1.01.2010

conversa 1393

Ela - Agora na passagem de ano reparei que um amigo meu estava sem a namorada.
Eu - E depois?
Ela - Depois... como eles costumam ser unha com carne, andam sempre juntinhos, perguntei-lhe por ela e ele disse-me que ela tinha ido passar o ano com uns amigos ao Porto.
Eu - E o que é que tem?
Ela - Eu acho que quando uma mulher decide ir passar o ano com amigos do Porto, em vez de passar com o namorado em Aveiro, é porque alguma coisa está mal na relação...
Eu - Não obrigatoriamente.
Ela - Desculpa mas é...
Eu - Eu não acho...
Ela - Eu acho.
Eu - Eu não acho...
Ela - Eu acho.

30 comentários:

GiGi disse...

Uma amiga minha, junto ao marido, passou o natal com os pais dela. O ano novo passou com os sogros, em outra cidade. No entanto, ela não queria ter ido, preferindo ficar em sua cidade natal com seus pais. E propôs ao marido que ele fosse e ela ficaria. Ele respondeu prontamente que pelo fato de serem casados teriam que estar juntos. E ela foi, contra a própria vontade, mas foi.

Acredito que o marido da minha amiga preocupa-se com a aparência de seu casamento: o que diriam se os vissem separados? Pensariam que a relação de ambos não ia lá muito bem. Por isso, sua amiga tem suas razões em pensar que o casal em questão não estava se dando muito bem, ainda que estivessem. Normal.

Mas eu sou da sua opinião, embora eu não desgrude do meu companheiro. É que não consigo mesmo, LOL!

:-**

bagaco amarelo disse...

gigi, eu acho que quem passa quase todos os dias, ou todos os dias mesmo, com alguém, pode perfeitamente querer até estar longe desse alguém numa festa ou outra... :)

Paula Raposo disse...

Eu também acho. Por acaso.
Beijos.

bagaco amarelo disse...

paula raposo, lol... eu não acho. beijos. :)

Se o "se" não tivesse ficado só no "se" disse...

Iiiiii, sei lá, eu concordava com sua amiga, até que li o comentário da Gigi e agora estou cá em duvidas, humpf.

Laetitia disse...

Eu por acaso também não acho. Quer dizer esse não é o teste tornesol para atestar o estado da relação. Digo eu, e também sou mulher.:)

Malena disse...

Hé uma maldadezinha inerente aos comentários que se fazem sobre as relações... Não vejo problema nenhum em estar cada um no seu sítio. Sinal de confiança!

Joana disse...

Eu não acho.

Acho perfeitamente natural até.

bagaco amarelo disse...

Se o "se" não tivesse ficado só no "se", lol. a dúvida é o sustento da alma... :)

laetitia, exacto. :)

malena, essa é a melhor forma de ver a coisa, sim... e não considerar que o companheiro ou companheira deve ter uma coleira. :)

joana, exacto... basta ter uma festa com amigos que não se vê há muito tempo, por exemplo. :)

Angel disse...

Eu penso que não está em causa o facto de um casal poder ir a uma festa ou outra sozinhos. Afinal, cada um tem a sua própria individualidade para além da relação. O que chama a atenção é o facto de ela preferir passar a passagem de ano sem ele.

Há festas e festas...

The fine pair disse...

Às vezes, o não estarem juntos é sinal de problemas. Às vezes, não. Tudo depende do estado da relação e de quem interpreta os sinais também.

A tua amiga pode ter razão, as coisas podem não estar bem entre os dois. Mas, também se pode dar o caso de a tua amiga estar a querer ver problemas onde eles não existem... It's been known to happen :))

guida disse...

Não faz sentido um marido e a sua esposa passarem o natal e ano novo sem a presença de ambos para celebrar estas épocas festivas... Muito sinceramente. Estão a ver a vossa mãe passar o natal num sitio e o vosso pai em outro? Estão a ver a diferença? É estranho. Um casal é uma familia. Agora se for um casal de namorados já é diferente...

memyselfandi disse...

Depende! Mas só eles é que sabem o quanto se querem bem! :D

Veruska disse...

Eu cá desgrudo do meu namorado de vez em quando e sabe-me muito bem!

JB disse...

Se fosse o aniverário de casamento é que seria estranho cada um ir para o seu lado, agora assim...

Super Blog Sem Álcool disse...

