6.26.2007

leituras...

O JMO quer saber quais foram os últimos cinco livros que eu li. Aqui estão, com passagens e tudo. Nenhum tem a ver com mulheres.


1] Como Nunca se Esquecer de Baixar a Tampa da Sanita, de Walter Klism, 2007
Os primeiros três divórcios da minha vida foram por causa de tampas de sanita. Quando elas iam à casa de banho e se punham aos gritos, eu já sabia o que era: tinha-me esquecido de baixar a tampa da sanita. Foi por isso que, a partir do meu quarto casamento, procurei estratégias para que tal nunca mais me acontecesse. Hoje, posso-vos garantir, o meu décimo segundo casamento já vai em duas semanas e ainda não me esqueci uma única vez de baixar aquela merda. Foi para evitar que se casassem tantas vezes que escrevi este livro.


2] Como Perceber se a Mulher quer Realmente Comer as Entradas Quando se Vai a um Restaurante, vol.III , de Jack Hall, 2004
A primeira vez ela limitou-se a abanar a cabeça em forma de negação. Eu mandei as entradas de camarão para trás, pois estava teso que nem um carapau e já sabia que ia pagar a conta com o cartão VISA. Mandei vir o vinho e ela disse que aquele tinto devia ficar bem com o camarão. Tremi logo. Jantámos um prato de peixe, um de carne, duas sobremesas cada um e no fim perguntei-lhe se tinha gostado. Ela disse que sim e abraçou-me. Depois disse que só tinha faltado camarão.


3] O suicídio Não é Solução, de Ingmar Blood, 2001
Ele tentou matar-se quando ela lhe perguntou se ele a considerava o amor da vida dele ou apenas um objecto sexual. Sabia que, qualquer que fosse a resposta dada, os próximos dias iam ser um inferno. Atirou-se do quinto andar mas não morreu. A queda foi amortecida por um automóvel que ia a passar cheio de romenos lá dentro e com um colchão em cima. Esteve em coma, no hospital, seis meses. Quando acordou pela primeira vez, ela lá estava, cândida e bonita como sempre. “Não me chegaste a responder se eu sou o teu amor ou apenas um objecto sexual”- disse.


4] Contornando Silêncios no Casamento, de George Prostat, 2005
Quando ela não fala durante mais de cinco segundos consideramos um silêncio. Há silêncios de vários níveis, consoante a duração e a cara dela. O silêncio mais temível é o silêncio de nível oito, que é aquele em que ela pega, por engano, na nossa camisola preferida, e limpa o chão da casa de banho com ela.


5] Escolhendo a Prenda de Aniversário, de Eduard Gift, 2005
Ela vai sempre dizer que gostou muito, no momento em que desembrulha a prenda. Não ligue. Apenas duas semanas depois, mais ou menos, é que é possível o leitor perceber se ela realmente gostou da prenda ou não. Normalmente, mas isso varia de mulher para mulher, o primeiro sinal de que ela não gostou, é a sua garrafa de uísque preferida, aquela que andava a guardar há anos para quando o seu clube de futebol preferido fosse campeão, aparecer todos os fins de tarde mesmo na beirinha da mesa de jantar. Ela está, nitidamente, à espera que a parta sem querer.

15 comentários:

Insaciável disse...

LOL

Chorei a rir...há muito tempo que não lia um post tão bom (estás a superar-te ou é impressão minha?)

Bjos

Patrícia disse...

tenho que ler o 1º e o 4º....

bagaco amarelo disse...

insaciável, estou sempre a superar-me, menos quando não estou... ;)

patrícia, eu não empresto... são livros de consulta. ;)

Pedro disse...

Gostei muito deste post, parabéns. Todas essas situações, definem bem o comportamento da mulher. Nunca se sabe se gostaram da prenda, sempre que podem colocam-nos questões difíceis, falam pelos cotovelos e no fim continuamos sem as entender, apesar de acreditarmos que as conhecemos bem...

bagaco amarelo disse...

lol, Pedro. Os homens todos vão reconhecer aqui alguma coisa por que já passram... abraço.

Sandra Correia disse...

Vamos lá ver se é desta que eu consigo comentar.
Não concordo que todas estas situações definem o comportamento da mulher.
O 1ª é o retrato do meu director que não admite que a tampa da sanita esteja levanta, obriga-nos a ouvir uma porcaria de musica karmica, quer plantas no escritório (ainda que plasticas) e fuma SG gigante.
Pois também me quero "divorciar" dele, um dia destes "abandono a casa" eheheh!

Blog excelente! Faço parte daqueles que o vem lendo há algum tempo sem comentar.

Bjs

Sandra C.

bagaco amarelo disse...

Sandrinha Cezinha, o teu patrão tem um recalcado por causa da mulher dele. Isso é óbvio... :)

Sandra Correia disse...

Bagaço Amarelito, ele é divorciado... também quem é que pode aturar uma pessoa assim lol

bagaco amarelo disse...

lol Sandrinha Cezinha, deves ter razão. eu também sou e não me consigo aturar. :)

sem-se-ver disse...

comment autobiográfico:

descontada a gravidade da situação, pela qual felizmente nunca tive um/a ele/ela que por ela tivesse passado, esta sou eu, sem tirar nem pôr:
«Não me chegaste a responder se eu sou o teu amor ou apenas um objecto sexual”- disse.»

(agora devia envergonhar-me, n'era? porque os f*** desse lado não foram só em pensamento, de certeza :D

Sara M disse...

amarelinho, nao tens por acaso recomendações de livros do genero mas escritos por mulheres e em relação aos homens?? é k cada vez mais, dava um jeito dos diabos!! a era de sermos nos as dificeis já passou, peço desculpa :P*

bagaco amarelo disse...

sem-se-ver, n te devias envergonhar nada. és tu e todas... ;)

sara m, nunca investiguei sobre o assunto, por desinteresse, mas tens sempre este blog. Só n concordo comessa do serem difícei já ter passado. :)

Elora disse...

Não li nenhum dos cinco. Parecem-me um pouco temáticos, porque será?

Fatyly disse...

1- solução? tirar a tampa da sanita ou arranjar daquelas que caem sem darmos por isso e aiiiii cum caraças como doeu: )! Que implicação absurda.
2- O jogo de sedução ou de palermice qb
3- Normalmente a um artolas junta-se uma artola e perguntas de auto-afirmação jasus... Fónix (só em pensamento!
4- Única forma encontrada para não andar no apanha camisolas porque há gestos que valem mil palavras.
5- Como nunca recebi nenhuma prenda...não sei

Se alguém procurar nos livros "como saber lidar com uma mulher ou com um homem" é tal e qual leres a "bula"(não sei o termo de cá) de qualquer medicamento e sentires todas as contra-indicações LOLLL
O meu ADNmulhernuncafoicatalogáveldaícompreendertãobemoshomenscomplicadinhosebaratinadinhos eh eh

Ta lá uma beijoca
Mas já anotei um e vou tentar econtrar.

bagaco amarelo disse...

elora, temático?! olha que não...

fatyly, nunca recebeste nenhuma prenda?! outra beijoca para ti.