascido a noite quando surgiu a dúvida: "o que dirá o dicionário sobre a palavra amor?". E tu riste-te. Se os dicionários são tão grandes deve ser só por causa dessa palavra, disseste. E eu ri-me. Fomos ver. Dizia que é o sentimento que induz a obter ou a conservar a pessoa ou a coisa pela qual se sente afeição. E rimo-nos os dois. Não é, pois não? Como é que o Big Bang podia ser só isso? O dicionário não sabe nada. E pediste-me para tentar escrevê-lo. Acabo de o tentar, meu amor, com este texto que é para ti. Só que eu também não sei nada. Tentei, está bem?

55 comentários:

camaleoa disse...

Bem....
Nem me atrevo a dizer nada.. :S

:)

bagaco amarelo disse...

camaleoa, disseste qualquer coisa. :)

Jil disse...

:')
Perfeito! :)

bagaco amarelo disse...

jil, :)

Jil disse...

E coisa curiosa... Acabei de escrever no meu ultimo post uma frase semelhante à tua "que o fim da cama seja a nossa linha do horizonte"! Eheh. Teremos visto algo do género num filme? Ou realmente quando se está apaixonado, as sensações são semelhantes? Afinal somos todos humanos... e não, não há-de ser o (estúpido! :P) do dicionário a explicar... :)
Mas adorei o teu texto! :')

bagaco amarelo disse...

jil, lol... não foi num filme de certeza. é mesmo coincidência... :)

GiGi disse...

Que linda declaração :-)

Mysterious Girl disse...

Lindo! =) valeu a pena tentar

Z* disse...

Eu também não sei descrever o amor, mas também o tenho sentido ultimamente :)

Tricana disse...

Amor É... e mai nada!!!! :))

Pipoca dos Saltos Altos disse...

Tu és brilhante, é a única coisa que tenho para dizer. Um beijo

Bichana disse...

Perfeito.

a dona da Kika disse...

Melhor do que amar, só amar e ser amado, o que, como sabemos, não é fácil. Talvez por isso tenha caído em desuso o verbo que o define: Redamar (lat redamare).

Mas, agora que o encontrei, esse passou a a ser o meu verbo favorito.

Tentaste e conseguiste. Tão bem!

Fabi disse...

Que lindo! =)

bagaco amarelo disse...

gigi, :)

mysterious Girl, :)

z, isso chega. :)

tricana, :)

bichana, :)

pipoca dos saltos altos, assim coro. :)

a dona da kika, :)

fabi, :)

Anónimo disse...

Está bem que temos que dar o desconto porque estou naquela altura sensível do mês, mas fiquei com uma lagrimita ao ler o teu texto. Foi bom ficar com os olhos brilhantes por ter lido uma coisa tão bonita. Obrigada, beijinhos. *Rita

bagaco amarelo disse...

rita, eu é que te agradeço por andares por aqui. :):)

Girl in Motion disse...

que texto tão lindooo *_*

Verytonta disse...

Simplesmente, lindo, profundo, sentido, verdadeiro... Numa palavra: imponente! Os meus parabéns!!!
VV

JOANA SOUSA disse...

Adorei, fiquei maravilhada.
O que sentes passou cá para fora, está lindo.
Beijo.

Se o "se" não tivesse ficado só no "se" disse...

Ai como tú és romântico...pra mim estaria ótimo.

Myann disse...

Este texto dá-me saudades de sentir algo parecido.

Tens o dom da palavra :)

Solluana disse...

Olá, tenho lido os seus pensamentos com frequencia, é um blog romantico:) Neste exacto texto, não posso deixar de lhe dizer que ainda há homens com sensibilidade e ternura pelas suas companheiras. Muito Obrigada:)

Lili disse...

Posso tentar...pedir-te uma coisa? ;) Continua sem compreender as mulheres por muito, mas mesmo muito tempo, se essa for a condição para continuares a presentear-nos com a tua escrita fantástica todos os dias, está bem?;) É que sabe mesmo bem ler-te. Parabéns! Mais uma vez, o texto está lindo. Outra coisa não seria de esperar...

AidaLemos disse...

"fico admirado quando alguém, por acaso e quase sempre
sem motivo, me diz que não sabe o que é o amor.
eu sei exactamente o que é o amor. O amor é, saber que existe
uma parte de nós que deixou de nos pertencer
o amor é saber que vamos perdoar tudo a essa parte
de nós que não é nossa.
O amor é sermos fracos
o amor é termos medo e querer morrer" (José Luís Peixoto)


Lemos, e dizemos, e pensamos, e escrevemos, e tentamos....mas não conseguimos e é aí que reside o segredo do seu fascínio (para o bem e para o mal). :-)

Bonito texto, parabéns.
AL

Ana rita disse...

Alguns dos seus textos são tão emotivos. =´) Têm tanto sentimento e são tão puros... Obrigada por partilhar todos esses pensamentos e conversas connosco. ^^ Para além de fazer-nos pensar, faz-nos rir e ás vezes quase nos faz chorar. Obrigada por isso. ^^

Anónimo disse...

Perfeito.
O amor é aquilo que tu sentes e classificas como amor, mais aquela outra definição de "querer envelhecer junto", portanto, não tentaste só.
Conseguiste.
Dulce

Malena disse...

