7.24.2010

respostas a perguntas inexistentes (99)

As paixões não têm todas a mesma duração. Há paixões de anos, meses, semanas, dias e até de poucos minutos ou segundos. A intensidade da paixão não tem nada a ver com a sua duração, embora normalmente as características de cada uma dessas paixões sejam diferentes.
Posso apaixonar-me pela mulher que passa por mim na rua, e essa é uma paixão de dois ou três segundos. Posso apaixonar-me pela mulher que está a acampar mesmo em frente à minha tenda num Verão qualquer, e essa é uma paixão de alguns dias. Posso estar apaixonado pela mulher com quem vivo e essa é uma paixão de anos ou até de uma vida inteira.
O problema das paixões é que elas às vezes nos fazem confusão. Uma paixão de dois segundos pela mulher que passa por nós na rua é um ruído de fundo na paixão de uma vida. Pode ser um ruído de fundo de apenas dois segundos mas ainda assim um ruído.
Das poucas coisas que aprendi na vida acho que esta foi uma das mais importantes. Foi o que me ajudou a eliminar esse ruído de fundo da paixão de uma vida inteira.

16 comentários:

Anónimo disse...

Estranho...eu nunca estive apaixonada por por dois segundos.
Pelo menos não dei por nada lol

Beijo x
P.S.

bagaco amarelo disse...

anónima, se não deste por nada é porque não estiveste, de facto. :)

Anónimo disse...

Ontem, ao sair de uma conferência deparei-me com um rapaz sentado debaixo de uma árvore e sobre um gramado, ao lado de uma harley que provavelmente devia ser dele.

Estava mais ou menos longe, de óculos escuros e fumava um cigarro, do qual pude sentir o cheiro fétido mas que devido ao encanto daquela cena ignorei completamente o desconforto.

Aquele rapaz tornou-se tão lindo perante meus olhos que deixei inebriar-me pelo resto do dia. Olhei-o com atenção mais algumas vezes pelo retrovisor do meu carro, procurando contemplá-lo o máximo possível, ciente de que uma sensação como essa é raríssima de acontecer, pois é muito difícil encontrar homens naturalmente tão belos, charmosos e sedutores no dia-a-dia.

Acho que apaixonei-me por aquele homem durante alguns segundos, apesar de amar meu esposo. O cenário do verde, o desfrutar de um prazer de estar ali a fumar um cigarro, sentir a sombra fresca de uma árvore sob o sol forte do meio-dia, tudo aquilo causou-me grande sensibilidade.

E o melhor: fiquei na expectativa de também ter-lhe causado a mesma sensação, mas... Como saber por trás daqueles óculos? Será que ele realmente olhou para mim? Será que ele percebeu que eu o havia notado?

E foi aí que concluí como é gostoso saber contemplar um homem e deixar-se levar por esse prazer sem maiores preocupações. É muito bom mesmo :)

bagaco amarelo disse...

anónimo, é isso mesmo. :)

C disse...

Esses ruídos, podem ser, tantas vezes, música para as paixões de uma vida. Porque não há mal nenhum em "fantasiar" e concretizar nesta tal paixão que, no fundo, está sempre lá.

bagaco amarelo disse...

c, de facto não há mal nenhum nisso. tanto não não há que eu nem lhe chamo ruído. :)

de maria disse...

obrigada bagaco....é viver e sentir, todas as paixões que a vida nos vai dando e gozá-las o melhor possivél.

Fatyly disse...

e o descreves sem sombras de dúvidas é o melhor bálsamo tãooooooo gostoso para nos equilibrarmos na vida.

S* disse...

Eu gosto daquelas paixões avassaladoras que duram uns meses... acalentam.-me.

bagaco amarelo disse...

de maria, é isso mesmo. :)

fatyly, então não é? :)

s*, acalentam todos nós, de facto. :)

Verytonta disse...

De acordo... Nada como uma bela paixão, seja ela de quantos segundos for: de uns breves instantes a uma vida inteira! O importante é uma pessoa apaixonar-se... e viver esse sentimento da melhor forma possível!
Parabéns pelo blogue: interessante, divertido, bem escrito...

bagaco amarelo disse...

verytonta, obrigado. :)

memyselfandi disse...

O que eu gostei desta tua perspectiva! Bem "encaixado", de facto! :)

bagaco amarelo disse...

memyselfandi, :)

PupperDemise disse...

Adorei a maneira como descreveste, é algo que já me tinha passado pela cabeça, mas nunca consegui especificar da maneira mais simples, para que outros a compreendessem.
Gostaria de pedir a tua autorização para postar este mesmo texto no meu blog, com a indicação claro, do teu como fonte de autoria. Aguardo uma resposta.
E parabéns pelo teu blog, pois é um dos que sigo com regularidade.

bagaco amarelo disse...

pupperdemise, obrigado. e está à vontade. até agradeço. :)