11.23.2010

conversa 1643

(a propósito do meu pensamento catatónico 222)

Ela - Se eu morrer um dia destes fazes-me uma coisa?
Eu - O quê?
Ela - Em vez de ires ao meu funeral, juntas alguns amigos e bebem uns copos a pensar em mim.
Eu - Ah! Está bem. Isso não custa nada.
Ela - Caraças. Não custa nada?
Eu - Não. Quer dizer, não custa nada beber uns copos. Tu morreres ia custar um bocadinho.
Ela - Só um bocadinho? Vai-te lixar.
Eu - Eu disse só um bocadinho porque pensei que era isso que querias que eu dissesse. Se querias que eu bebesse uns copos era para não sofrer. Certo?
Ela - Errado.
Eu - Errado?
Ela - Errado. Era para tu sofreres muito mas a pensares que eu não queria que sofresses.
Eu - Começo a ficar com dores de cabeça com isto.
Ela - Esquece, esquece...
Eu - Já esqueci. Afinal nem sequer quero pensar na tua morte.
Ela - Ah! Assim é melhor.
Eu - Mas eu só falei por tua causa...
Ela - Não digas mais nada. É melhor. Quando falas, ou entra mosca ou sai asneira.

12 comentários:

Giovana disse...

"Não digas mais nada. É melhor. Quando falas, ou entra mosca ou sai asneirar".

AHAHAHAHAHAHAHAH

"Vai-te lixar!"

Putz... Rio mais com as expressões inexistentes aqui do que com a situação em si! LOL

bagaco amarelo disse...

giovana, que isto sirva pelo menos para te rires. :)

bagaco amarelo disse...

giovana, que isto sirva pelo menos para te rires. :)

Salsa disse...

loooooooooool
as tuas amigas (conhecidas) gostam muito de puxar temas que depois não gostam do rumo que as conversas tomam.

Fatyly disse...

Ai homem de deus...és preso por ter cão e por não ter...aldraaaaaaaaa!!!

bagaco amarelo disse...

salsa, e de me atrapalhar. :)

fatyly, lol. :)

redonda disse...

:))
Bem esta Ela está certa...como ela morrer, não custa nada?!!!

bagaco amarelo disse...

redonda, lol. :)

mariana disse...

Ha gente complicada!

bagaco amarelo disse...

mariana, somos todos. :)

Ana Chaves disse...

Não me canso de ler estas conversas! ;)

bagaco amarelo disse...

ana chaves, obrigado. eu não me canso de as escrever e gosto que haja quem as leia. :)