Só posso concluir que o amor, para além de ser maravilhoso, é inspirador! Bonita declaração! :-)

Anónimo disse...

Tentou e acertou na mosca . Com uma declaração dessas , não há mulher que resista . Simplesmente Genial!
Ah , o amor é lindo ! :)

julia

Sui_Generis disse...

foi uma das mais belas definições da coisa que é impossível definir ;)))

memyselfandi disse...

Fiquei como a Rita. F...!!! A mim ninguém me escreve m..... destas. Mas é fantástico saber que há quem as escreva e quem as receba. Tão bonito... Parabéns.

Joana disse...

Foi o texto mais bonito que li nos últimos tempos. Espero que estejas a trabalhar no livro.
:)
xx

Anónimo disse...

"...Até porque é atrás dela que passa a nascer o dia.Que passa a nascer a noite."

Alma bonita a tua.
Beijo
P.S

m disse...

Parece-me que começas a compreender as mulheres, ;)

m

bagaco amarelo disse...

girl in motion, obrigado. :)

verytonta, obrigado.:)

joana sousa, obrigado. :)

Se o "se" não tivesse ficado só no "se", obrigado. :)

myann, a saudade também é uma sentimento necessários. :)

solluana, ainda há e haverá sempre. obrigado. :)

lili, obrigado. :)

aida lemos, obrigado. :)

ana rita, obrigado. :)

dulce, obrigado. :)

malena, obrigado. :)

júlia, obrigado. :)

suis generis, é impossível, sim: :)

memyselfandi, obrigado. :)

joana, estou a trabalhar em vários mas não consigo publicar nenhum... :)

anónimo, obrigado. :)

m, :)

Blackshoes disse...

Bem... espectacularmente simples e coeso.
Diz tudo de uma maneira ambígua e certa de que é o amor, um sentimento que tanto no auge nos põe como tanto nos põe a bater no fundo. Ja tinha lido algures que cientistas dizem que é o sentimento mais complexo do homem e que a felicidade de uma pessoa é baseada nesse mesmo sentimento.
Amei a comparação ao Big-Bang :)

enfim mais um grande texto !

Rapariga de Cinza disse...

Às vezes espelhas a minha alma...

GiGi disse...

Arrá! Não disse que a legião de fãs estava a crescer? Vai pensando já nas canecas amarelas com o desenhinho do Bagaço Amarelo, nas canetas (também amarelas), quem sabe nas camisetas também. Manda pra mim umas pelo correio que faço uma promoçãozinha cá também, eheheheh

:-**

Obs: desta vez, você realmente se superou :-)

Anónimo disse...

Já não passava por aqui há muito tempo. És como o vinho do Porto "quanto mais velho melhor".
Beijo
Elsa Marina

OMOPrjct disse...

Uma descrição do Amor... Tarefa que nenhum dicionário poderia levar a cabo... Nem canção alguma...

Achei que foi uma extraordinária declaração, como aqui disseram; de tão simples que é, veste-se de complexidade... É uma opinião...

A cada dia a vontade de desistir desse sentimento de 4 letras, vem e vai, mas suponho que é assim que tem que ser...

Um Abraço!
V.

bagaco amarelo disse...

blackshoes, obrigado. por isso é que a ciência tem a mania de ligar o amor à necessidade de reprodução... simplifica a coisa. :)

rapariga de cinza, :)

gigi, estava mais a pensar em cuecas e meias. lol... obrigado. :)

Elsa Mariana, obrigado. :)

OMOprjct, não acho que tenha quer ser sempre assim mas, de facto, acho que às vezes tem que ser assim, sim. pelo menos já me aconteceu. abraço. :)

GiGi disse...

Cuecas? Seria perfeito para o dia NO PANTS! LOL

bagaco amarelo disse...

gigi, exacto. lol. :)

Joana disse...

Então, que nunca saibas bem escrever sobre o amor, para que tentes, assim, sempre tão bem. Tão bem.

Anónimo disse...

não sei, se és pessoa para ouvir sugestões: os sentimentos em poemas. Em alternativa à prosa.


A.

bagaco amarelo disse...

joana, obrigado. :)

A, obrigado. :)

Red disse...

"love is not a feeling, it's an ability"... dan and the real life :)

Red disse...

"love is not a feeling, it's an ability"... dan and the real life :)

bagaco amarelo disse...

red, bom filme... e eu já me tinha esquecido. :)

Myann disse...

Tens toda a razão. Não se deve menosprezar a saudade. :)

bagaco amarelo disse...

myann, :)

Maria Albertina disse...

Amei... excelente tentativa! :)

bagaco amarelo disse...

maria albertina, obrigado. :)

Isabel disse...

És demais, Meu Anjo. Descansar semanas ao teu lado, romanticamente enleada em ti. Ah! vai de ser de Sonho a nossa Vida.
Escreves como ninguém.
Já sabes que vai Ser um Céu na terra.
Ah! Há quanto tempo disseste Isso?
AGORA...
Por isso cada minuto é de choro e lágrimas.
Beijinhos ID

bagaco amarelo disse...

Isabel, :)