12.13.2011

conversa 1862

Ela - A vida está cada vez mais difícil.
Eu - Pois está, pois está.
Ela - O meu salário mal chega para as despesas essenciais: água, electricidade, comida, tv por cabo...
Eu - Tv por cabo?! A tv por cabo é essencial?
Ela - É, claro.
Eu - Olha, eu não tenho tv por cabo precisamente para poupar dinheiro.
Ela - Mas isso é porque vives muito tempo sozinho.
Eu - Por isso mesmo é que à partida precisaria de ter mais alguns canais de televisão.
Ela - Não, não. Não tens que fingir que estás muito interessado num programa qualquer só para não te chatearem a cabeça...

19 comentários:

TaViTa disse...

Bem... essa realmente! Tenho que dar razão a si! :S

Anónimo disse...

são perspectivas... :P

Luna

redonda disse...

Mas se fosse um programa qualquer podia não ser da TV por cabo :)

bagaco amarelo disse...

Tavita, :)

luna, :)

redonda, por acaso fiz a mesma observação. é uma questão de credibilidade... ao que parece. :)

Carmo disse...

Não percebo... os casais não têm que fazer frete, nem gostar exactamente do mesmo.

Fatyly disse...

Esta faz parte dos que se queixam de barriga cheia.

Malena disse...

E que tal ler um livro com ar desalmadamente interessado??? Até podia pedi-lo emprestado! ;)

bagaco amarelo disse...

carmo, de facto não... mas fazem... :)

fatyly, demasiado cheia, se calhar. :)

malena, boa. :)

Olga disse...

Manda o post de cima a esta amiga, talvez ela se inspire. ;)

DM disse...

Para muita gente a TV Cabo/ZON e MEO são bens essenciais, os extraterrestres são aqueles que não têm montes de canais, que quem tem nem metade vê. O extraterrestre tem pelo menos mais 25€ ( estou a ser boazinha e a pedir pouco) pelo menos ao fim do mês e pode comprar algo mais útil do que uma televisão que não se vê.naja...

bagaco amarelo disse...

olga, boa. :)

dm, concordo. :)

Menino De Sua Mãe disse...

Carmo, os casais podem de facto passar o serão a fazer coisas completamente diferentes um do outro. Mas isso em alguns casos leva as pessoas a pensar coisas palermas como "se é para estarmos sempre a fazer coisas separadas, para que é que nos juntámos, logo para começar?"...

bagaco amarelo disse...

menino de Sua Mâe, exacto... mas também há repostas legítimas: sexo, solidão, etc... :)

Menino De Sua Mãe disse...

nenhuma dessas é legítima para mim, bagaço, não como base para um casal.

sei que há quem viva assim, como há quem use a máquina da louça só para pôr os pratos a escorrer depois de os lavar à mão. tive até um vizinho que já não conduzia e usava o carro, estacionado à porta, para ir dormir lá uma sesta todas as tardes.

sei que existe. admito. aceito (quem sou eu para aceitar ou não a vida dos outros?)

compreendo, até, que se comece por outras razões e se acabe assim, só pelo sexo, só pela solidão, só por um "depois quem me traz os comprimidos se eu ficar doente?".

mas quem entre na vida de casal com essas premissas arrisca-se a receber de mim o mesmo comentário de quem decida comprar uma máquina de lavar só para escorrer os pratos, ou um carro novo para ir para lá dormir a sesta... :)

bagaco amarelo disse...

menino de sua mãe, quando eu digo que é legítimo, é porque aceito concordando ou não com a abordagem. é legitimo alguém querer uma relação por causa do sexo, tenha-se ou não... :)

Menino De Sua Mãe disse...

bagaço, aceito isso, claro. a "legitimidade" é sempre um gume fino, e já estávamos a discutir semântica.

existem relações assim, é verdade. aceito que existam, e não faço cruzadas contra elas.

posso achar que uma relação se devia basear em mais qualquer coisa, mas a verdade é que cada um sabe de si. e o que funciona para uns não é o que funciona para todos; aliás, nem acho que existam propriamente verdades ou soluções universais no que diz respeito às relações humanas...

e não há relações "melhores" que outras; quando muito, há é pessoas felizes :)

bagaco amarelo disse...

menino de sua mãe, andará por aí, pela felicidade de cada um e de ambos, o que determina uma melhor ou pior relação. :)

Josh Gottam disse...

Cada vez mais perspicaz... :)

bagaco amarelo disse...

josh gottam, :)