8.15.2015

conversa 2149

Ela - Isto é muito estranho.
Eu - O quê?
Ela - Estar fechada contigo num carro às tantas da manhã...
Eu - Porquê?
Ela - Foi assim que comecei a namorar com o meu ex-marido. No carro dele às tantas da manhã...
Eu - Ah!
Ela - Se bem que contigo é diferente.
Eu - É diferente em quê?
Ela - O meu ex-marido tinha um carro grande e limpo que deu para termos sexo lá dentro. Tu tens um carro pequenino e, muito provavelmente, o mais porco que eu já vi na vida.
Eu - Isso deixa-te à vontade?
Ela - Sim... tenho a certeza que não me queres engatar. Se eu tivesse sexo contigo aqui ia escangalhar-me a rir.
Eu - Pois...
Ela - Alguma vez tiveste sexo neste carro?
Eu - Claro que não. Uma vez lutei com um frasco de azeitonas e a rolha de uma garrafa de vinho.
Ela - Estavas a tentar engatar alguém?
Eu - Sim, mas quando consegui abrir o frasco e abrir a garrafa ela já tinha adormecido.
Ela - Sabes o que é que eu gosto mais em ti?
Eu - Diz...
Ela - Mesmo quando estás triste, tens sempre uma piada para dizer...
Eu - Sinto-me lisonjeado. O problema é que isto não foi uma piada...


4 comentários:

redonda disse...

Mas parece :)
E ser capaz de o recordar e partilhar assim é muito giro.

Bagaço Amarelo disse...

redonda, é o que temos que conseguir, não é? :)

paula disse...

admiro a tua sinceridade. és um homem muito bem resolvido contigo e com a vida, ainda que não esteja tudo como ambicionas. gosto muito disso em ti. apresentaste sempre sem filtros tal como és tal qual "what you see is what you get", mostras as fragilidades com a mesma habilidade de quem mostra as qualidades.

Bagaço Amarelo disse...

paula, obrigado... na verdade, acho que a transparência é uma das coisas que mais gosto nos outros. :)