1.18.2010

respostas a perguntas inexistentes (70)

Há uns dias li num jornal qualquer uma notícia sobre uma mulher que ficou presa num elevador durante oito dias. Quando a descobriram internaram-na, não por causa do seu estado físico mas porque apresentava 'sinais de desorientação'.
Este é um exemplo crasso, mas a solidão traz sempre um estado de desorientação, e é possível uma pessoas sentir-se só mesmo quando não está fisicamente isolada de outras pessoas. É, por exemplo, o caso da solidão emocional.
Quando li a notícia, o que achei curioso foi precisamente a mulher ter ficado presa num elevador. É que a desorientação emocional que às vezes sofremos quando estamos muito tempo sem, por exemplo, uma companhia íntima, é parecida com a sensação de estar num elevador sem saber em que andar sair. Vamos descendo e subindo, espreitando pelas portas que se abrem e se fecham, mas nunca nos apetece ficar ali. E continuamos descendo e subindo...

21 comentários:

susana disse...

Excelente analogia... :) Mas coitada da senhora!!!!!! Nem consigo imaginar o sofrimento dela!!!

bagaco amarelo disse...

susana, sim... eu ficava mais do que desorientado. eu nem sabia que se podia estar oito dias sem beber água. :)

GiGi disse...

Descendo, subindo e tateando no escuro a procura de sei lá o quê. Uma saída? Talvez!

Que observação mais racional, Bagaço! Eheheheh ;-)

:-*

bagaco amarelo disse...

gigi, :)

Ti Coelha disse...

O mais triste é que não parece ter havido quem sentisse a sua falta...

susana disse...

Pois, eu também acho que não... mas sabes como são as mulheres! Têm tudo na carteira e se ela for como eu tem sempre uma garrafa de água e umas bolachinhas ;)

K disse...

Ultimamente tenho me sentido assim...

Devias ser proibido de escrever estas coisas!

bagaco amarelo disse...

ti coelha, acho que ela ficou trancada num elevador dentro de casa dela, e a polícia andava à procura dela desde então. :)

susana, tens razão... nunca mais gozo com isso. :)

k, :)

Anónimo disse...

não são só, as mulheres que se podem sentir assim, qualquer ser humano, e até qualquer mamífero( basta pensar por ex: baleias, golfinhos , cães, gatos, etc)

vénus

bagaco amarelo disse...

venus, sim, isso é verdade. :)

Malena disse...

Às vezes também se anda assim nas relações...a entrar e a sair só conseguindo ver por uma frincha da porta...Estar só é muito bom quando se sabe que há alguém do outro lado dessa solidão! :-)

Joana disse...

Adorei a analogia! É mesmo assim. :)

bagaco amarelo disse...

malena, isso é bem verdade. :)

joana, obrigado. :)

Anónimo disse...

naõ penso que qd estamos algum tempo sem uma companhia íntima, nos vamos sentindo encurralados. De todo.
é na dualidade, que poderemos enriquecer. quem nunca esteve só, não tem a capacidade de se dar, porque isso já se tornou numa dependência, mais que vulgar, num vício até do q ual não s e consegue libertar.
o não estarmos sós connosco, pode quer dizer que nós não nos suportamos, que nem sequer gostamos de nós na intimidade. e procura-se sempre alguém para nos distrair de nossa própria existência e do nosso confronto com o nosso ser.
quem se vê sempre através do espelho(q é sp um outro), não se consegue imaginar a viver sem o espelho, aliás até desespera, fica amargo, se não consegue encontrar novo espelho, que substituia o q partiu.

vénus

bagaco amarelo disse...

vénus, :)

Myann disse...

8 dias... estar só desorientada já é muito bom... 8 dias num elevador e eu ia direitinha para o Júlio de Matos, passar umas férias...

bagaco amarelo disse...

myann, eu também... :)

SadLonelyCat ^_ _^ disse...

... descendo e subindo.

Bagacinho,

Não podias ter encontrado melhor comparação. É mesmo assim que me sinto. Desorientada. Porque estou só e quero companhia, mas ao mesmo tempo ainda não me apeteceu sair em nenhum andar. Espreito sempre que as portas abrem, hesito e não saio. Acho que fico à espera que alguém entre para me tirar de lá.

Xi-Coração.

bagaco amarelo disse...

SadLonelyCat ^_ _^, conheço essa sensação. acho que de um momento para o outro te aparece um andar em te apetece sair. :)

Maria Albertina disse...

e não é que isto faz todo o sentido...

bagaco amarelo disse...

maria albertina, vai estando, vai estando... :)