8.18.2015

respostas a perguntas inexistentes (327)

Cruela

Acho que sou um conservador. Sempre precisei duma mulher, mas nunca precisei de duas. Falo de Amor, entenda-se. O Amor, para mim, foi sempre um lugar para dois. Um é de menos, três são demais.
Parece bonito, mas não é. Os homens que conseguem Amar várias mulheres ao mesmo tempo nunca são tão felizes como os que Amam só uma, mas também nunca são tão tristes. Têm a vantagem de não estarem sós quando lutam com a crueldade duma mulher.
As mulheres têm uma crueldade que é só delas e que utilizam somente com os homens conservadores. Chama-se silêncio e unilateralidade. 
Aprendi isso ainda novo, mas nunca aprendi a Amar mais do que uma mulher ao mesmo tempo. É um dos maiores erros de aprendizagem da minha vida. Sinto-me sempre um aprendiz no Amor. Sei pouco disto e, na verdade, cada vez sei menos.
Hoje disse isto a uma mulher que me abraça às vezes. Estava à espera que ela me respondesse que não, que as mulheres não têm essa crueldade. Pelo contrário, achou natural e respondeu-me da forma mais perigosa que eu podia imaginar. Os homens conservadores não têm que aprender a gostar mais do que uma mulher ao mesmo tempo, mas têm que aprender a não gostar de nenhuma de vez em quando. Foi o que ela disse e o que eu percebi.
Ainda bem que a seguir me abraçou.


2 comentários:

Anónimo disse...

Acho que toda a gente é aprendiz no amor. As dúvidas só não existem, para quem nunca se questiona.
Há mulheres cruéis, são as mais estúpidas. Quando se é pouco inteligente, recorre-se a outras "armas" e então vale tudo, desde o famoso beicinho à crueldade.

Bagaço Amarelo disse...

anónimo, no meu caso não é estupidez, mas tens razão, às vezes é. :)