10.06.2009

pensamentos catatónicos (191)

Quando ando de avião estabeleço muitas vezes o paralelismo entre o trem de aterragem da aeronave e o fim do meu primeiro casamento. O objectivo de qualquer trem de aterragem é absorver a energia cinética produzida pelo contacto entre o avião e a pista. Foi isso que me aconteceu. Se considerar que o meu casamento foi um voo, quando esse voo começou a perder altitude e atingiu o chão, alguém tinha que o parar...
Há duas vantagens em parar um voo que já perdeu toda a sua altitude: acaba a oscilação tremenda do impacto e os passageiros podem voltar a pôr os pés na Terra.

11 comentários:

Sophia disse...

Optimo paralelismo! Vou me tentar lembrar disso da próxima vez que um voo meu comece a perder altitude! =)

bagaco amarelo disse...

sophia, :)

Encantadora de Versos disse...

E assim, seguir viagem :-)

memyselfandi disse...

Bolas! Tu és mesmo prático.

bagaco amarelo disse...

encantadora de versos, exacto. :)

memyselfandi, por acaso sou... às vezes demais. :)

Li disse...

Um pensamento profundo...e um acto de coragem...força! ;)

bagaco amarelo disse...

li, obrigado. :)

de Marte disse...

...e ainda se bate palmas...

bagaco amarelo disse...

de marte, lol... exactamente. :)

Paula Raposo disse...

Exactamente...e quando se vai no segundo casamento seguido de divórcio mais isso se sente!!

bagaco amarelo disse...

paula raposo, :)