12.19.2011

conversa 1865

Ela - Prefiro ter pouco sexo do que muito.
Eu - Porquê?
Ela - O sexo é melhor quando se tem pouco.
Eu - Ah!
Ela - Até já disse isso ao meu marido, porque por ele é "dia sim, dia não".
Eu - "Dia sim, dia não" é muito?
Ela - Então não é?
Eu - Estava só a perguntar a tua opinião. E o que é que o teu marido disse, já agora?
Ela - Disse que prefere sexo menos bom em grande quantidade do que bom só de vez em quando.
Eu - Ena!
Ela - Pois... por isso é que no Natal lhe vou oferecer um vibrador.
Eu - Um vibrador?!?!?! Mas... não era mais indicado uma boneca insuflável?
Ela - Se o que lhe interessa é a quantidade, que pegue no vibrador e o enfie onde quiser.

26 comentários:

Anne DeLune disse...

xDD LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL acho que aqui o problema é a incompetência do marido,.. #JustSaying :P

Poison disse...

quantidade não é qualidade, mas um vibrador para um homem pode trazer problemas. se ele se habitua ao novo "gadget" nem muito nem pouco... xD

TM disse...

Que casalsinho mais apaixonado... :/

bagaco amarelo disse...

anne delune, eu cá não digo nada. :)

poison, lol. :)

tm, é bonito. :)

Fatyly disse...

Grande mulher é assim mesmo...ora toma e embrulha LOOOOOOLLLLLL

Josh Gottam disse...

Eu defendo cada vez mais a poligamia. Assim podíamos todos ter o que queremos: Elas, sexo uma vez por mês, nós sexo todos os dias ;)

Sorriso de Menina disse...

Eu cá prefiro quantidade com qualidade! lololol

Cat disse...

LOOOOL. Nem sei bem o que diga.
Ai estes tempos modernos...não fui feita para isto.

Maria disse...

Ahahah, a resposta final dela está o máximo.

Olga disse...

Quando falta amor, paixão, desejo e por vezes até o respeito as coisas complicam-se.

bagaco amarelo disse...

fatyly, lol. :)

josh gottam, todos os dias?! isso não é muito? :)

sorriso de menina, boa. :)

cat, lol. :)

maria, lol. :)

olga, a falta de respeito é mais do que uma complicação, até... mas isso é verdade. :)

Josh Gottam disse...

Nop... É aproveitar enquanto há! Depois só com comprimidos, ainda por cima azuis... :(

Carmo disse...

Sempre ouvi dizer: "the more I do, the more I like" e concordo.

:)

tiago leal disse...

O amor é lindo, seja de que forma for!

CurlyGirl disse...

LOOOOL!

Pastelaria disse...

Um presente de Natal ou de Ano Novo... como quiserem!

A Pastelaria Studios Editora desenvolve , já há alguns meses, um trabalho que mistura poemas e textos com música original e fotos de autor .
A aceitação pela parte do público que nos visita ... tem sido excelente ! Pois no período de seis meses já temos cerca de
9000 visualizações, no nosso canal do Youtube

Cá vai a nossa proposta :

Até dia 1 de Janeiro de 2012 , sintam- se confortáveis , inspirem-se e escrevam !
Escrevam um texto , um poema , uma crónica ...o que lhes sair da alma .

Iremos escolher ( escolha difícil!!) , as três obras mais originais.

Como prémio realizaremos um Video para 3 trabalhos eleitos .

No início do ano , iremos organizar uma Antologia , com os textos, poemas e crónicas que nos chegarem ... e que sejam qualificados para edição.... Acreditamos na vossa qualidade!!

Transformamos as vossas obras em sonhos acordados !

envio das obras , por e mail ao cuidado de - Teresa Maria Queiroz
pastelariaestudios@gmail.com

Boas escritas ...inspiradas!!

As obras serão divulgadas , à medida que forem chegando, na página do Facebook da Pastelaria Studios Editora

https://www.facebook.com/pages/Pastelaria-Studios/131097843655617

saludos
abraços
Teresa Queiroz

bagaco amarelo disse...

josh gottam, e a mais de cem euros cada caixa... :)

carmo, lol! eu também concordo... :)

tiago leal, :)

curly girl, :)

Josh Gottam disse...