Para mim, Amar não é aprisionar!
Por isso, acho normal, principalmente nos casais que vivem juntos, que de vez em quando façam coisas separados...Cada um precisa de um pouquinho de espaço para preservar a sua individualidade na relação.
Se bem, que numa época como a passagem de ano, provavelmente eu preferia dar o primeiro beijo do ano, a quem mais gosto!...

Anónimo disse...

olá bagaço,

viva 2010!

o tempo e o espaço resolve muitas das dúvidas e cada vez mais dá certezas...

ponham-se à prova...separam-se fisicamente por um período...e logo verão se o vosso amor( ou o dele, ou o do casal ) é resistente... se não for, então...

é um desafio.. para quem tem relações e acha q a separação fisíca é o príncipio de alguma coisa... é uma ideia para este novo ano...e claro também se aplica a ti bagacinho...se for o caso...

bjs mtos
vénus

Jubylee disse...

Acho perfeitamente normal, mas eu até nem dou grande valor à noite de passagem de ano!. Qual é o problema de o casal de vez em quando curtir a noite separados!? No meu círculo de amigos é algo bastante normal, em qualquer altura do ano. E acho muito bem que assim seja (para não enjooar, mais não seja...).

**

Olga disse...

Não me parece que isso seja um indicador de nada apesar de se saber que a maioria dos casais optam por passar juntos. Para mim um "pequeno" gesto que demonstre os verdadeiros sentimentos vale mais que uma passagem de ano.

Bichana disse...

Passar o fim-de-ano longe do namorado?? Nah, é que nem pensar.

Red disse...

não digo que chegue a tanto, ser um problema na relação. na minha certamente seria. a menos que houvesse impossibilidades extrínsecas. lol


(opah tava com saudades de cá vir!! ainda és vivo, bagaço? :D )

bagaco amarelo disse...

angel, eu concordo. cada um deve poder decidir... :)

the fine pair, exacto, ou seja, nem se deve pensar nisso. :)

guida, eu por acaso estou a ver isso sem problema nenhum... :)

me myself and i, exacto, bem ou mal... :)

veruska, acredito que sim... :)

jb, também acho. :)

super blog sem álcool, basta não beijares mais ninguém até quem mais gostas voltar. :)

vénus, eu não faço testes desde os tempos de estudante... nunca fui muito de estudar. :)

jubylee, eu também não dou. :)

olga, para mim também. :)

bichana, pelo menos pensar podes. :)

red, também tinha saudades tuas... sou vivo mas pouco... lol. :)

Anónimo disse...

Em relação ao comentario da Gigi...
E o marido passou o Natal com os pais dela porque queria?
É que todos aqui assumem que é natural terem passado o Natal com os pais dela e depois dividem-se entre "bem" e "mal" passar o Ano Novo com os pais dele.
Eu acho que não é muito importante que festa é ou deixa de ser, o que é importante é que ambos passem tempo com ambas as familias e não dizer: tu vens a casa dos meus pais comigo mas, eu não vou a casa dos teus pais contigo...

Frutinha disse...

Eu tambem acho!!!!!!

bagaco amarelo disse...

anónimo, eu nem sequer acho importante que se passe com ambas as famílias. aliás, não acho nada importante a não ser fazer aquilo que nos apetece, desde que não se faça mal a ninguém. :)

frutinha, eu não acho. :)

GiGi disse...

Anónimo,

O casal passou o natal com os pais dela e o ano novo com os pais dele. E deu tudo certo, eheheh.

Bagaço, como dizia meu avô, "cada cabeça uma assistência!" lolll

Anónimo disse...

buenas bagaço,

eu adorava os testes de "cruzinhas" ...tu não ? e copiar tb adorava com os rolinhos no estojo...
no 8º foi apanhada ( a matemática ) e só não tive um colapso, pq acho que sou hipotensa!!



Vénus

bagaco amarelo disse...

gigi, o teu avô é que percebia disto, no fundo. :)

vénus, os de cruzinhas não... o que eu gostava era de fazer daqueles desenhos em que se faziam traços do número 1 ao 28... conseguia sempre. :)

Anónimo disse...

esses eu conseguia a mto custo...ou meus profes eram mto maus, não me ensinavam a ligar os traços...

vénus

bagaco amarelo disse...

vénus, lá está... nessa matéria sou um autodidacta :)