100€?!!!!
Fo...ge! Não fazia ideia dos preços...
Mais vale comprar umas coisas naturais... ;=)

Maria Nunes disse...

penso que essa de os homens quererem muitas vezes/todos os dias, e as mulheres só quererem de vez em quando ... é um grande mito.
Infelizmente o contrário é bastante frequente :-(

Estudante disse...

Ahaha x) muito bom!

Anónimo disse...

Ai, o AMor é tão liiinndddoooo!
EJSantos

bagaco amarelo disse...

josh gottam, eu ando na ginástica. :)

maria nunes, bem dito. :)

estudante, :)

ejsantos, lol. :)

Menino De Sua Mãe disse...

bom dia! chego atrasado à conversa mas tenho uma opinião para aqui entalada e tenho receio de me engasgar se ficar com isto aqui atravessado, portanto lá vai: :)

ando há muitos anos a dizer para quem me queira ouvir (que é pouca gente) que nisto do sexo se tem de aplicar o princípio de Maslow e atender à hierarquia das necessidades.

comer, como se sabe, é do nível 1, o mais básico e essencial.

o sexo, como se tenta por vezes não lembrar, também é do mesmo nível.

por isso pode usar-se aqui, sem irmos muito para fora de pé, uma analogia alimentar.

quem tem fome, quem tem muita fome, quer é comida. claro que o Bacalhau Espiritual do Clara cai melhor, mas quando se morre de fome, serve uma sandes de queijo.

se perguntarem a quem tem fome se prefere comer todos os dias sandes de queijo, ou passar fome seis dias e comer bifes ao domingo, a resposta é capaz de pender para as sandes.

já se fizerem a um de nós, de barriga cheia, a mesma pergunta, somos capazes de pensar no assunto e até nos saírmos com uma opção pelos bifes, mas só porque não estamos bem a ver o que é passar fome seis dias. se voltarmos a falar cinco dias depois, já se opta pela sandes de queijo, e até pode ser daquele flamengo mais barato que se come à mesma.


e é provavelmente isto que temos aqui, pessoas com graus diferentes de apetite. satisfeito o patamar do "vezes suficientes", passamos a almejar o nível do "coisa com qualidade". a Ela, pelos vistos, tem o problema da frequência, na óptica dela, resolvido, e está preocupada com o nível seguinte. o Ele, evidentemente, ainda anda ralado com necessidades mais básicas. e naturalmente preocupa-se quando ela se propõe banir o queijo lá de casa...


P.S.: o que eu não percebo bem é essa lógica do "isto é tão bom, bora fazer poucas vezes". percebo que se guarde o vinho do porto com cem anos para ocasiões especiais, mas isso é porque quando a garrafa se acabar, daquele já não há mais. o sexo renova-se. redescobre-se todos os dias. melhora-se com o treino, com o envolvimento, com o conhecimento mútuo, com a exploração, com a fruição. racionar só para ser melhor quando acontece é manipular artificialmente a oferta e a procura. há países com leis contra isso e tudo. e o mais triste é que (se não se separarem) vão acabar daqui a uns anos a dizer:

Ela: sabes aquela posição giríssima que sempre quisemos fazer?
Ele: qual?
Ela: aquela que eu nunca te deixei fazer porque a estava a guardar para uma ocasião especial?
Ele: já sei. que tem?
Ela: pois já não vai dar.
Ele: então?
Ela: por causa da espondilose.


P.P.S.: isto já tem uma extensão indecente para um comment, e ainda por cima atrasado. devia transformá-lo num post e ir atravancar mas era a minha própria tasca, eu sei, e provavelmente vou desenvolver o tema por lá. mas ainda assim, achei que devia partilhar isto convosco.

bagaco amarelo disse...

menino de sua mãe, boa analogia. :)

Anónimo disse...

Eu tambem prefiro qualidade á quantitade sem duvida, mas o ideal é as duas ao mesmo tempo como é obvio.
Mas nem sempre se pode ter tudo na vida ao mesmo tempo.
C'est La Vie

w

Anónimo disse...

ora aí está uma boa solução.